terça-feira, dezembro 6, 2022
InícioQuestão RacialCasos de RacismoApós protestos, UFRGS descarta alteração em sistema de cotas

Após protestos, UFRGS descarta alteração em sistema de cotas

Mudança ainda tirava opção de cotistas concorrerem pelo acesso universal. Universidade manterá sistema de vestibular; duas alterações serão votadas.

Do G1

Após protestos de estudantes na última semana, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) desistiu de realizar mudanças no sistema de cotas. A instituição deve manter a opção de ingresso para quem concluiu o ensino médio em escola pública de concorrer concomitantemente no acesso universal e por cotas, como é realizado atualmente o vestibular.

Os alunos, que ocupam a reitoria da UFRGS desde a última quinta-feira (22), liberaram o acesso dos membros do Conselho Universitário (Consun) ao prédio. No entanto, uma liminar judicial impediu que a emenda feita ao parecer que mudava o sistema de ingresso de cotistas fosse votada nesta terça-feira (27).

Para os alunos, as mudanças seriam uma forma de reduzir o número de cotistas.

Outras duas propostas, elaboradas pela pró-reitoria de graduação da universidade, ainda serão votadas: o ingresso de cotistas nos dois semestres e o não remanejamento de classificados no segundo semestre para o primeiro período no ano seguinte, se houver desistências.

A votação dos conselheiros está prevista para ocorrer na próxima sexta-feira (30). Na data, também deve ocorrer a liberação do edital do vestibular de 2017.

Propostas da pró-reitoria

– Impossibilidade de disputar vagas de acesso universal e destinadas aos egressos do ensino público concomitantemente (cancelada);

– Ingresso de cotistas nos dois semestres (a ser votada);

– Não remanejamento de classificados no segundo semestre para o primeiro período no ano seguinte, se houver desistências (a ser votada).

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench