quarta-feira, agosto 10, 2022
InícioÁfrica e sua diásporaAfro-brasileiros e suas lutasAraraquara - 'O feriado compromete a nossa produção' Indústrias querem fim do...

Araraquara – ‘O feriado compromete a nossa produção’ Indústrias querem fim do Dia da Consciência Negra

O Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) entrou com um pedido no Ministério Público questionando a legalidade da lei que instituiu feriado municipal no dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, em Araraquara (SP). Os empresários dizem que ter três feriados em um único mês causa prejuízo para as indústrias.

Para o vereador Carlos Nascimento (PT), que fez a lei da Consciência Negra, aprovada desde 2007, o feriado tem que ser respeitado. “O feriado tem o claro objetivo do reconhecimento institucional por parte do Estado, aqui compreendido como município, das atrocidades que foram praticadas contra o povo negro ao longo de tantos anos”, explicou.

A opinião é compartilhada pela coordenadora de Igualdade Racial da Cidade, Alessandra de Cássia Laurindo. Ela acredita ser difícil acabar com um feriado tão importante. “É o dia da morte do Zumbi dos Palmares e eu não vejo lógica nenhuma em se mexer nesse feriado. Então que se trabalhe a discussão em se alterar um outro, mas o dia 20 de novembro não”, disse.

A diretora regional do Ciesp, Eneida Miranda Toledo, diz que o feriado “compromete a nossa produção, uma vez que nós temos dois feriados nacionais nesse mês e é quando nós estamos trabalhando para suprir a demanda de final de ano”, disse.

O Ciesp questiona que em algumas cidades o feriado do Dia da Consciência Negra existe e em outras não. Ainda não há uma data para o resultado, mas a expectativa é que ele saia antes do dia 20 de novembro.

Fonte: Correio do Brasil

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench