Guest Post »

AFROJAM-SP recebe Ballet Afro Koteban promovendo diálogo entre gerações, tradições e afrofuturismo – 28/11

Próxima edição, AFROJAM-SP recebe o tradicional grupo de percussão e dança Ballet Afro Koteban enriquecendo sua programação.O evento, que acontece toda última quinta-feira do mês, promove encontro entre músicos e apresenta uma nova cena musicalprotagonizada por artistas pretos.

Enviado por Hever para o Portal Geledés

Fotos: AFROJAMSP / Uly Nogueira (Agosto, 2019)

 A AFROJAM-SP é um projeto musical que celebra a música de artistas pretos independentes sob a insígnia “celebração eprotagonismo: das tradições ao afrofuturismo”. O projeto estreou sua primeira edição em fevereiro de 2019 com um formato clássico,inspirado nos antigos clubes de Jazz, onde nascem as Jam’s. Assim, a cada edição um novo artista é convidado a apresentar seu trabalhoem pocket show autoral, seguida sempre por uma Jam Session inédita, realizada sem ensaio prévio.

Para além de um laboratório de experimentação e livre criação de música, a AFROJAM-SP é também um local de representatividade,sobretudo para encontro da população preta, entre homens, mulheres, cis e trans. Tanto uma experiência de convivência e troca desaberes formatada em um espaço de apresentação, como um lugar de revelação de novos nomes que atuam na cena musicalindependente de São Paulo, apresentando novos panoramas e buscando criar novos padrões estruturantes para uma sociedade maisigualitária.

Histórico

Durante uma tour pela Europa, o músico e produtor Hever Alvz conheceu outros músicos afro-produtores da Espanha, África do Sul eEstados Unidos que, reunidos em Madrid, realizavam uma Jam Session a fim de fomentar a música preta através das pluralidades étnicas edo comportamento do negro diante do mundo. Inspirado por este encontro, Hever adaptou o projeto para São Paulo com o objetivo dereunir os inúmeros talentos da cena musical preta paulistana numa pulsante noite de confraternização.

A AFROJAM-SP teve sua noite de estreia com a banda do próprio proponente Hever e o Saciogroove com casa cheia. De lá pra cá oprojeto só cresce, e as edições que se sucederam foram protagonizadas pela cantora alagoana Negra Cinthia, a cantora baiana LariAlves, o compositor paulistano Melvin Santhana, o intérprete Gê de Lima, os irmãos congoleses Marissol Mwaba & Francois Muleka, o duode música experimental Alexis &

Felinto, o músico contemporâneo Ualdo Nascimento, a MC Bia Doxum, o grupo afrofuturista Senzala Hi-Tech, a paraense transgêneroAyaní, os veteranos Izzy Gordon, Renato Gama e Luana Bayô, além de contar sempre com a presença de peso de músicos já consolidados enovos talentos que vêm se misturando e tornando-se presenças garantidas nas Jam Sessions, revelando o projeto como uma grandevitrine da música preta.

Edição de Novembro

Em novembro, 28/11, a AFROJAM-SP realiza sua 15a edição e apresenta o grupo BalletAfro Koteban, formado por músicos percussionistas e dançarinos que desenvolvem trabalho a partir da pesquisa da cultura do povo Mandingue/Malinké, do Oeste da África.Foi fundado em novembro de 2004, por Jó Koteban, após a vinda de Mamady “Kargus”Keita ao Brasil, mestre djembefola – “aquele que faz o Djembé falar”.

Desde então, o grupo investiga a cultura Mandingue do Oeste da África que estárelacionada a cinco países: Guiné, Mali, Senegal, Burquina Faso, Costa do Marfim. Já onome do Grupo Koteban significa, no idioma Malinké, “o bom trabalho, projeto ouobjetivo verdadeiro que ‘jamais se acabará'”, e foi dado por Billy Konaté, grandepercussionista guineano e filho do Mestre Famoudou Konaté, com quem o grupo mantém um contato e intercâmbio de ideias e informações permanente.

Desde a sua fundação, muitos percussionistas, dançarinos, atores, entre outros artistas, passaram pelo Koteban e tiveram a oportunidade de tomar contato com essa cultura genuína do Oeste Africano e estarão presente na próxima edição daAFROJAM-SP apresentação especial, fruto do trabalho que há anos vem desenvolvendo de uma arte fundamentada e genuína,promovendo assim um intercâmbio de gerações entre a diáspora brasileira.

A AFROJAM-SP ocorre mensalmente toda última quinta-feira do mês, no Estúdio Bixiga (antigo Mundo Pensante), espaço de arte ecultura no bairro do Bixiga. Com entrada a valor acessível e muita música preta, entre a linguagem das tradições e do afrofuturismo, aAFROJAM-SP vem reunindo músicos de várias vertentes e proporcionando encontros plurais e parcerias inéditas, revelando umapotente cena musical preta em São Paulo.

AFROJAM-SP de Novembro: 15ª edição apresenta Ballet Afro Koteban

SERVIÇO

Dia 28/11/2019 das 19h às 00h:

Abertura da casa – 19h Show de abertura – 20h JamSession – 21h às 00h

LOCAL

Estúdio Bixiga

Rua Treze de Maio, 825 – Bixiga

ENTRADA

R$5_ antecipado fisicamente no Lab Mundo Pensante (Rua Treze de Maio, 733) ou pelo link

http://bit.ly/2811afrojam.

R$10_ até às 21h

R$15_ após às 21h

CONTATO

Hever Alvz: 11 9 530-4242

Zazá D’Aquino: 11 9 7679-7578 E-mail: [email protected]

Instagram: www.instagram.com/afrojamsp

MAIS INFORMAÇÕES

Teaser AFROJAM-SP: https://www.instagram.com/p/B1tq874nUQb/

IGTV com Ayaní falando sobre seu RG Sonoro: https://www.instagram.com/tv/B4JUFWeHQrB/ Evento: https://www.facebook.com/events/1164812890575233/?active_tab=about Degustação Koteban: https://www.youtube.com/watch?v=dC_U0wVvcck

 

Related posts