Unesco homenageia mulheres na ciência

Agência da ONU, em parceria com a L’oréal, escolhe cinco entre cerca de mil candidatas para receber prêmio.

Fonte: Envolverde

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, anunciou nesta quinta-feira as cinco vencedoras do Prêmio Unesco-L’Oréal de Ciências.

Cerca de mil candidatas foram indicadas ao prêmio, criado para homenagear mulheres cientistas de diversas partes do mundo.

Premiadas

A seleção das vencedoras foi feita por um júri de 18 membros, presidido pela Prêmio Nobel de Medicina, Günter Blobel.

Entre as premiadas, está a mexicana Alejandra Bravo. Ela teve seu trabalho reconhecido por sua pesquisa com uma toxina bacteriana que pode funcionar como inseticida.

A francesa Anne Dejean-Assémat recebeu o prêmio por sua contribuição ao estudo da leucemia e do câncer de fígado, enquanto a americana Elaine Fuchs foi homenageada por sua pesquisa sobre biologia da pele e dos tecidos.

Mulheres na Ciência

A egípcia Rashika El Ridi também recebeu o prêmio por seu trabalho na elaboração de uma vacina contra a esquistossomose. Já a filipina Lourdes J.Cruz foi reconhecida por sua pesquisa com toxinas de caracóis marinhos que podem ajudar no estudo das funções cerebrais.

Há 12 anos, o prêmio Unesco-L’oréal reconhece a contribuição das mulheres para a ciência.

A cerimônia de premiação está marcada para março de 2010, na sede da agência, em Paris, na França.

Matéria original

+ sobre o tema

Em SP, Festival Latinidades reivindica saberes de mulheres negras

Pela primeira vez fora de Brasilia, evento chega à...

O machismo faz a cama do fascismo, alertam líderes de movimento de mulheres da França

A ascensão de governos de ultradireita em vários países...

“Funk: entre o santo e o profano, prefiro o empoderamento da mulher”

Marielle Franco, coordenadora da Comissão de Defesa dos Direitos...

para lembrar

Atriz Ruth de Souza é homenageada no Rio de Janeiro

Às 18 horas, meia hora antes do evento, chegou,...

Justiça racial: sociedade e Estado em prol da igualdade

Por muito tempo, discriminação foi tema ignorado por Marcia Lima...

Empresa diz que não contrata mulheres

Eu tenho 21 anos, sou mulher, negra, feminista e...

Câmara dos Deputados analisa projeto sobre equidade de gênero no serviço público

Pesquisa da Organização Internacional do Trabalho aponta que mulheres...
spot_imgspot_img

O mapa da LGBTfobia em São Paulo

970%: este foi o aumento da violência contra pessoas LGBTQIA+ na cidade de São Paulo entre 2015 e 2023, segundo os registros dos serviços de saúde. Trata-se de...

Grupos LGBT do Peru criticam decreto que classifica transexualidade como doença

A comunidade LGBTQIA+ no Peru criticou um decreto do Ministério da Saúde do país sul-americano que qualifica a transexualidade e outras categorias de identidade de gênero...

TSE realiza primeira sessão na história com duas ministras negras

O TSE realizou nesta quinta (9) a primeira sessão de sua história com participação de duas ministras negras e a quarta com mais ministras...
-+=