sexta-feira, janeiro 14, 2022
InícioEm PautaApós proibição, federação de natação reavalia uso de touca para cabelo crespo

Após proibição, federação de natação reavalia uso de touca para cabelo crespo

A Federação Internacional de Natação (Fina) decidiu reavaliar a proibição imposta ao uso de touca especial a cabelos crespos de atletas. A mudança de postura ocorreu às vésperas do começo da Olimpíada de Tóquio e após mobilização de nadadores, conforme reportagem do jornal norte-americano The New York Times.

O produto, chamado Soul Cap, conforme o fabricante, acomoda cabelos mais espessos, volumosos e encaracolados, o que daria melhor adaptação e protegeria os fios do cloro da água das piscinas. De acordo com a reportagem, a Fina não quis comentar o processo de revisão, porém, divulgou um comunicado, em 2 de julho, no qual afirmou que a instituição está “atualmente revendo a situação com relação à Soul Cap” e que “compreende a importância da inclusão e da representação”.​

Em recente entrevista à BBC, do Reino Unido, os fundadores da Soul Cap alegaram que a razão dada pela Fina para a decisão foi que os “atletas que competem em eventos internacionais nunca usaram, nem precisam usar, toucas desse tamanho e configuração” e que a Soul Cap não segue “a forma natural da cabeça”. O comunicado oficial da Fina do começo do mês apontou que a instituição está “comprometida a garantir que todos os atletas aquáticos tenham acesso a trajes de banho adequados para a competição, desde que um traje não confira uma vantagem competitiva”.

– Isto é muito maior do que proibir um tipo de touca – diz Lia Neal, medalhista olímpica por duas vezes e segunda nadadora negra a participar do time olímpico dos Estados Unidos.

Lia nunca usou a Soul Cap, mas entende que o tema é um progresso para o esporte em geral. Danielle Obe, presidente e uma das fundadoras da Associação Negra de Natação, uma organização britânica, acrescentou:

– Queremos ser incluídos. Tudo o que pedimos é a opção de termos um equipamento projetado para atender à questão de nosso cabelo, que é uma barreira importante à participação em esportes aquáticos em geral.

A Soul Cap foi criada em 2017 no Reino Unido por Michael Chapman e Toks Ahmed-Salawudeen. Quando faziam aulas de natação, os dois perceberam que nadadores poderiam se beneficiar de uma touca desenhada com espaço extra no topo, para envolver estilos de cabelos naturais mais volumosos, como tranças, dreadlocks e outros penteados. Feita de silicone, ela não difere materialmente de muitas outras toucas para natação.

RELATED ARTICLES