Pela primeira vez no Brasil, buscas no Google por cabelo cacheado superam as por cabelo liso

As buscas no Google por cabelos cacheados superou a procura por cabelos lisos pela primeira vez no Brasil. Os dados foram divulgados pelo buscador, que ainda revelou um crescimento de 232% na busca por cabelos cacheados no último ano. Na mesma tendência, o interesse por cabelos afro subiu 309% nos últimos dois anos.

interesse por cabelos afro subiu 309% nos últimos dois anos, diz Google

Conduzido pelo Google BrandLab em São Paulo, o estudo brasileiro ainda revelou outros dados interessantes: 24% das mulheres de 18 a 24 anos reconhecem seu cabelo como cacheado. No entanto, quanto mais velha uma mulher for, mais raras as chances delas declararem a mesma coisa.

O estigma em relação a cabelos crespos e cacheados faz com que 1 em cada 3 mulheres tenha sido vítima de preconceito por conta da aparência dos seus fios, e com que 4 em cada 10 mulheres digam que já sentiram vergonha do seu cabelo.

Nos últimos anos, no entanto, a valorização do cabelo natural e da identidade negra tem ajudado a combater tais números. Com isso, as buscas por transição capilar cresceram 55% nos últimos dois anos.

— Um dos principais fatores que contribuíram para o crescimento nas buscas por cabelos cacheados foi o discurso de empoderamento feminino e de aceitação da própria beleza — explica Amanda Sadi, gerente de Insights do Google BrandLab São Paulo.

— Aceitar os cabelos cacheados não só faz parte desse discurso, mas tem um elemento político muito forte, ainda mais quando estamos falando sobre mulheres negras, que são tão pouco representadas na mídia. Aceitar os cabelos cacheados, extrapola a vaidade, joga luz em questões importantes sobre identidade e expõe a necessidade de se ter maior representatividade em todas as áreas — completa Amanda, que ainda cita as cantoras Karol Conka e Tássia Reis, além de youtubers como Rayza Nicácio, como mulheres responsáveis por mudar a forma como as brasileiras lidam com a beleza.

— Temos visto um aumento significativo de youtubers negras que estão trazendo à tona vários assuntos que são importantes para uma população que não se sentia representada. Rayza Nicácio, Nátaly Neri, Gabi Oliveira e outras influenciadoras estão sendo fundamentais e agindo como porta-vozes dessas mulheres — observa.

 

+ sobre o tema

Jay-Z recria Friends com negros e dá tapa na cara de séries embranquecidas

Há uma semana, o rapper Jay-Z lançou o provocativo...

Após ter filha, Serena Williams abre o coração em carta emocionante e agradece a mãe

A americana Serena Williams publicou nesta terça-feira nas redes...

Americana se apaixona por rapaz na balada e descobre que ele é príncipe

Americana se apaixona por rapaz na balada e descobre...

Margareth Menezes comemora 30 anos de carreira com show na Concha

Cantora se apresenta em janeiro, com um show especial Do  iBahia A...

para lembrar

15 comentários sobre cabelos que as negras estão cansadas de ouvir

1. É tudo seu? Talvez sim, talvez não. Não é...

O problema não é o cacheado, é o crespo!

o desgaste na relação desenvolvida consigo mesmo é...

Olha, eu sou da pele preta: graças a Deus!

Há um ano e seis meses, resolvi recomeçar a...

Em vídeo, menina de 8 anos combate preconceito sobre seu cabelo

A mineira Carolina Monteiro, de apenas 8 anos de...
spot_imgspot_img

Oprah Winfrey completa 70 anos com um império de R$ 17 bilhões

A apresentadora, empresária e atriz Oprah Winfrey completa 70 anos, nesta segunda-feira, e vive um momento chave na carreira como produtora da nova versão...

Enredo e Samba: Portela vai homenagear as mulheres negras

A Portela vem para o carnaval de 2024 com a missão de abordar o romance da escritora Ana Maria Gonçalves, e vai refazer os...

Anvisa cancela registro de mais de 1,2 mil pomadas de modelar cabelos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) cancelou nesta sexta-feira (29) os registros de 1.266 pomadas sem enxágue, ceras e sprays para modelar, trançar ou...
-+=