Guest Post »

Após ser alvo de racismo por diretora, professora vai palestrar em colégios sobre antirracismo

Após a professora Taynara Silva ter sido alvo de racismo por parte da diretora de uma escola particular em Maceió, a história da jovem, de 25 anos, ganhou um novo capítulo: ela recebeu propostas de emprego e vai palestrar em colégios sobre a importância de ser antirracista.

Por Raíssa França, do Cada Minuto 

Taynara Silva, professora (Foto: Dayane Silva)

Taynara disse ao blog que a luta dela contra o racismo sempre existiu, mas que com o caso que ocorreu na última semana, a intenção agora é de se “erguer levando mulheres pretas com ela”.

Com os convites que vieram para a professora depois que o caso ganhou repercussão, Taynara não tem dúvida de que as palestras vão levar uma proposta pedagógica para a sala de aula.

Segundo ela, não adianta falar sobre o racismo. “Não adianta se limitar falar sobre o racismo para as pessoas. ‘Olha não seja racista, racismo é crime’, se você fala esse tipo de coisa, a pessoa entende que é errado e pensa que não é racista. Mas e quando alguém pergunta se isso incomoda a pessoa? Isso é ser antirracista”, disse.

Taynara explicou que o objetivo de educar vai além de falar e que é preciso que as pessoas se incomodem. “Quando você chega a um restaurante e percebe que há mais pessoas negras do que brancas, e que pessoas negras não conseguem vagas de emprego só por serem negras, essa é a perspectiva pedagógica, sabe?”.

Ela disse que a proposta é “instigar nas pessoas a problemática de ser antirracista”. “O que te incomoda no racismo? Eu acredito nisso, em questionar isso. Nós precisamos fazer barulho educativo e incomodar com educação”, finalizou.

Leia também:

Professora denuncia ato racista de diretora de colégio particular de Maceió

Related posts