Após ser alvo de racismo por diretora, professora vai palestrar em colégios sobre antirracismo

Após a professora Taynara Silva ter sido alvo de racismo por parte da diretora de uma escola particular em Maceió, a história da jovem, de 25 anos, ganhou um novo capítulo: ela recebeu propostas de emprego e vai palestrar em colégios sobre a importância de ser antirracista.

Por Raíssa França, do Cada Minuto 

Taynara Silva, professora (Foto: Dayane Silva)

Taynara disse ao blog que a luta dela contra o racismo sempre existiu, mas que com o caso que ocorreu na última semana, a intenção agora é de se “erguer levando mulheres pretas com ela”.

Com os convites que vieram para a professora depois que o caso ganhou repercussão, Taynara não tem dúvida de que as palestras vão levar uma proposta pedagógica para a sala de aula.

Segundo ela, não adianta falar sobre o racismo. “Não adianta se limitar falar sobre o racismo para as pessoas. ‘Olha não seja racista, racismo é crime’, se você fala esse tipo de coisa, a pessoa entende que é errado e pensa que não é racista. Mas e quando alguém pergunta se isso incomoda a pessoa? Isso é ser antirracista”, disse.

Taynara explicou que o objetivo de educar vai além de falar e que é preciso que as pessoas se incomodem. “Quando você chega a um restaurante e percebe que há mais pessoas negras do que brancas, e que pessoas negras não conseguem vagas de emprego só por serem negras, essa é a perspectiva pedagógica, sabe?”.

Ela disse que a proposta é “instigar nas pessoas a problemática de ser antirracista”. “O que te incomoda no racismo? Eu acredito nisso, em questionar isso. Nós precisamos fazer barulho educativo e incomodar com educação”, finalizou.

Leia também:

Professora denuncia ato racista de diretora de colégio particular de Maceió

+ sobre o tema

Primeira mulher trans a liderar bancada no Congresso, Erika Hilton diz que vai negociar ‘de igual para igual’

A deputada federal Erika Hilton (PSOL-SP) foi aclamada nesta quarta-feira como...

Estrela do Carnaval, ex-passista Maria Lata D’Água morre aos 90 anos em Cachoeira Paulista, SP

A ex-passista Maria Mercedes Chaves Roy – a ‘Maria...

Aos ‘parças’, tudo

Daniel Alves da Silva, 40 anos, 126 partidas pela...

Iniquidades raciais e as mudanças do clima

O verão brasileiro, embora conhecido pelas belíssimas praias, férias...

para lembrar

A fábula das três raças ou o problema do racismo à brasileira – Roberto Da Matta

Alguns trechos para reflexão: O racismo contido na "fábula das...

Descolonizar a língua e radicalizar a margem

Uma resenha sobre “Um Exu em Nova York” de...

Os rituais gastronômicos do Natal celebram o Menino Jesus?

Natal aqui é isso mesmo, é a televisão Por Fátima Oliveira Onde...

Heroísmo e discriminação: No passado, as duas faces do militarismo

Embora a história ao longo dos tempos nos tenha...
spot_imgspot_img

Por que ser antirracista é tão importante na luta contra a opressão racial?

O Laboratório de Estudos de Gênero e História, da Universidade Federal de Santa Catarina, lança nesta quarta-feira (21) o quinto vídeo de sua campanha de divulgação...

Moção de solidariedade da UNEGRO ao Vai Vai 

A União de Negras e Negros Pela Igualdade (UNEGRO), entidade fundada em 1988, com  longa trajetória na luta contra o racismo e suas múltiplas...

Perfeição do racismo brasileiro transforma algoz em vítima

O racismo é um crime perfeito. É com essa frase que o antropólogo Kabanguele Munanga, uma das maiores autoridades do Brasil em estudos raciais, define...
-+=