Atletas do Brasil se unem pelo fim da violência contra as mulheres e meninas durante os Jogos Rio 2011

Atletas, como Jadel Gregório, convocam o público dos 5º Jogos Mundiais Militares a dizer não à violência contra as mulheres. Iniciativa marca a parceria entre as Nações Unidas, o Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil e o Ministério da Defesa.

Brasília, 13 de julho de 2011 – Homens e mulheres da delegação brasileira para os 5º Jogos Mundiais Militares se unem pelo fim da violência contra as mulheres e meninas. Antes de se lançarem à competição, Jadel Gregório (salto triplo), Denise Campos (maratona), Luiz Ramos (boxe), Kátia Cilene (futebol feminino), Rafael Lima (boxe), Simone Lima (pentatlo) e Soraya Cabral (corrida de orientação) dedicaram parte do seu tempo para participar da Campanha do Secretário-Geral das Nações Unidas “UNA-SE pelo fim da violência contra as mulheres”.

O grupo respondeu ao desafio global de acabar com a violência contra as mulheres e meninas. E segue agora convocando atletas e o público dos 5º Jogos Mundiais Militares por meio de mensagens em vídeo, folhetos e materiais de sensibilização que serão distribuídos nas Vilas Militares, espaços de convivência e competições finais de vôlei feminino de praia e de quadra, atletismo e de futebol feminino e masculino.

Por meio da parceria entre as Nações Unidas, o Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil – CCOPAB e o Ministério da Defesa, a campanha “UNA-SE pelo fim da violência contra as mulheres”, liderada pelo Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, chega ao maior evento esportivo militar já realizado no Brasil, que vai reunir 112 países e mais de 4.000 atletas, no período de 16 a 24 de julho, no Rio de Janeiro.

UNA-SE nos Jogos Rio 2011

A mensagem da campanha “UNA-SE pelo fim da violência contra as mulheres” vai circular nos principais espaços e instalações dos 5º Jogos Mundiais Militares. Placas fixadas nos estádios Engenhão, Maracanãzinho, São Januário e Parque Aquático Maria Lenk e abordagens com atletas e públicos das competições de atletismo, vôlei de praia feminino e masculino, vôlei de quadra feminino e masculino, futebol feminino e masculino fazem parte da estratégia de sensibilização da campanha.

No corpo-a-corpo, as Nações Unidas e a equipe voluntária, mobilizada com o apoio do Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil, vão distribuir mochilas, fitas de pulso e folhetos da campanha “UNA-SE pelo fim da violência contra as mulheres”. O objetivo é sensibilizar e engajar o público dos 5º Jogos Mundiais Militares para a prevenção e a eliminação da violência de gênero, fenômeno global que atinge mulheres e meninas de todas as classes sociais, raças e culturas. As ações promocionais focadas no grande público vão acontecer nos dias 23 e 24 de julho durante as competições finais (ver programação abaixo) dos 5º Jogos Mundiais Militares.

Gênero, Esporte e Paz

Durante os Jogos, a ONU Mulheres participará, nos dia 17 e 18 de julho, do Seminário Esporte, Desenvolvimento e Paz promovido pelo Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil e pela Escola de Comando e Estado-Maior do Exército. Na segunda-feira (18/7), Júnia Puglia, coordenadora de Programas da ONU Mulheres Brasil e Cone Sul, será uma das expositoras do seminário. Ela vai falar sobre a importância da perspectiva de gênero no esporte e como isso pode influir positivamente nas Operações de Paz. O seminário acontecerá na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército.

Além das ações promocionais, as Nações Unidas vão expor vídeos, publicações e portais de internet da Campanha “UNA-SE pelo fim da violência contra as mulheres” no Espaço Cultural Sergio Vieira de Mello, que vai funcionar do dia 18 a 22 de julho, na Vila Militar. O ponto alto da programação da campanha está programado para a sexta-feira (22/7), a partir das 9h, quando haverá a apresentação do Grêmio Recreativo Bloco Carnavalesco & Cultural Saias na Folia.

Todas as atividades da Campanha “UNA-SE pelo fim da violência contra as mulheres” nos Jogos Rio 2011 são desenvolvidas pela ONU Mulheres, UNFPA (Fundo de População das Nações Unidas), ONU-Habitat (Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos), UNIC Rio (Centro de Informação das Nações Unidas) e Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil, com apoio do Ministério da Defesa.

Dia

Horário

Ação/Local

16/7

16h

Abertura dos 5º Jogos Mundiais Militares – Engenhão

17 e 18/7

Seminário Esporte, Desenvolvimento e Paz

Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (Praça General Tibúrcio, 125 – Praia Vermelha – Rio de Janeiro/RJ)

18/7

15h

Inauguração do estande das Nações Unidas

Vila Militar (Av. Duque de Caxias, 700 – Deodoro – Rio de Janeiro/RJ)

19 a 21/7

9h às 17h

Visitação ao estande das Nações Unidas

Exibição de vídeos, acesso aos portais de internet e redes sociais da campanha “UNA-SE pelo fim da violência contra as mulheres”, distribuição de material

22/7

9h

Apresentação do Grêmio Recreativo Bloco Carnavalesco & Cultural Saias na Folia

Vila Militar (Av. Duque de Caxias, 700 – Deodoro – Rio de Janeiro/RJ)

23/7

9h

10h/11h

17h/19h

18h30

Distribuição de materiais da campanha “UNA-SE pelo fim da violência contra as mulheres”

Final de Atletismo – Engenhão

Final do Vôlei de Praia Feminino – Posto 2 de Copacabana

Final do Vôlei de Quadra Masculino e Feminino- Maracanãzinho

Final do Futebol Masculino – Engenhão

24/7

18h

Cerimônia de Encerramento dos 5º Jogos Mundiais Militares – Engenhão

ONU nos 5º Jogos Mundiais Militares – Campanha “UNA-SE pelo fim da violência contra as mulheres”

Data: 16 a 24/7/2011

Locais: Visita ao estande ONU, na Vila Militar, de 19 a 22/7.

Ações nos dias 22 e 23/7 no Engenhão, Maracanãzinho, São Januário, Parque

Aquático Maria Lenk e Posto 2 de Copacabana.

Informações: www.onu.org.br/unase

+ sobre o tema

Justiça do RJ registra mais de 22 mil processos de violência contra a mulher em dois meses

O levantamento contabiliza apenas os primeiros meses de 2019....

Denunciar para quem? A invisibilização de mulheres faveladas no círculo de proteção da lei Maria da Penha

Resumo: Pretende-se nesse artigo abordar a situação da mulher favelada,...

A identidade, as experiências negras e a alma que sangra

A "cauterização das experiências negras" acontece quando abrem uma...

para lembrar

Homem é condenado por infectar mulheres com HIV no Rio

A Justiça do Rio condenou Renato Peixoto Leal Filho...

Agressão não! Atriz faz vídeo sobre relacionamento abusivo

Evelyn Félix, de 19 anos, compartilhou o vídeo em...

Lugar mais perigoso para mulheres é a própria casa, diz ONU

Segundo o relatório, assassinatos cometidos por parceiros ou familiares...
spot_imgspot_img

Kobe, homenageado com estátua, continua a exercer grande influência na NBA

O Los Angeles Lakers escolheu o dia 8/2/24 para inaugurar a estátua de Kobe Bryant à frente de seu ginásio. A data tem referências...

Copa Africana de Nações: África do Sul e Costa do Marfim avançam às semifinais

Nigéria e África do Sul, Congo contra Costa do Marfim. Essas serão as semifinais da Copa Africana de Nações, após os resultados das partidas deste...

‘Não’ é ‘Não’, inclusive na igreja

No dia 29 de dezembro, o presidente Lula sancionou a lei do protocolo "Não é Não" (lei 14.786/2023), que combate violência e assédio sexual contra mulheres...
-+=