Viradouro homenageia “primeiras feministas do Brasil” e é campeã do Carnaval 2020 no Rio

Com o enredo ‘De Alma Lavada’, escola de samba homenageou As Ganhadeiras de Itapuã, histórico grupo musical de mulheres na Bahia que trabalhavam para comprar alforrias no século XIX

Por JOANA OLIVEIRA, do El País

Integrantes da Viradouro durante o desfile na Sapucaí.RICARDO MORAES / REUTERS (REUTERS)

Ao levar a Bahia ao Sambódromo do Rio de Janeiro, a Unidos do Viradouro consagrou-se, nesta quarta-feira, campeã do Carnaval carioca. Assinado pelo casal de carnavalescos Tarcísio Zanon e Marcus Ferreira, o enredo De Alma Lavada homenageou o grupo musical baiano As Ganhadeiras de Itapuã, que faz samba de roda, para abordar o protagonismo feminino na história brasileira. A Vermelho e Branco de Niterói, como é conhecida a Viradouro, volta a levar o título depois de 23 anos —no ano passado, foi vice-campeã com um enredo sobre histórias encantadas—. A escola deixou para trás a Grande Rio, em segundo lugar, seguida de Mocidade, Beija-Flor, Salgueiro e Mangueira. União da Ilha e a Estácio de Sá foram rebaixadas ao Grupo de Acesso em 2021.

O enredo da Viradouro já havia vencido na terça-feira (25/02) o Estandarte de Ouro —premiação de voto popular do jornal O Globo—. “A nossa vida mudou com esse desfile, não só pela mídia, mas pelo nosso próprio autoconhecimento. Nós entendemos que representamos milhões de mulheres que lutam todos os dias pela sobrevivência. Há um crescimento social nisso”, comentou Ivana Soares, produtora da banda As Ganhadeiras de Itapuã ao jornal baiano Correio.

Com alegorias e fantasias luxuosas, a Viradouro foi uma das escolas que mais animou o público da Sapucaí, desde a comissão de frente, que trouxe uma atleta no nado sincronizado, Anna Giulia, como uma sereia em um aquário de sete mil litros de água. A ala das baianas, que representaram quituteiras, com saias bordadas com abarás, acarajés e tapiocas, jogou cocada para a arquibancada.

Continue lendo aqui

 

 

Leia também:

Poderia a história do Brasil ser contada a partir da trajetória das mulheres negras?

Vai-Vai vence o Acesso e volta ao Grupo Especial em São Paulo

+ sobre o tema

Jamaica Brasileira – Edgard de Souza Silva

?...Assim começa a jornada de crianças em busca de...

Nova série de terror ‘Them’ mostra família negra que se muda para bairro branco

Nova série de terror 'Them' mostra família negra que...

Beyoncé lança videoclipe com Nicki Minaj. Veja o vídeo!

Depois do lançamento do videoclipe de Taylor Swift, na...

Um dia de Luta na Morada Eterna dos Ancestrais

Fonte: Lista Racial - Por: Reginaldo Bispo Na eternidade, morada dos...

para lembrar

O livro de Djaimila Pereira e a história de um cabelo que é mais do que só aparência

Djaimilia Pereira é mulher negra, com família de portugueses...

Seminários Palestras e Shows comemoram o mês da Consciência Negra em Alagoas

Memória, Consciência e Patrimônio de Resistência Por José Felipe dos Santos via Guest...

Sambistas reivindicam o reconhecimento do samba de São Paulo

Foram mais de 30 inscritos para falar durante...

CORUMBÁ:Semana da Consciência Negra terá seresta com Almir Guineto

Fonte: MS Notícias - A Prefeitura de Corumbá, por...
spot_imgspot_img

Mostra Competitiva Adélia Sampaio recebe inscrições de filmes de mulheres negras até 16 de junho

A 6ª edição da Mostra Competitiva de Cinema Negro Adélia Sampaio está com inscrições abertas para filmes dirigidos por mulheres negras de todo o...

Mães e Pais de Santo criam rede de solidariedade para apoiar comunidades de matriz africana afetadas no Sul

Quando a situação das enchentes se agravou no Rio Grande do Sul, Ialorixás e Babalorixás da cidade de Alvorada, região metropolitana de Porto Alegre,...

6 brasileiros que lutaram pelo fim da escravidão no Brasil

O fim da escravidão no Brasil completa 136 anos em 13 de maio deste ano. Em 1888, a princesa Isabel, filha do imperador do Brasil Pedro 2º,...
-+=