A gigante Formiga no futebol brasileiro

Estamos prestes a presenciar um momento histórico no futebol, aliás, no esporte como um todo.

 

Por Tayguara Ribeiro, do Brasil de Fato 

 

 

A atacante Formiga, de 41 anos irá disputar a sua sétima Copa do Mundo.

Está a primeira vez que um atleta disputa sete edições do Mundial.

Isso considerando, inclusive, o futebol masculino.

Um feito tão grande como a carreira da atacante.

Formiga (Ricardo Stuckert / CBF)

A jogadora integra a seleção brasileira que disputará a Copa do Mundo de futebol feminino, na França.

Campeão da Copa América, o Brasil compõe o grupo C ao lado da Jamaica, da Itália e da China.

O torneio começa dia 07 de junho.

Hoje atuando no Paris St Germain, Formiga já dedicou 24 anos a seleção brasileira.

Ela participou de duas medalhas de prata nos Jogos Olímpicos e de um vice-campeonato mundial.

+ sobre o tema

Como resguardar as meninas da violência sexual dentro de casa?

Familiares que deveriam cuidar da integridade física e moral...

Bruna da Silva Valim é primeira negra a representar SC no Miss Universo Brasil

Bruna da Silva Valim, candidata de Otacílio Costa, foi...

Luiza Bairros lança programas de combate ao racismo na Bahia

O Hino Nacional cantado na voz negra, marcante, de...

Elizandra Souza celebra 20 anos de carreira em livro bilíngue que conta a própria trajetória

Comemorando os 20 anos de carreira, a escritora Elizandra...

para lembrar

Dona Zica Assis responde ao artigo: “Respeite nosso cabelo crespo”

Carta de Zica Assis - Beleza Natural   Oi Ana Carolina, Meu...

Menos de 3% entre docentes da pós-graduação, doutoras negras desafiam racismo na academia

A Gênero e Número ouviu mulheres negras presentes no...

Rita Bosaho é a primeira mulher negra eleita deputada em Espanha

O resultado das recentes eleições é histórico também porque...

Rosana Paulino: ‘Arte negra não é moda, não é onda. É o Brasil’

Com exposição em cartaz no Museu de Arte do...
spot_imgspot_img

“Dispositivo de Racialidade”: O trabalho imensurável de Sueli Carneiro

Sueli Carneiro é um nome que deveria dispensar apresentações. Filósofa e ativista do movimento negro — tendo cofundado o Geledés – Instituto da Mulher Negra,...

Comida mofada e banana de presente: diretora de escola denuncia caso de racismo após colegas pedirem saída dela sem justificativa em MG

Gladys Roberta Silva Evangelista alega ter sido vítima de racismo na escola municipal onde atua como diretora, em Uberaba. Segundo a servidora, ela está...

Uma mulher negra pode desistir?

Quando recebi o convite para escrever esta coluna em alusão ao Dia Internacional da Mulher, me veio à mente a série de reportagens "Eu Desisto",...
-+=