domingo, janeiro 29, 2023
InícioQuestões de GêneroViolência contra MulherSeminário debate prioridades para mulheres negras no século XXI - São Paulo

Seminário debate prioridades para mulheres negras no século XXI – São Paulo

O dia 25 de julho é consagrado internacionalmente à Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. Para marcar a data especial, ocorrerá, na cidade brasileira de São Paulo, o II Seminário Internacional da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha, entre os dias 22 e 23.

Realizado pela Secretaria Municipal de Participação e Parceria em Parceria da Prefeitura de São Paulo, Coordenadoria dos Assuntos da População Negra (Cone), organização Elas por Elas Vozes e Ações das Mulheres e Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania, o evento pauta as prioridades das mulheres negras para o século XXI, a partir de conferências e palestras.

Coordenadora da Cone, Maria Aparecida de Laia considera que ganhar visibilidade é uma das principais questões para as mulheres negras. “Nós temos que ganhar visibilidade em todos os espaços de poder, como mídia, mercado de trabalho, família”, analisa.

Na opinião dela, é a discriminação racial que causa a invisibilização das mulheres negras na sociedade. “Isso gera opressão, porque as mulheres são excluídas, principalmente do mercado de trabalho”, afirma.

O seminário objetiva ainda “trazer a discussão da identidade étnicorracial do ponto de vista da América Latina, debater o trabalho doméstico, políticas públicas, tráfico de mulheres, empreendedorismo para mulheres negras, e papel das mulheres negras jovens, porque essa população cuidará do futuro”, explica a coordenadora.

São esperados cerca de 200 participantes, entre mulheres, militantes de movimentos negros, gestores e funcionários públicos e estudantes.

Na abertura, haverá a conferência “Ressignificação da identidade étnicorracial das afrodescendentes a partir da Diáspora – A Mulher Afro-Latino Americana e Caribenha: Quais prioridades no século XXI?” com a representante da Rede de Mulheres Afro-latinoamericanas, caribenhas e da Diáspora no Uruguai, Vicenta Camusso Pinto.

Os momentos seguintes contam com a participação de diversos (as) estudiosos (as) e organizações feministas, como Instituto da Mulher Negra, Articulação de Mulheres Negras, ONG Criola, Afro-Negócios Feira Preta, Associação Frida Khalo e Coletivo Jovens Feministas de São Paulo.

Já o encerramento está a cargo de Cristiane Sobral, autora do livro de poemas “Não vou mais lavar os pratos”, que será lançado durante o seminário pela editora Athalaia.

Acesse a programação completa: http://telecentros.sp.gov.br/img/arquivos/prog_sem_mulheres_negras.pdf

Serviço

O II Seminário Internacional da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha ocorrerá no Auditório da Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, que fica no Pátio do Colégio, 184, Centro. Inscrições e mais informações pelo telefone da Cone (11) 3113-9750.

Fonte: Correio do Brasil

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench