UNFPA divulga lista de participantes da Rodas das Juventudes Já!

Durante os meses de outubro e novembro pessoas jovens e adolescentes de várias localidades do país participam da Roda das Juventudes Já! A ação promovida pelo Fundo de Populações das Nações Unidas (UNFPA), que começa no próximo dia 19/10 busca fortalecer jovens e adolescentes a criar um espaço de construção coletiva para soluções de enfrentamento às violências de gênero.

A realização da Roda das Juventudes Já! é uma parceria entre UNFPA, Oxfan Brasil, UNICEF, IYD Brasil, Plan Internacional, Terre des Hommes e Coletivo Não é Não.

O evento já realizou edições em 25 países da América Latina e Caribe, e ocorre pela primeira vez no Brasil com uma metodologia virtual com oficinas lúdicas e apoio de mentoras/res e faciltiadoras/es para uma construção colaborativa de propostas. Duas delas serão selecionadas ao final para receber acompanhamento e investimento-semente.

Das 95 pessoas inscritas, 30 foram selecionadas . Elas têm idade entre 15 e 25 anos. Todas as pessoas inscritas serão convidadas, posteriormente, para integrar uma rede de comunicação voltada para as temáticas das juventudes. Por isso, o UNFPA pede que todas as pessoas inscritas confiram constantemente seus e-mails e continuem em diálogo com a instituição.

A Roda das Juventudes Já! recebeu inscrições de todas as regiões do país com pessoas que se identificam como Mulher Cis (65,3%), Mulher Trans (3,2%), Homem Cis (22,1%), Pessoa Não-binária (5,3%) e Gênero Fluído (4,2%). Dentre delas 65,3% se identificam como pessoas negras, 29,5% como brancas, e 5,3% são pessoas indígenas Para seleção se levou em consideração a participação e liderança em coletivos, organizações e entidades.

Conheça as pessoas jovens e adolescentes selecionadas:

  1.  Alice Maciel de Souza, Prado/BA
  2.  Ana Luiza Naves Ferreira, Rio de Janeiro/RJ
  3.  Anna Emanuelly Oliveira Laurindo, Maceió/AL
  4. Bruna Oliveira, Taguatinga/DF
  5.  Camila Alves, São Paulo/SP
  6.  Cristiano da Cunha Santos, Araci/Bahia
  7.  Daniel Ferreira Paixão Diniz, Paulista/PE
  8.  Danielle de Amaral Silva, Lajedo/PE
  9.  Dayane Cristina de Araújo Veras, Parnaíba/PI
  10.  Felipe Israel de Oliveira Vidal, Juiz de Fora/MG
  11.  Gabriele Matos dos Santos, Urbano Santos/MA
  12.  Gabriele Pereira Neri, Salvador/BA
  13.  Isabele Vitória dos Santos Silva, Itaberaba/BA
  14.  Italo Robert Pereira Carvalho, São Luís/MA
  15.  Jefferson da Silva Vitorino, Recife/PE
  16.  Kauanne Patrocino, São Paulo/SP
  17.  Lara Tamyres Pereira de Sousa dos Santos, Ananindeuá/PA
  18.  Leonardo Moura da Silva, Florianópolis/SC
  19.  Lucas Souza, Recife/PE
  20.  Maria das Graças Rocha da Silva, Salvador/BA
  21.  Nádya Carolline Silveira, Bocaiuva/MG
  22.  Nayara Fernandes Alves, Guararapes / Pernambuco
  23.  Queliane Santiago dos Santos, Santa Luz / Bahia
  24.  Rudson Oliveira Amorim, Rio de Janeiro/RJ
  25.  Samela Lorena Vilacio Marteninghi, Manaus/AM
  26.  Tatiane dos Anjos, Salvador/BA
  27.  Thuanye Maria Duarte Rocha, Paulista/PE
  28.  Vitória Rodrigues de Oliveira, São João do Meriti/RJ
  29.  Wendal Lima do Carmo, Andaraí/BA
  30.  Yan Henrique Santos de Souza, São Gonçalo/RJ
** ESTE ARTIGO É DE AUTORIA DE COLABORADORES OU ARTICULISTAS DO PORTAL GELEDÉS E NÃO REPRESENTA IDEIAS OU OPINIÕES DO VEÍCULO. PORTAL GELEDÉS OFERECE ESPAÇO PARA VOZES DIVERSAS DA ESFERA PÚBLICA, GARANTINDO ASSIM A PLURALIDADE DO DEBATE NA SOCIEDADE. 

+ sobre o tema

Você é Racista Sim

Você é Racista Sim. Eu já me deparei com inúmeras...

James Cone, teologia negra da libertação e luta antirracista

No dia 28 de abril de 2024, completa-se 6...

A quem servem os motoboys

ela se chama Ana e não só o nome...

O Brasil não conhece o Brasil: o promotor que ganha 24 mil e D. Nicinha

O Brasil não conhece o Brasil. Nenhum dos dois...

para lembrar

A falácia da oportunidade

Dada minha atual fase da carreira, na qual permaneço...

Da negritude: reflexo e reflexão

“cada criatura humana traz duas almas consigo; uma que...

Transformação de sujeitos para uma sociedade igualitária

A construção de uma sociedade igualitária perpassa pela proposição...

Internet como ferramenta revolucionária

“I woke up like this! We flawless, ladies, tell...

As mulheres estão no centro da crise humanitária da pandemia

A análise do movimento do mercado de trabalho em 2020, marcado pela pandemia, aponta que as maiores perdas estão relacionadas às mulheres. Elas formam...

As cartas atemporais de Mukanda Tiodora, e o retrabalhar artístico de Marcelo D’Salete sobre o Brasil que um dia ainda será!

Somos um país caracterizado pelo seu não apreço em preservar suas memórias, especialmente quando estas não se coadunam ao ideário hegemônico elitista e conservador,...

Eu, uma mulher negra da Geração Z, inventei a minha profissão

Deixa eu me apresentar: sou Vitorí, mulher, negra, cis, do Sul do Brasil, que trabalha com inovação e tecnologia. Tenho 21 anos e sou...
-+=