Aposentadoria para donas de casa por R$ 27,25 sai em outubro

Brasileiras com renda de até R$ 1.090 vão pagar 5% do salário mínimo ao INSS; veja regra

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) prepara o código de recolhimento especial para que donas de casa passem a contribuir com menos dinheiro para se aposentar por idade (60 anos).

Conforme apurou o R7, a expectativa da Previdência Social é que a partir de outubro as interessadas possam pagar apenas 5% sobre o salário mínimo (R$ 545), o que, atualmente, custaria R$ 27,25 ao mês – abaixo, acompanhe todas as regras para adesão ao programa.

Com esse valor, além da aposentadoria, a segurada garante a cobertura previdenciária, o que inclui benefícios como auxílio-doença, salário-maternidade e licença-saúde. A família também receberá pensão em caso de morte da contribuinte. Antes, autônomos, categoria que incluía donas de casa, pagavam 11% sobre o salário mínimo (R$ 59,95) ao mês para contarem com os benefícios previdenciários.

A possibilidade de pagar menos é voltada para quem tem renda mensal de até dois salários mínimos (R$ 1.090) e exige ao menos 15 anos de contribuição. As regras constam na Medida Provisória 259, já publicada no Diário Oficial da União e sancionada pela presidente Dilma Rousseff. A resolução reduz a contribuição de 11% para 5% de microempreendedores individuais com renda anual de até R$ 36 mil. Somente agora as donas de casa foram incluídas nas regras.

A MP deve atrair cerca de R$ 10 milhões de donas de casa que trabalham por conta própria. Porém, a modalidade ainda não está disponível, o que deve ocorrer a partir de outubro, que é quando o INSS deve divulgar o código especial para preenchimento da GPS (Guia de Recolhimento da Previdência Social).

O presidente do Sindicato Nacional dos Aposentados e Pensionistas, ligado à Força Sindical, João Batista Inocentini, vê com cautela a decisão do governo em reduzir a alíquota de contribuição. Para ele, no futuro, vai faltar dinheiro para pagar todos os segurados.

– A redução do valor de contribuição é válida desde que a diferença seja paga pelo governo e não com o dinheiro dos demais trabalhadores.

O QUE É

Governo reduziu de 11% para 5% a alíquota de contribuição previdenciária para microempreendedores individuais que tenham renda anual de até R$ 36 mil. Donas de casa foram incluídas nas regras.

R$ 27,50 10 milhões

Esse é o valor mensal para pagamento ao INSS. Antes, custava R$ 59,95. É o número de mulheres que poderão ser beneficiadas.

QUEM PODE

Além dos microempreendedores individuais, a possibilidade vale para mulheres sem renda própria, que se dediquem exclusivamente ao trabalho doméstico. A renda familiar mensal deve ser de até dois mínimos (R$ 1.090).

BENEFÍCIOS

Aposentadoria por idade ou invalidez;

Salário-maternidade;

Licença-saúde;

Auxílio-doença;

Pensão por morte aos dependentes.

QUANDO VALE

A medida já foi sancionada, mas o INSS precisa divulgar o código especial para recolhimento das donas de casa. A expectativa da Previdência Social é que os primeiros pagamentos, feitos por meio de carnê, ocorram em outubro.

APOSENTADORIA POR IDADE

As beneficiárias poderão se aposentar por idade (60 anos) desde que cumpram ao menos 15 anos de contribuição. Não há o direito à aposentadoria por tempo de contribuição.

INSCREVA-SE

As inscrições podem ser registradas em qualquer agência da Previdência Social como também pela internet. Informações pelo site www.previdencia.gov.br e pela central de atendimento do órgão,

por meio do número 135.

Fonte: R7

+ sobre o tema

Nega maluca: black face é racismo!

O país do Carnaval é o país da brincadeira....

A ‘epidemia silenciosa’ de desaparecimento de mulheres no Peru

No fim da tarde de 18 de janeiro, Dominga...

Violências invisíveis: dados sobre a violência contra a mulher negra

12 milhões de mulheres sofreram algum tipo de ofensa...

Mães pela Igualdade – Carta às mães e pais brasileiros

Nós, Mães pela Igualdade, gostaríamos de pedir dois minutos...

para lembrar

Políticos são alvo de protestos na Parada Gay de SP

Este ano, o tema da Parada Gay de SP...

Encontro debate educação em Cuiabá

Um estudo realizado pela Organização das Nações Unidas para...

Por que tantas jovens amam o método do ‘coito interrompido’

Em muitos aspectos, a época atual é excepcionalmente boa...

Editora abre chamada para escritoras negras de ficção científica

A editora Dame Blanche recebe, até o próximo dia 10 de...
spot_imgspot_img

‘Abuso sexual em abrigos no RS é o que ocorre dentro de casa’, diz ministra

A ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, considera que a violência sexual registrada contra mulheres nos abrigos que recebem desalojados pelas enchentes no Rio Grande...

ONU cobra Brasil por aborto legal após 12 mil meninas serem mães em 2023

Mais de 12,5 mil meninas entre 8 e 14 anos foram mães em 2023 no Brasil, num espelho da dimensão da violência contra meninas...

Após um ano e meio fechado, Museu da Diversidade Sexual anuncia reabertura para semana da Parada do Orgulho LGBT+ de SP

Depois de ser interditado para reformas por cerca de um ano e meio, o Museu da Diversidade Sexual, no Centro de São Paulo, vai reabrir...
-+=