segunda-feira, novembro 29, 2021
InícioQuestões de GêneroViolência contra MulherApós ficar presa em porta giratória de banco, cliente é atirada no...

Após ficar presa em porta giratória de banco, cliente é atirada no chão por PM em São Paulo (VÍDEO)

Soldado Aquino. É como se identifica o policial militar que é visto agredindo uma cliente em uma agência do Banco do Brasil no bairro Vila Olímpia, na zona sul de São Paulo. O fato, registrado em agosto do ano passado, voltou a viralizar nas redes sociais nos últimos dias.

 Thiago de Araújo

Segundo informações da Rádio Família, responsável pela denúncia, a mulher, identificada como Cláudia Viera Moss, teria ficado presa na porta giratória da agência por possuir um pedaço de metal em um dos braços.

A Polícia Militar foi justamente acionada para permitir o acesso à cliente, mas o que se vê é o inverso. A discussão faz o PM perder a cabeça e atirar a cliente no chão. “Eu estou lhe dando uma ordem!”, grita a policial. O policial é criticado por alguns presentes, enquanto há quem apoie a atitude do PM, como um homem que se identifica como gerente do banco.

“Eu posso utilizar de força! Eu te chamei dez vezes…”, diz o PM durante a ação, tão logo a cliente se retira da agência.
Coletivos e movimentos sociais compartilharam novamente o vídeo nos últimos dias e não foram poucas as críticas ao PM, que estaria usando de ‘práticas conhecidas da Polícia Militar’, de acordo com vários internautas críticos à corporação.

A reportagem do Brasil Post entrou em contato com as assessorias da Polícia Militar, da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e do Banco do Brasil, a fim de obter mais informações sobre o caso. Segundo a PM e a SSP, “a conduta do policial militar é inadmissível” e que “o policial militar que aparece na filmagem foi exonerado em outubro do mesmo ano”. Já o Banco do Brasil divulgou, em nota, que “a situação foi apurada pelos órgãos competentes”.

RELATED ARTICLES