terça-feira, novembro 24, 2020

    Tag: cabelo crespo

    Adobe

    O problema não é o cacheado, é o crespo!

    o desgaste na relação desenvolvida consigo mesmo é tremendamente afetado pela pressão social negativa, tanto pela ausência de sua autoimagem como reforço positivo quanto insatisfação alimentada pela crença que assimilam das estratégias de grupos dominantes, de inferioridade e subalternidades “naturais” (Joice Berth)  Meus cachos nunca foram uma questão para mim e para os outros.  O problema era a textura do meu cabelo, crespo. Na minha família, os cachos sempre foram valorizados, o crespo nem tanto. Era preciso “domar” o meu cabelo volumoso, seco e esponjado. Fora do contexto familiar, escutava: “cabelo de espiga de milho”; “cabelo de cutia”; “nossa, que moita!”; “prende esse cabelo”; “até que o seu cabelo não é ruim, mas... tem que dar um jeito.” O “jeito” dado pela minha mãe, que também concordava com os outros, mesmo inconscientemente, foi a química. “Afinal, não vou permitir que a minha filha passe pelo que já passei”, pensava ...

    Leia mais

    Cabelos crespos ganham protagonismo em projeto fotográfico que combate racismo

    Responder às palavras racistas com a beleza do cabelo crespo. Essa foi a forma que o jovem Ronald Santos encontrou para afirmar a negritude pelas lentes fotográficas. Ronald nasceu e cresceu na Cidade do Recife, tentando a carreira de modelo, mas afirma que em todos os processos recebeu sempre a mesma resposta, de que ele “não estava no padrão de beleza” que a agência procurava. Por Mosaico Cultural, Do Brasil de Fato Ensaios são feitos em locais da Cidade do Recife (PE) (Foto: Crespografia) O tempo passou e o plano de afirmar a estética da negritude ganhou novos ares. Em 2016, ao cursar uma cadeira de fotografia na faculdade, Ronald encontrou um novo caminho para seus sonhos. O fotógrafo se reuniu com amigas da comunidade do Coque, localizada na área central do Recife, para fazer ensaios fotográficos. É daí que nasceu o Crespografia, que é junção ...

    Leia mais
    (Delmaine Donson:Getty Images)

    Califórnia é o 1º estado dos EUA a punir discriminação contra cabelos afro

    Depois da cidade de Nova York criar uma lei semelhante, agora foi a vez do estado da Califórnia aprovar a medida. por Mulher  Em fevereiro deste ano, a cidade de Nova York deu um passo em prol de uma sociedade mais igualitária e diversa, e divulgou que passaria a punir qualquer tipo de discriminação contra pessoas de cabelos crespo. Dessa forma, desde que a medida foi aprovada, residentes do local, principalmente negros, que se sentirem discriminados ou constrangidos por usarem seus cabelos da maneira que bem entenderem, podem fazer denúncias formais dentro da lei. Agora foi a vez da Califórnia, na última quinta-feira (27), aprovar de maneira unânime uma norma semelhante, se tornando o primeiro estado americano a punir discriminações contra cabelos naturais. Sancionado pelo Senado Californiano ainda em abril, o projeto se configura como uma emenda nas leis anti-discriminação, que passam a incluir “características historicamente associadas à raça e ...

    Leia mais
    @nappy.co

    Cabelo crespo e Bombril: essa comparação não é brincadeira, e sim racismo

    Cresci ouvindo que o meu cabelo era "ruim", de "couve-flor" ou "palha de aço". Sempre achei um erro nascer negra e ter cabelo crespo. Me sentia feia por ser negra e por causa do cabelo. Tudo isso por conta de imposições de padrões — e por conta de "piadinhas" que faziam comigo no colégio. por Carmel Williams no Blog da Sah Oliveira @nappy.co Levei muito tempo para me aceitar e me descobrir. E finalmente percebi que o cabelo crespo é lindo, poderoso, maravilhoso. Notei que não existe nada de errado com ele, nem com a minha cor de pele. Vi que, na verdade, o erro estava nas pessoas. Elas que eram (e as que pensam assim ainda são) preconceituosas. Na última semana, algo triste aconteceu: uma youtuber com mais de 200 mil seguidores postou um vídeo na plataforma em que tenta transformar seu cabelo cacheado em 4c, ...

    Leia mais

    Justiça condena escola que impediu garoto de dreads de assistir aulas

    Chikayzea Flanders, de 12 anos, foi proíbido de assistir aulas na Fulham Boys School em Londres por causa de seu penteado. Adivinhem, o jovem negro estava impedido de entrar na escola por usar dreadlocks. Racismo, a gente vê por aqui. Do Hypeness Imagem retirada do site Hypeness A discriminação racial aconteceu em setembro de 2017. Ao chegar para o primeiro dia de aula, o pequeno britânico foi informado por representantes da instituição de ensino que se não cortasse o cabelo, receberia uma suspensão. Sua mãe, Tuesday Flandres, ficou indignada com o racismo da escola e entrou na Justiça contra a medida absurda. Ela argumentou que a exigência, além de racista, poderia ser caracterizada como um ataque à religião da família, que é rastafári. No rastafarianismo, os seguidores tradicionalmente usam dreads. Tuesday tirou o filho da Fulham Boys School. Como se racismo fosse defensável, o diretor da escola, Alun Ebenezer, disse que a política de aparência continuaria valendo, ...

    Leia mais

    Atriz Lupita Nyong’o fala sobre preconceito com cabelo crespo: “É visto como incivilizado ou selvagem”

    Vencedora do Oscar, com mais de dez filmes no currículo, eleita mulher mais bonita do mundo pela revista People e… discriminada por ter cabelos crespos. Lupita Nyong’o falou sobre o assunto em entrevista à Revista Porter. A atriz é a capa da edição de setembro da publicação. Da Revista Donna  Sometimes opening up can be so easy! @portermagazine #coverstory @mario_sorrenti (📸) @carolynkormann (writer) @vernonfrancois (hair) @dilokritbarose (make-up) @cathykasterine (stylist) @lucy_yeomans (editor) @theannabelbrog (editor) @deborahlippmann (nails) Uma publicação partilhada por Lupita Nyong'o (@lupitanyongo) a 6 de Ago, 2018 às 7:05 PDT “Meu cabelo, historicamente, tem sido evitado. Quero dizer, com que frequência você ouve: ‘Você não vai conseguir emprego com um cabelo assim’?”, questionou a atriz de 35 anos, em entrevista à revista. “Natural, africano, o cabelo crespo – muitas vezes é visto como incivilizado ou selvagem”, completou Lupita. Ela lembrou um episódio envolvendo a revista inglesa Grazia. No ano passado, a atriz fez um post em seu perfil no Twitter criticando a publicação ...

    Leia mais

    Após ataques racistas, garota de 11 anos vira rosto de marca de beleza

    Ana Clara Barbosa tem apenas 11 anos, mas já é dona de seu próprio canal no Youtube, em que dá dicas para meninas cuidarem de seus fios e se divertirem com maquiagem. no Universa No entanto, um vídeo em que ensinava outras garotas a arrumarem os cabelos para ir para a escola — postado em setembro de 2017 —, foi alvo recentemente de uma enxurrada de comentários racistas e virais. Youtubers famosos, desde então, se posicionaram em defesa de Ana. Entre eles, Whindersson Nunes, que fez questão de escrever uma mensagem de apoio dizendo que ela era linda, além de se inscrever em seu canal.  E, na última semana, ela deu mais um "tapa" no racismo ao ter mais uma conquista importante em sua trajetória de influenciadora: Ana Clara se tornou rosto de uma marca de beleza nacional, a Salon Line, que divulgou a primeira imagem da pequena no ensaio. Parceira de Ana Clara ...

    Leia mais

    Sancionado em São Paulo, projeto de lei que cria o Dia do Orgulho Crespo de São Paulo

    Dia será celebrado anualmente em 26 de julho e foi criado para instigar a valorização do cabelo crespo e da estética afro-brasileira por Márcio Neves no R7 Sancionado nesta segunda-feira (19) o projeto de lei 1.207 de 2015, que cria o Dia do Orgulho Crespo de São Paulo. A data será celebrado anualmente em 26 de julho. Rafael Berezinski O projeto foi apresentado pela deputada Leci Brandão (PC do B) com base em recentes casos de racismo e discriminação direcionados à população com cabelo crespo. "Tem dias de tantas coisas e que não são tão importantes ou significativas, então o Dia do Orgulho Crespo não é só a estética, é a afirmação da nossa etnia. Nos nascemos assim, nosso cabelo é desta forma e nós não temos nenhum problema com nosso cabelo", diz a deputada. Ainda segundo Leci, o projeto foi apresentado após ela conhecer a Marcha do Orgulho Crespo, que é ...

    Leia mais

    Vitória’s e Carol’s

    Quando eu nasci não tinha muito ideia de como definir um tipo de cabelo. O que era crespo, liso, loiro, cacheado, preto, castanho, ruivo, castanho escuro. Nada disso fazia sentido pra mim. por Vitória Cardoso para o Guest Post do Portal Geledés A única coisa que eu me recordo é de lavar o cabelo todo domingo, para então trançá-lo e começar uma nova semana. Minha mãe perguntava: - Filha você vai querer ele como? Solto com tranças, rabo de tranças, chiquinha de tranças, trança embutida? Lembro de sempre gostar do solto com tranças, afinal era legal sentir o cabelo caindo no ombro, correr e sentir o cabelo ao vento, mas minha mãe me induzia ao rabo de tranças, para não correr o risco de pegar piolho e muito menos de "assanhar" o cabelo, pois de segunda a sexta ir para creche de cabelo solto era um grande perigo. Mas se tinha ...

    Leia mais

    ‘Isso é cabelo de gente?’

    Estudantes denunciam racismo em ensaio fotográfico Por Amauri Terto , no HuffPost e fotos do Que Cabelo é esse - Facebook Isso é cabelo de gente? Cabelo bonito é cabelo liso, desde sempre! Obrigado por ter participado da nossa seleção, mas seu cabelo chama muita atenção para esta vaga de emprego. Essas foram algumas frases que alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Toledo (Unitoledo), de Araçatuba, interior de São Paulo, já ouviram sobre seus cabelos cacheados e crespos em algum momento de suas vidas. A fim de propor uma reflexão sobre padrões de beleza e sobre a perpetuação do racismo por meio de comentários abusivos, estudantes da instituição realizaram um ensaio fotográfico intitulado Que Cabelo é Esse? Ao todo, 37 alunos e moradores da região posaram orgulhosos com seus cabelos crespos e penteados afro. Nas imagens, eles compartilham frases depreciativas que já ouviram sobre seus cabelos que já ...

    Leia mais

    Pela primeira vez no Brasil, buscas no Google por cabelo cacheado superam as por cabelo liso

    As buscas no Google por cabelos cacheados superou a procura por cabelos lisos pela primeira vez no Brasil. Os dados foram divulgados pelo buscador, que ainda revelou um crescimento de 232% na busca por cabelos cacheados no último ano. Na mesma tendência, o interesse por cabelos afro subiu 309% nos últimos dois anos. interesse por cabelos afro subiu 309% nos últimos dois anos, diz Google POR LUIZA BARROS no O Globo Moça com black power: interesse por cabelos afro subiu 309% nos últimos dois anos, diz Google - LUIS ROBAYO / AFP Conduzido pelo Google BrandLab em São Paulo, o estudo brasileiro ainda revelou outros dados interessantes: 24% das mulheres de 18 a 24 anos reconhecem seu cabelo como cacheado. No entanto, quanto mais velha uma mulher for, mais raras as chances delas declararem a mesma coisa. O estigma em relação a cabelos crespos e cacheados faz com que 1 em cada 3 ...

    Leia mais

    Ludmilla inicia transição capilar: “chegou a hora de ser eu mesma”

    Ela é nova embaixadora de marca de cosméticos Salon Line e fala sobre sua relação com os fios. Por  Isa Almeida, Nathalia Levy, da ELLE A cantora Ludmilla em sua nova fase capilar (Reprodução/ Elle) A cantora Ludmilla revela que está em transição capilar – processo que consiste em recuperar a forma natural dos fios e abandonar de vez a química. Com a necessária queda de diversas regras capilares, o número de mulheres que passam por esse momento é cada vez maior. “Eu acho isso maravilhoso, transformador. As mulheres estão mais corajosas e se aceitando como naturalmente são”, diz a cantora em entrevista à ELLE. Os fios naturais muitas vezes têm uma história de delicadeza e força: o primeiro alisamento da cantora, por exemplo, foi feito aos sete anos de idade, sendo essa escolha uma etapa importante em sua vida. Ela tem o acompanhamento da Salon Line, que produz cosméticos experts em tratamento para ...

    Leia mais

    Pela 1ª vez, três modelos crespas brilharam com seus crespos no desfile da ‘Victoria’s Secret’

    O Victoria’s Secret Fashion Show, um dos eventos de moda mais badalados do mundo, abriu espaço para a diversidade na edição deste ano. Por Amauri Terto, do HuffPost Brasil Nesta quarta-feira (30), o público pode acompanhar três modelos do seleto casting mostrando a beleza natural de seus cabelos crespos. Em Paris, as tops Maria Borges, Harieth Paul e Jourdana Phillips desfilaram sem peruca, alisamento, aplique ou qualquer outro artifício que escondesse seus fios afro. Harieth Paul na passarela parisiense O avanço da representatividade negra no evento foi iniciado no ano passado quando a angolana Maria Borges atravessou a passarela ostentando seu cabelo de textura crespa. Ela foi a primeira na história do evento, que é realizado anualmente desde 1995. Após anos usando cabelos longos e alisados, a top decidiu assumir seu cabelo natural e pediu a seu agente que a ajudasse a convencer a equipe da marca de lingerie a permiti-la desfilar ...

    Leia mais

    Lista de 11 coisas que ouço muito por ter cabelo Black, ou existe racismo no Brasil?

    Mirian Sores, ativista e feminista jovem preta alagoana e estudante do curso de Serviço Social  do Centro Universitário Tiradentes, em Maceió,AL, relacionou uma pequena amostra do racismo que não diz seu nome, mas, se coloca em perguntas “inocentes”, aquelas que “ do sem querer ofender” por Arísia Barros no Raízes da África Ei-las: Olá amiguinhos, lista de coisas que ouço muito: 1. Pesa muito? Seu pescoço não dói não? 2. Como você deixa seu cabelo assim? / O que você faz para o seu cabelo ficar assim? (Sempre essa pergunta vem de pessoas que tem o cabelo liso natural) 3. Você penteia seu cabelo como?  4. Ter o cabelo assim deve ser super em conta, não tem gastos, já que não é nada arrumado. (Essa eu escuto de pessoas que tem o cabelo alisado quimicamente)  5. Você fica tão desarrumada com esse cabelo. 6. Posso tocar no seu cabelo? Só para ...

    Leia mais

    Karol Conka perde suas tranças em transformação

    Karol Conka aposentou as tranças em transformação que revela o poder de seus cachos naturais no Vogue Nesta terça-feira (23.08), a rapper Karol Conka trocou suas famosas tranças por um visual mais curtinho que dá todo o foco a seus cachos – ainda pintados no tom de rosa flúor que fez a fama da cantora. O novo look foi assinado pelo beauty artist Max Weber. "Um novo look para uma nova temporada", comentou o beauty artist, "é inspirado nos anos 70, em Grace Jones".  Fotos: Reprodução/Vogue

    Leia mais

    15 fotos da 2ª Marcha do Orgulho Crespo de São Paulo

    Movimento busca o fortalecimento  da estética afro-brasileira como símbolo de identidade e resistência no Ponte Mulheres negras marcharam mais uma vez em São Paulo nesse domingo, 07/08. A 2ª Marcha do Orgulho Crespo saiu do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na avenida Paulista, por volta do meio dia e seguiu até o Centro Cultural São Paulo, onde ocorreram oficinas, intervenções artísticas e debates. O ato busca o fortalecimento  da estética afro-brasileira como símbolo de identidade e resistência. A marcha foi idealizada pela Hot Pente e pelo Blog das Cabeludas – Crespas e Cacheadas. Veja as fotos de Daniel Arroyo:

    Leia mais

    Ketiley Mica, de 9 anos, fala sobre aceitação de seus cabelos afro e emociona

    O depoimento da pequena Ketiley Mica, que mora em União dos Palmares, no interior de Alagoas e tem apenas 9 anos, sobre sua relação com seus cabelos emociona por vários motivos. Em primeiro lugar, porque ela mostra como é importante para uma criança ser aceita da maneira como é, e se sentir bem sendo como é. Em segundo porque em alguns trechos do depoimento a pequena chora e demonstra como o preconceito fere e precisa ser combatido. O vídeo foi feito pela blogueira Rayza Nicácio, também alagoana, natural de Pão de Açúcar, prima de Ketiley, que tem uma página chamada "Libertação da chapinha". no Catraca Livre A Ketiley conta que sua mãe não a deixava usar os cabelos soltos, e que ela detestava usar tranças. Com 4 anos ela fez sua primeira escova progressiva, e teve muitos problemas -de queda de cabelo- por conta da química. Inspirada por sua prima Rayza, ...

    Leia mais

    Alexandra Loras: “Os Grupos Online me ajudaram a deixar a ditadura do alisamento”

    Um ano após o a primeira marcha do orgulho crespo, que celebrou a diversidade das mulheres com cabelos crespos e cacheados, em São Paulo, o tema continua em voga. Inclusive, há uma popularização de eventos e grupos que reunem pessoas que passaram ou estão passando pelo processo de transição capilar – um dos grupos mais famosos, por exemplo, é o Cacheadas em Transição, que possui cerca de 200 mil membros no Facebook. por Eduardo Rolo no Harper's Bazaar Brasil “Os grupos online me ajudaram muito a me fortalecer na escolha de deixar a ditadura do alisamento”, revela a consulesa da França, Alexandra Loras, em entrevista à Bazaar. Recentemente, ela passou pela mudança radical de abandonar as técnicas de alisamento e aderir ao fios naturais. “Assumir meus cachos me aproximou de toda a minha negritude e da minha real identidade”, afirma. ” Foi um ato político. O Brasil me aproximou muito das negras militantes, ...

    Leia mais

    Pai e filha fazem sucesso no Instagram ao exaltar a beleza do cabelo afro

    Os pais são os principais responsáveis por ajudar qualquer criança a moldar sua personalidade e conquistar sua autoestima. Exatamente como esse pai faz com sua filha que também tem cabelo afro. no Hypeness Alguns se saem bem nessa tarefa, mas são raros os que chegam ao nível que chegou o artista Benny Harlem, de Nova York. Benny se destaca pelo seu estilo e uma cabeleira de dar inveja a qualquer um. Através do Instagram, ele compartilha fotos suas com sua filha Jaxyn de apenas 6 anos, que está seguindo à risca o exemplo e esbanjando criatividade nos penteados. O destaque fica para o incrível cabelo afro exibido com muito orgulho por pai e filha! Os looks dos dois são seguidos de perto por mais de 120 mil pessoas através da rede social e mostram a inspiradora relação entre Benny e Jaxyn. Espia só:

    Leia mais

    Olá! Mamãe, peço-lhe se possível aparar ou trançar o cabelinho dos meninos, eles são lindos, mais…

    Um bilhete em que uma profissional de educação pede a uma mãe que apare ou trance o cabelo de seus filhos, ambos negros, provocou revolta da família e está causando polêmica nas redes sociais. no BBC  O bilhete foi enviado na última sexta-feira, 16 de junho, na agenda dos gêmeos Antônio e Benício, de 3 anos, filhos da professora de canto Débora Figueiredo, moradora de Duque de Caxias, município da Baixada Fluminense. Os dois estudam no Educandário Eliane Nascimento, em Caxias. "Olá! Mamãe Débora, peço-lhe se possível aparar ou trançar o cabelinho dos meninos, eles são lindos, mais (sic) eu ficaria mais feliz com o cabelo deles mais baixo ou preso. Beijos, Fran", diz o bilhete. Débora considerou o recado uma expressão de preconceito racial e fez um post em tom de desabafo: "Meus filhos Antônio e Benício foram vítimas de preconceito por causa do cabelo deles, recebi essa mensagem ...

    Leia mais
    Página 1 de 3 1 2 3

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist