Waldir Maranhão revoga decisão de anular aprovação do impeachment na Câmara

Presidente em exercício da Câmara dos Deputados revogou na madrugada de hoje (10) decisão de anular as sessões plenárias da Câmara em que foi aprovada a admissibilidade do processo de impeachment. Mudança foi comunicada por ofício ao presidente do Senado, Renan Calheiros

Por Revista Fórum

O presidente em exercício da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), revogou na madrugada de hoje (10) decisão tomada ontem (9) de manhã, de anular as sessões plenárias da Câmara em que foi aprovada a admissibilidade do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

“Revogo a decisão por mim proferida em 9 de maio de 2016 por meio da qual foram anuladas as sessões do plenário da Câmara dos Deputados ocorridas dias 15, 16 e 17 de abril de 2016, nas quais se deliberou sobre a Denúncia por Crime de Responsabilidade nº 1/2015”, diz o texto do ofício assinado por Maranhão.

Em outro ofício, Waldir Maranhão comunicou a decisão ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

A Secretaria-Geral da Mesa da Câmara recebeu a decisão da revogação logo depois da meia-noite.

Nessa segunda-feira, Renan decidiu ignorar a decisão do presidente em exercício da Câmara e determinou que o relator do processo na Comissão Especial do Impeachment do Senado, Antonio Anastasia (PSDB-MG), fizesse a leitura do parecer, favorável à admissibilidade do processo no plenário da Casa. Com isso, começou a contar o prazo de 48 horas para que os senadores votem a admissibilidade e o afastamento da presidenta por 180 dias, o que deve ocorrer nesta quarta-feira (11).

+ sobre o tema

Pesquisa revela constante racismo a imigrantes no Brasil

A noção de que o Brasil é um país...

Menos de 1% dos municípios do Brasil tem só mulheres na disputa pela prefeitura

Em 39 cidades brasileiras, os eleitores já sabem que...

Comércio entre Brasil e África cresce 416% em 10 anos

  Os números do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio...

Dilma sobre a campanha: ‘Sou outra pessoa, muito melhor’

Esbanjando bom humor, candidata petista diz que campanha foi...

para lembrar

Pesquisadores negros depõem na CPI da Violência Urbana em Brasília

Fonte: Jornal Ìrohin Por Jamile Menezes “Nós não nascemos...

O coronavírus revela que éramos cegos e não sabíamos

Somente quando o vírus nos encerra em nossas casas...

Linhas Periféricas: registro de um novo amanhecer na periferia

Mais uma bela página na história da periferia paulistana....

Ministra Cármen Lúcia toma posse como ministra efetiva do TSE

Fonte: JusBrasil - A ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=