Ação contra desigualdade salarial leva meninas a entrevistas

Para receber o mesmo que os homens, as mulheres precisariam começar a trabalhar pelo menos 11 anos antes.

Do Exame 

Esse é só mais um dos muitos dados que denunciam a desigualdade salarial motivada por gênero como uma realidade em pleno século XXI.

Mas e ele fosse aplicado na prática? Como seria se meninas de 10 ou 15 anos entrassem uma entrevista de emprego para, quem sabe, atingirem um salário igual ao dos homens mais de uma década depois?

Essa foi a provocação proposta pelos argentinos da escola de criativos Brother, em uma ação desenvolvida para a Avon.

Na campanha “GiveMeBackMy11” (“Me devolva meus 11”, em tradução livre do inglês), entrevistadores são surpreendidos por meninas que chegam para participar da seleção para cargos de secretárias e advogadas.

A justificativa das garotas quando questionadas sobre o motivo pelo qual elas estão ali mesmo sendo tão novas é o que revela o intuito da ação.

Confira o filme:

 

+ sobre o tema

Silêncio, por Sueli Carneiro

O ciclo de conferências "O silêncio dos Intelectuais", que...

Todas as formas de violência contra mulher aumentam em 2022, diz pesquisa

Todas as formas de violência contra a mulher aumentaram no Brasil...

“Creuza Oliveira é uma estrela negra que vem iluminando a nossa trajetória de luta”, diz Luiza Batista

A coordenadora geral da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas...

Leci Brandão da Silva

Leci Brandão da Silva nasceu no Rio de Janeiro...

para lembrar

Em quatro anos, 9,7 mil foram presos pela Lei Maria da Penha

Quando se fala em violência doméstica e familiar contra...

Algo além do moderno: a mulher negra na pintura brasileira no início do século XX *

CHRISTO, Maraliz de Castro Vieira. Algo além do moderno:...

‘Sense8’, série da Netflix, terá cenas gravadas em São Paulo durante a Parada do Orgulho LGBT

Os fãs paulistanos de Sense8 podem comemorar. Em breve a cidade...

Formiga: a gigante quase invisível do nosso futebol

Imagine o seguinte cenário: você está com 16 anos,...
spot_imgspot_img

IBGE: mulheres assalariadas recebem 17% menos que os homens

Dados divulgados nesta quinta-feira (20/06) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que a disparidade salarial entre os gêneros no Brasil se mantém em...

Casa Sueli Carneiro abre as portas ao público e apresenta o III Festival Casa Sueli Carneiro, pela primeira vez em formato presencial

RETIRE SEU INGRESSO A Casa Sueli Carneiro, fundada em dezembro de 2020 e atuando em formato on-line desde abril de 2021, é uma entidade criada...

Aborto legal: falhas na rede de apoio penalizam meninas e mulheres

As desigualdades sociais no Brasil podem explicar a razão para que meninas e mulheres busquem apoio para o aborto legal também após 22 semanas...
-+=