Africanos devem aumentar investimentos para combate à fome, ministro da agricultura

 

Luanda – Os países africanos devem aumentar os seus investimentos na área da agricultura e outras afins com vista ao combate da fome no continente, afirmou hoje (segunda-feira), em Luanda, o ministro da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas, Afonso Pedro Canga, de regresso ao país proveniente do Malawi.
O governante fez estas declarações à Angop, depois de ter participado, a 29 de Outubro, em Lilongwe (Malawi), na cerimónia de lançamento do “Dia africano para a Segurança Alimentar e Nutricional”, orientada pelo Presidente Bingo Wa Mutharika, que assumiu em Janeiro último a presidência da União Africana (UA).
De acordo com Pedro Canga, que participou igualmente numa cimeira de ministros da Agricultura do continente, realizada durante dois dias naquele país, o lançamento do referido dia, data que doravante passará a ser comemorado, apresenta aos Estados africanos grandes desafios.
Para o entrevistado, com vista a se ultrapassar tais desafios, “os países africanos têm que continuar a prestar maior atenção e aumentar os investimentos para que o flagelo da fome possa ser combatido e para que haja uma segurança alimentar e nutricional sustentável em África”.
Entretanto, “há necessidade de se mobilizarem todas as iniciativas e todos os recursos para que esta grande batalha seja enfrentada”, acrescentou o ministro.
Pedro Canga disse ainda que as perspectivas do governo angolano diante do desafio lançado no Malawi são a de continuar a fazer mais investimentos na área da agricultura, pescas e outras afins, no sentido de aumentar a produção para se atingir a segurança alimentar e diversificar a economia nacional.
A propósito, recordou que o executivo tem já realizado vários projectos concretos, assim como tem tomado medidas no sentido de incentivar o investimento privado, apoiar a agricultura familiar, bem como se esta a trabalhar para que a comercialização dos produtos agro-pecuários seja realizada da melhor forma possível, concluiu.
A República de Angola participou na conferência dos ministros da Agricultura de África, que decorreu de 28 a 29 de Outubro, na cidade de Lilongwe, capital do Malawi, sob a égide do Presidente Bingo Wa Mutharika, que assumiu em Janeiro último a liderança da União Africana (UA).
Estiveram presentes no Malawi, ministros da Agricultura africanos ou seus representantes, membros de organizações financeiras
internacionais, (FMI e BM), países doadores, assim como representantes de organismos que fazem parte do sistema das  Nações Unidas, tais como a FAO, PNUD, entre outras individualidades.
Fonte: Angop

 

 

+ sobre o tema

Lula: Desenvolvimento da África integra solução da crise mundial

O desenvolvimento do continente africano, com mais infraestrutura,...

Lula recebe título Honoris Causa de oito universidades argentinas

Ex-presidente será homenageado nesta sexta-feira 17 no Senado da...

Brasil corre para abrir novas fronteiras na África

O governo e algumas grandes empresas brasileiras estão...

Portugal acolhe descendentes de judeus expulsos no século XV

Para um português, alguém ter ou não ter ascendência...

para lembrar

Open Society Fundations, Respaldan la Primera Cumbre Mundial de los Afrodescendientes 2011

La Ceiba, Honduras Open Society Fundations, se suma a partir...

Zulu Araújo – Afro-latinos

Zulu Araújo De Cáli, Colômbia Há uma semana estou na Colômbia,...

Magic Johnson vai lançar canal de televisão

O canal de cabo vai chamar-se «Aspire» e quer...

Argentina lança Minha Casa, Minha Vida como arma contra a crise

O governo da Argentina lançou na terça um...
spot_imgspot_img

Um Silva do Brasil e das Áfricas: Alberto da Costa e Silva

Durante muito tempo o continente africano foi visto como um vasto território sem história, aquela com H maiúsculo. Ninguém menos do que Hegel afirmou, ainda no...

Artista afro-cubana recria arte Renascentista com negros como figuras principais

Consideremos as famosas pinturas “A Criação de Adão” de Michelangelo, “O Nascimento de Vênus” de Sandro Botticelli ou “A Última Ceia” de Leonardo da Vinci. Quando...

Com verba cortada, universidades federais não pagarão neste mês bolsas e auxílio que sustenta alunos pobres

Diferentes universidades federais têm anunciado nos últimos dias que, após os cortes realizados pelo governo federal na última sexta-feira, não terão dinheiro para pagar...
-+=