sexta-feira, outubro 7, 2022
InícioQuestões de GêneroMulher Negra25 de julho: Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha recebe homenagem no Rio...

25 de julho: Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha recebe homenagem no Rio Grande do Sul

O Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha foi comemorado em sessão solene, na noite de ontem (20/7), no plenário da Câmara Municipal de São Leopoldo. A solenidade foi proposta pelo vereador Nestor Schwertner (PT) em parceria com a Diretoria Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Dimppir). Na ocasião, um grupo de mulheres negras com trabalho em destaque no município recebeu homenagem do Legislativo e da Dimppir.

Para o vereador Nestor Schwertner, a data tem um significado importante na luta das mulheres negras contra a discriminação racial e pela igualdade de direitos. Essa data marca a realização de um Encontro na República Dominicana, em 25 de julho de 1992, que manifestou a opressão sofrida pelas mulheres negras latinas e caribenhas, salientou. É uma reflexão para encorajar as mulheres negras a lutarem por mais espaços, melhores condições de vida e dignidade, reforçou.

Para a colaboradora da Dimmpir, Tânia Pedroso, as políticas públicas para a população negra ainda são um desafio no município. Essa é a primeira atividade que realizo frente à Dimppir. Conto com o apoio de todas as pessoas, independente da cor ou classe social. Entendo que a luta pela igualdade racial é uma questão maior. Precisamos de incentivo para oferecer mais educação, cultura e melhores condições de vida para nosso povo, destacou. Ela explicou que a solenidade também prestou homenagem ao Orixá Oxum, regente de 2011. É um orixá da beleza, amor, doçura, prosperidade e da maternidade, que merece nossa homenagem como divindade no africanismo, completou.

A mesa foi composta pela coordenadora cultural de Diversidade da Secretaria de Cultura do Estado, Lanna Campos; a secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Euli Necca Steffen; o irmão Inácio Spohr da Unisinos; a representante do Núcleo de Estudos Afrobrasileiros e Indígenas (Neabi) da Unisinos, Adevanir Aparecida Pinheiro e a Mãe Dolores de Bará. A sessão solene contou com a participação de representantes das religiões de matriz africana, de Escolas de Samba de São Leopoldo, secretários municipais e comunidade.

Autor: Simone Ramos

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench