Jovem quilombola da Paraíba vence concurso nacional de fotografia

O pôr do sol do Sertão paraibano ganhou destaque nacional e rendeu um prêmio à adolescente Alana Ferreira, do Quilombo do Talhado, no município de Santa Luzia. A cerimônia de premiação ocorreu na quinta-feira (15), no Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), em Brasília.

Do Paraíba Online 

Foto: Secom/PB

O concurso de fotografia “Beleza do Semiárido” foi promovido pelo Programa Semear Internacional, destinado a beneficiários (e parentes de primeiro grau) de projetos apoiados pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA). Além de ser premiada com um smartphone, a foto será capa da publicação do programa.

A motivação para que Alana participasse do concurso surgiu de uma das técnicas do Projeto Desenvolvimento Sustentável do Cariri e Curimataú (Procase), do Governo do Estado.

Foto: Secom/PB

“Eu estava sentada às margens do açude de Santa Luzia, olhando o pôr do sol e resolvi tirar a foto. Quando mostrei, ela me falou do concurso”, diz a adolescente de 17 nos, que afirma gostar muito de paisagens e de fotografia.

A família de Alana é integrante da Associação de Louceiras Negras do Talhado, que é beneficiária das ações do Procase, com apoio do FIDA.  Ela é filha da líder quilombola Maria do Céu, assassinada em 2013, e foi acompanhada pela equipe do Centro Estadual de Referência da Mulher Fátima Lopes, coordenado pela Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana.

A secretária da Mulher e da Diversidade Humana, Gilberta Soares, comemorou o resultado da premiação, que foi dedicada a Maria do Céu.

“A adolescente Alana superou muitos obstáculos com a morte trágica da mãe, vítima de violência doméstica, e estamos felizes com sua dedicação a fotografia, que significa um resgate também da vida”, disse Gilberta.

+ sobre o tema

Coletivo Luiza Bairros: conheça grupo que atua no combate ao racismo institucional na UFBA

A principal estratégia utilizada é na exigência do cumprimento...

Após reivindicação do movimento negro, sítio arqueológico no centro do Rio será preservado

Diferente das ossadas humanas descobertas durante escavações próximas à...

Agenda única de eventos em novembro celebra a consciência negra na UFMG

Iniciativa, que une comunidade e gestão, integra formação, informação...

para lembrar

Léa Garcia

Nascida no Rio de Janeiro, em 11 de março...

Beyoncé canta Tina Turner em espetáculo futurista da nova turnê ‘Renaissance’

Numa performance brilhante, Beyoncé fez o primeiro de seus cinco shows...
spot_imgspot_img

Negra Li mostra fantasia deslumbrante para desfile da Vai-Vai em SP: ‘Muita emoção’

A escola de samba Vai-Vai está de volta ao Grupo Especial para o Carnaval 2024, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, neste sábado...

Livro põe mulheres no século 20 de frente com questões do século 21

Vilma Piedade não gosta de ser chamada de ativista. Professora da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e uma das organizadoras do livro "Nós…...

“O Itamaraty me deu uma bofetada”, diz embaixadora Isabel Heyvaert

Com 47 anos dedicados à carreira diplomática, a embaixadora Isabel Cristina de Azevedo Heyvaert não esconde a frustração. Ministra de segunda classe, ela se...
-+=