UNEGRO: Ato contra o racismo

As relações raciais estão acirradas e o racismo cresce no Brasil

A mais fiel interpretação sobre as relações raciais na atual conjuntura é de acirramento da tensão e intolerância racial, étnica e civilizatória com o crescimento do racismo no Brasil. Apesar das sucessivas políticas que visam à promoção da igualdade racial desde 2001 com a aprovação do Plano de Ação da Conferência Mundial Contra o Racismo, realizada em Durban na África do Sul, ainda registramos altos índices de marginalidade, exclusão social e genocídio contra os negros e negras. Somente entre a juventude negra, a possibilidade de um jovem negro ser assassinado é 2,5 vezes maior que a de um jovem branco.

Do Racismo Ambiental 

Em 2012, 56.000 pessoas foram assassinadas no Brasil. Destas, 77% são negros. No esporte, cada vez mais aparecem casos de preconceito racial nos jogos e eventos esportivos. E nas redes sociais aumentaram os crimes de intolerância e de ódio racial contra a população negra. Portanto, a UNEGRO – (União de Negros Pela Igualdade) é contra a redução da maioridade penal e é favor das atuais políticas de ações afirmativas. Para ampliar sua luta pela eliminação dessas formas de discriminação racial, a UNEGRO vai realizar sua 5ª Plenária Nacional no Centro de Convenções Instituto Israel Pinheiro, entre os dias 7 a 9 de agosto, em Brasília.

 

A UNEGRO foi fundada em 14 de julho de 1988 em Salvador-BA, e aos 27 anos e com mais de 10 mil filiados pretende, com essa plenária de Brasília, capacitar sua militância para enfrentar esses ataques racistas, participar nas conferências governamentais, pressionar os governos para avançar nas políticas públicas de promoção da igualdade racial, além disso, participar da Marcha Nacional das Mulheres Negras, em novembro.

 

Ato Político da 5ª Plenária Nacional da UNEGRO, dia 7 de agosto às 19 h, com a presença dos convidados:

Nilma Lino Gomes – ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial

Cida Abreu- presidenta da Fundação Cultural Palmares

Carina Vitral – presidenta da UNE-União Nacional dos Estudantes

Adilson Araujo – presidente da CTB- Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil

Haroldo Lima – ex-presidente da ANP- Agência Nacional do Petróleo

Olívia Santana – Secretária da Secretaria de Políticas Para as Mulheres da Bahia

Bia Barbosa – diretora do FNDC-Fórum Nacional Pela Democratização da Comunicação

 

 

Serviço:

5ª Plenária Nacional da UNEGRO

Dias 7 a 9 de agosto de 2015

Auditório do Instituto Israel Pinheiro – Brasília/DF.

Local: SDHB,QL 32, Conjunto 1 Bloco A

Púbico estimado: 150 lideranças nacionais e convidados

Outras informações em:

www.unegro.org.br

telefones: 31-96561564 – Alexandre Braga (Direção Nacional de Comunicação da UNEGRO)

61-99420704 – João Negrão (UNEGRO-DF)

+ sobre o tema

para lembrar

Chris Oliveira Conquista 3ºLugar no Prêmio Sebrae Mulher de Negócios

A empresária Chris Oliveira, diretora executiva da Cia....

‘Projeto Querino’ é um podcast que narra a luta negra sem romantismo

Se os livros de história narram a Independência do Brasil...

Guia sobre religiões afro-brasileiras

Pai de santo acredita que falta de informação sobre...
spot_imgspot_img

Perfeição do racismo brasileiro transforma algoz em vítima

O racismo é um crime perfeito. É com essa frase que o antropólogo Kabanguele Munanga, uma das maiores autoridades do Brasil em estudos raciais, define...

Jornalista é vítima de injúria racial dentro de supermercado da Baixada Fluminense

O colunista Daniel Nascimento, do jornal O Dia, foi vítima de injúria racial em um supermercado de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, na última...

Após vítima de agressão ser detida, motoboys fazem ato contra o racismo no RS

Após um homem negro ser ferido com uma faca e preso por policiais, o Sindicato dos Motoboys de Porto Alegre, no Rio Grande do...
-+=