Cabelos Crespos: identidade cultural, aceitação e empoderamento foi um dos subtemas da Feira de Ciências do CEPES 2019

Durante a Feira de Ciências 2019 do Colégio Estadual Professor Edgard Santos – CEPES, localizado na cidade de Governador Mangabeira (BA), a turma do 1º AM do Ensino Médio, escolheu como seu subtema – Cabelos Crespos: identidade cultural, aceitação e empoderamento, sendo a coordenação do professor de História – Luís Carlos Borges da Silva.

Por Luís Carlos Borges da Silva, no Blog do Professor Borges

A Feira foi realizada no dia 20 de setembro, com a temática: Criar, Inovar e Empreender: ações que otimizam nosso cotidiano, contando coordenação das áreas de Ciências da Natureza e Matemática. O evento foi visitado por diversas escolas do município, além de pessoas da comunidade mangabeirense. A seguir consta a forma como a turma do 1º AM estruturou sua apresentação acerca do subtema Cabelos Crespos.

1. INTRODUÇÃO

Cabelo não é só moda, é aceitação e identidade. Desde os anos 70, que o movimento negro no Brasil, luta pela valorização e respeito as pessoas que exibem seu black power (cabelos crespos) para a sociedade, sem medo de críticas e transcendendo o campo da beleza, servindo como ferramenta de aceitação e identidade cultural.

Na África os penteados sempre foram carregados de simbologia. Podiam indicar o status da pessoa, estado civil, identidade étnica, região geográfica e etc. A origem dos cabelos crespos no Brasil, está relacionada com a escravização de negros e negras a partir do século XVI.

2. OBJETIVO

Refletir acerca das características históricas e culturais dos cabelos crespos, bem como a sua aceitação e o empoderamento.

3. METODOLOGIA

A turma foi dividida em 5 grupos. O 1º ficou com a história e cultura. O 2º com vídeos e assuntos da internet, já o 3º, 4ª e 5º grupos aplicaram um questionário com alunas, alunos do CEPES e pessoas de comunidades do nosso município, que assumiram o cabelo crespo.

O questionário foi composto de 17 questões, a maioria objetivas, o qual foi respondido por 33 alunas e 28 alunos do CEPES, além de 39 pessoas de algumas comunidades do município de Governador Mangabeira.

4. RESULTADOS

A pesquisa proporcionou resultados diversos como:

a) cabelos crespos como identidade cultural;
b) o crescimento da divulgação na mídia sobre assuntos relacionados aos cabelos crespos;
c) a existência de várias maneiras de tratar os cabelos crespos, inclusive com receitas naturais;
d) os dados contidos no questionário revelaram que a maioria das pessoas assume o cabelo crespo por atitude própria, que contribui para elevar a autoestima.

Abaixo, constam algumas tabelas com resultados obtidos a partir da aplicação do questionário.

1. A sua opção por assumir os cabelos crespos está relacionada a qual aspecto?

2. A sua opção por assumir os cabelos crespos foi motivada por (pode escolher até 2 opções):

3. Ao assumir seu cabelo crespo, o que você considera que mudou em sua vida (pode escolher até 2 opções)?

4. Você já sofreu discriminação ou preconceito por assumir os cabelos crespos?

5. Você considera importante trabalhar com a temática cabelo crespo em sala de aula?

6. Você faz o tratamento ou a manutenção do seu cabelo crespo com produtos naturais, a base de frutas, óleo, azeite, ovos e outros?

Também, durante a apresentação a turma trouxe sugestões de receitas naturais de hidratação e gel que podem ser usados no cabelo crespo, além do acessório do laço.

Hidratação de tapioca

Ingredientes: 1 copo de água e 2 colheres de sopa de tapioca (hidratação se preferir).
Preparo: dissolva a tapioca na água ainda no copo, depois leve ao fogo até ficar homogêneo. Espere esfriar.
Aplicação – aplique no cabelo, após 30 minutos enxague os cabelos como de costume.
Benéficos: permite brilho e maciez aos fios, diminuindo o volume.

Hidratação do Pepino

Ingredientes: meio pepino e 50 ml de água.
Preparo – bata no liquidificador os ingredientes até formar uma mistura homogênea, em seguida coe a mistura e coloque em um recipiente.
Como usar: lave os cabelos com shampoo, retire os excessos com uma tolha e aplique a hidratação, deixe agir por 20 minutos, por fim enxágue os cabelos sem deixar resíduos e aplique um condicionador.

Gel de Linhaça

Ingredientes: 1 colher de sopa de semente de linhaça e 1 xícara de água mineral.
Preparo: Coloque uma xícara de água na panela, em seguida, adicione a colher de semente de linhaça. Deixar ferver por aproximadamente 10 minutinhos. Por fim, coe a mistura antes de esfriar. Prontinho!
Aplicação: com os cabelos molhados e limpos desembarace-os, depois, pegue um pouco do gel e aplique mecha por mecha – dando leves apertadinhas para formar os cachos.

Os Laços

São acessórios que nos últimos anos está sendo bastante usado por pessoas que assumem o cabelo crespo, também como forma de empoderamento e aceitação. Veja como produzir um laço:
Materiais: fita, pérolas, presilhas e cola de silicone.
Como fazer? Corta-se as fitas em tamanho padrão (50 a 70 cm), em seguida forma-se o laço, após o laço formado, cola-se as pérola e insere as presilhas.

Por fim, o 1º AM ofereceu como brinde as pessoas que visitavam o seu stand uma Bonecas Abayomi, a qual era feita na barra da saia das negras escravizadas dentro dos navio negreiros para dar de presente as suas filhas. A palavra Abayomi, é de origem ioruba e significa “encontro precioso”.

5. REFERÊNCIAS/FONTES

BARBOSA, Kátia Maria dos Santos. CABELO RUIM, QUAL O MAL QUE ELE TE FEZ? O Empoderamento da Beleza Negra no Ensino Fundamental II. Cachoeira: UFRB, 2017.

BLUM, Isis Gabrielly Slomp, et al. Cabelo Afro e a Estética: a valorização dos traços étnicos. Disponível em: https://tcconline.utp.br/?p=36614. Acesso em 13/09/2019.

QUESTIONÁRIOS 1º AM. Cabelos Crespos. Governador Mangabeira: CEPES, 2019.

Leia também

Ensino de história e cultura afro-brasileira e africana: Atividades desenvolvidas no Colégio Estadual Professor Edgard Santos – CEPES (2014-2018)

+ sobre o tema

Preconceito – Conhecimento vence opressão

SAO PAULO - SPUniversidade de São Paulo Modalidade / Nível...

Projetos em andamento no Geledés ano 2013

O Geledés Instituto da Mulher Negra completa hoje 25...

para lembrar

Kiriku e a Feiticeira

Kiriku e a Feiticeira. Na África Ocidental, nasce um menino...

Lupita Nyong’o mostra seu talento para trança em novo vídeo da Vogue (assista aqui)

Em um novo vídeo  postado no youtube Lupita Nyong'o mostra que...
spot_imgspot_img

Empresas podem proibir que funcionários usem tranças no trabalho? Garçom denunciou injúria racial em restaurante

O depoimento de um garçom de 25 anos, que denunciou ter sido vítima de injúria racial no restaurante japonês onde trabalha, repercutiu na internet nesta...

Os alisadores de cabelo que levaram consumidores a processar empresas nos EUA

O relaxamento capilar existe há mais de 100 anos. Em questão de minutos, produtos químicos são capazes de alisar cabelos crespos ou cacheados. Mas agora...

Pesquisa inédita constrói mapa de trancistas negras no DF

Pensar sobre como a tecnologia pode estar a serviço da ancestralidade é a proposta do Projeto Tranças no Mapa, que busca por meio do...
-+=