Sancionado em São Paulo, projeto de lei que cria o Dia do Orgulho Crespo de São Paulo

Dia será celebrado anualmente em 26 de julho e foi criado para instigar a valorização do cabelo crespo e da estética afro-brasileira

por Márcio Neves no R7

Sancionado nesta segunda-feira (19) o projeto de lei 1.207 de 2015, que cria o Dia do Orgulho Crespo de São Paulo. A data será celebrado anualmente em 26 de julho.

Rafael Berezinski

O projeto foi apresentado pela deputada Leci Brandão (PC do B) com base em recentes casos de racismo e discriminação direcionados à população com cabelo crespo.

“Tem dias de tantas coisas e que não são tão importantes ou significativas, então o Dia do Orgulho Crespo não é só a estética, é a afirmação da nossa etnia. Nos nascemos assim, nosso cabelo é desta forma e nós não temos nenhum problema com nosso cabelo”, diz a deputada.

Ainda segundo Leci, o projeto foi apresentado após ela conhecer a Marcha do Orgulho Crespo, que é organizada desde 2015 como um movimento de valorização da identidade da mulher negra, do cabelo crespo e da estética afro-brasileira.

Segundo Neomisia Silvestre, uma das organizadoras da marcha, a criação do Dia do Orgulho Crespo é “um marco para aprofundar o combate ao racismo pelo vies estético”.

Neomisia também ressalta que a criação da data demarca um espaço de poder pelas mulheres negras para debater questões como o racismo e o preconceito, além do Dia da Consciência Negra.

Marcha do Orgulho Crespo

A Marcha do Orgulho Crespo foi criada em 2015 como um movimento para para fortalecer a identidade, a autoestima, a representatividade e o protagonismo das mulheres negras.

O ato costuma mobilizar pessoas por todo o país para repensarem os padrões de beleza impostos e instigar reflexões sobre racismo e o empoderamento negro.

Na última edição, no ano passado, a Marcha reuniu centenas de mulheres em São Paulo e também já foi realizada em Porto Alegre e Curitiba. Nos próximos anos, o evento deve acontecer em São Paulo no dia definido na lei recém sancionada: 26 de julho.

+ sobre o tema

O Antigo Egito e a África Negra

Na Bíblia, no Antigo Testamento, mais especificamente no livro...

Morre primeiro Papai Noel negro do Rio

A Escola de Papai Noel do Brasil comunicou que...

“Sim, nós existimos”: A periferia está na Bienal

A Agência Solano Trindade trás para a 31ª Bienal...

para lembrar

Morre aos 84 Colin Powell, 1º secretário de Estado negro dos EUA

Colin Powell, primeiro secretário de Estado negro dos EUA...

Erika Januza fala sobre preconceito

A personagem Alice da novela “Em Família” é papel...

MPF/SE: Justiça determina fim de ação penal contra quilombolas

Nove moradores da comunidade de Brejão dos Negros...
spot_imgspot_img

Carnaval 2025: nove das 12 escolas do Grupo Especial vão levar enredos afro para a Avenida

Em 2025, a Marquês de Sapucaí, com suas luzes e cores, será palco de um verdadeiro aquilombamento, termo que hoje define o movimento de...

Mostra Competitiva Adélia Sampaio recebe inscrições de filmes de mulheres negras até 16 de junho

A 6ª edição da Mostra Competitiva de Cinema Negro Adélia Sampaio está com inscrições abertas para filmes dirigidos por mulheres negras de todo o...

Dia 21, Maurício Pazz se apresenta no Instrumental Sesc Brasil

Maurício Pazz, paulistano, nos convida a mergulhar nos diferentes sotaques oriundos das diásporas africanas no Brasil. No repertório, composições musicais do próprio artista, bem...
-+=