domingo, julho 3, 2022
InícioQuestão RacialAntropólogo Jacques d’Adesky lança 'Uma breve História do Racismo. Intolerância, Genocídio e...

Antropólogo Jacques d’Adesky lança ‘Uma breve História do Racismo. Intolerância, Genocídio e Crimes contra a Humanidade’

Uma breve História do Racismo. Intolerância, Genocídio e Crimes contra a Humanidade. Rio de Janeiro: Cassará Editora, 2022, 368 p.

Instituto de História Comparada, IFICS/UFRJ
Largo de São Francisco
Centro, Rio de Janeiro

20h 22 de junho de 2022

O lançamento de “Uma breve História do Racismo. Intolerância, Genocídio e Crimes contra a Humanidade”, de autoria do antropólogo Jacques d’Adesky, intelectual afro-europeu, que há décadas se dedica ao estudo e à produção acadêmica sobre esse tema no Brasil, deve ser recebido como uma contribuição significativa ao entendimento de um fenômeno demasiado importante para ser relegado à esfera do senso comum.

De particular interesse para os estudiosos do racismo, são os tópicos que abordam a evolução desse pensamento, desde a intolerância religiosa em países como Grécia, Império Romano e o antigo Egito, passando pelo antijudaísmo cristão e o proto-racismo árabe e ibérico, que acabam fornecendo as justificativas iniciais para a escravização de africanos, tanto nas Américas quanto no Oriente Médio, e que constituem um capítulo muito pouco – e imerecidamente – conhecido da história. Passa-se daí à construção do racismo científico, com o mito ariano e as bases ideológicas do nazismo, com destaque para o antissemitismo, a eugenia e a sociobiologia, pseudociência recentemente proposta (década de 1970).

Sendo o racismo um fenômeno que continua a assombrar, com suas variadas facetas, muitas sociedades no mundo contemporâneo, este livro ganha ainda maior relevância por ser publicado num momento especialmente sombrio e preocupante para a humanidade que assiste à emergência de ideias e visões de mundo que considerávamos superadas e atiradas ao lixo da história. Num momento como este, torna-se ainda mais importante conhecer os fundamentos históricos e presentes dessas percepções e práticas.

Trecho retirado do Prefácio escrito por Carlos Alberto Medeiros, Mestre em Ciências Jurídicas e Sociais, Universidade Federal Fluminense (UFF) e doutor em História Comparada, Instituto de História, UFRJ.

Artigos Relacionados
-+=