Vítima de racismo em restaurante do DF será indenizada por danos morais

Um homem que sofreu racismo no restaurante comunitário de Ceilândia – região administrativa do Distrito Federal – será indenizado em R$ 3 mil por danos morais. É o que prevê uma decisão do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT), que negou recurso contra a decisão do 3° Juizado da Fazenda Pública.

Por Priscilla Mazenotti, da EBC

O caso ocorreu há dois anos. Um funcionário do restaurante xingou o homem de “negro safado” e o acusou de ter furtado talheres do local. A vítima registrou boletim de ocorrência e alegou que o restaurante estava cheio, o que causou constrangimento.

Em sua defesa, o governo do Distrito Federal alegou que não havia responsabilidade civil do estado nem justificativa para dano moral.

Mas, ao negar o recurso e manter a sentença original, o juiz lembrou que o fato ocorreu dentro do restaurante comunitário e foi cometido por funcionários contratados por empresa privada, prestadora de serviço público e, portanto, subsidiada pelo Poder Público. Além disso, o fato foi comprovado por depoimento de testemunhas.

+ sobre o tema

Senado quer proibir discriminação nos estádios

Por: Mário Coelho Os senadores aprovaram um projeto de lei...

Acusado de racismo, Luís Salém rebate: ‘Pode ter sido uma piada’

De acordo com o jornal 'O Globo', o ator...

Cota beneficiou mais de 5 mil negros na UnB

O Sistema de Cotas para Negros da Universidade...

Um problema de cor

Vidas negras importam? Não no Brasil, mostram os números...

para lembrar

Príncipe Harry diz que ‘preconceito inconsciente’ alimenta racismo

O viés inconsciente pode levar a um comportamento racista...

A sociedade é uma trapaça

Confira o poema A sociedade é uma trapaça A sociedade...

Justiça condena segurança de supermercado por discriminação racial em abordagem

SENTENÇA Processo Digital nº: 1502711-79.2021.8.26.0320 Classe – Assunto: Ação Penal -...
spot_imgspot_img

Universidade, excelência e compromisso social

Em artigo publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo, no dia 15 de junho, o professor de literatura geral e comparada da Unicamp, Marcos...

Mobilizações apontam caminho para enfrentar extremismo

As grandes mobilizações que tomaram as ruas das principais capitais do país e obrigaram ao recuo dos parlamentares que pretendiam permitir a condenação de...

Uma pessoa negra foi morta a cada 12 minutos ao longo de 11 anos no Brasil

Uma pessoa negra foi vítima de homicídio a cada 12 minutos no Brasil, do início de janeiro de 2012 até o fim de 2022....
-+=