Afeto e Questões Étnico-Raciais é tema de curso no SESC 24 de Maio

Ministrado pela psicóloga Daniela Trindade, a oficina promove a reflexão de como micro-violências étnico-raciais afetam o cotidiano da população negra e quais as formas de enfrentamento

enviado por Ana Claudia Luiz no SescSP

daniela trindade – imagem SESCSP

São Paulo, novembro de 2018 – Entre os dias 11 e 14 de dezembro, a psicóloga Daniela Trindade realiza a oficina “Relação entre Afeto e Questões Étnico-Raciais”, no SESC 24 de Maio, a partir das 18h. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas na própria unidade.

O termo afeto pode ser compreendido no seguinte sentido: as formas que somos afetados pelas ações do mundo. No recorte étnico-racial, é importante refletir sobre as formas que os corpos e mentes da população negra são afetados no cotidiano e quais são os impactos produzidos em sua subjetividade.

A proposta da oficina é atuar de forma teórica e experimental, proporcionando aos participantes uma imersão em suas próprias histórias, para que possam descobrir a potência de suas experiências pessoais, e em grupo possam perceber as de formas de enfrentamentos e de suporte coletivo.

A temática será trabalhada em grupo durante quatro módulos: Diálogo Sobre Afeto, Corpo e Subjetividade;  Memória e vivências; Olhar e o Cuidado de Si e do outro; e Possibilidades de construir e dialogar no setor individual e coletivo.

Daniela Trindade cursou Psicologia na Universidade Presbiteriana Mackenzie com formação em Atenção Psicossocial. Tem vasto conhecimento na área de Relações Étnico-Raciais, participou de coletivo que visa o cuidado da saúde mental e acolhimento de mulheres pretas e coletivo de educação popular. Ativista na área de educação, gênero, classe e raça/etnia.

 

Serviço

SESC 24 de Maio

Oficina: Relação entre Afeto e Questões Étnico-Raciais

Data: de 11 a 14 de dezembro, das 18h às 21h

Inscrições gratuitas.

Mais informações em: https://m.sescsp.org.br/#/cursos/171735

Leia também:

https://www.geledes.org.br/mulheres-negras-e-sua-participacao-historica-na-sociedade-escravista/

+ sobre o tema

Assédio não é romance

Não, o Globo de Ouro não pareceu um funeral. Por NANA...

ABGLT denuncia homofobia em comercial de cerveja ao Conar

Toni Reis, presidente da ABGLT, explica por que, para...

Pastor que diz que Deus pune gays com desastres naturais perde a casa em alagamento

Em 2015, o pastor americano Tony Perkins declarou que...

para lembrar

Domésticas das Filipinas são escravizadas em São Paulo

Trabalhando por meses sem descanso e sem alimentação suficiente,...

Ministério das Mulheres lança edital para compra de tornozeleiras eletrônicas

O Ministério das Mulheres lançou nesta quarta-feira (1º) um...

Sutiã com bojo, adultização da infância e por que nada muda

Esses dias recebemos uma imagem de um catálogo de...

Winnie Mandela abre o jogo sobre o futuro da África do Sul, racismo e Nelson Mandela

A ativista antiapartheid e deputada do Congresso Nacional Africano...
spot_imgspot_img

‘Abuso sexual em abrigos no RS é o que ocorre dentro de casa’, diz ministra

A ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, considera que a violência sexual registrada contra mulheres nos abrigos que recebem desalojados pelas enchentes no Rio Grande...

ONU cobra Brasil por aborto legal após 12 mil meninas serem mães em 2023

Mais de 12,5 mil meninas entre 8 e 14 anos foram mães em 2023 no Brasil, num espelho da dimensão da violência contra meninas...

Após um ano e meio fechado, Museu da Diversidade Sexual anuncia reabertura para semana da Parada do Orgulho LGBT+ de SP

Depois de ser interditado para reformas por cerca de um ano e meio, o Museu da Diversidade Sexual, no Centro de São Paulo, vai reabrir...
-+=