Atraso na titulação de terras quilombolas em RO mobiliza Padre Ton

 

O atraso na titulação de terras das comunidades quilombolas existentes em cinco municípios de Rondônia levou o deputado federal Padre Ton (PT-RO) a apresentar, ontem (29), requerimento à Comissão de Direitos Humanos e Minorias, da qual é membro titular, solicitando a realização de uma Mesa Redonda na cidade de Costa Marques para debater o problema e propor solução.

“Esse processo de titulação de terras tradicionalmente ocupadas por comunidades quilombolas em nosso estado está muito atrasado. O Incra precisa dar uma resposta definitiva para estas comunidades. Até o momento, apenas duas áreas foram tituladas”, explica Padre Ton, justificando o motivo do requerimento.

Segundo ele, as comunidades têm procurado seu apoio para encaminhar questões de ordem fundiária. “Respeitar e valorizar as comunidades tradicionais tem sido um compromisso histórico de meu partido. Por isso, estou á disposição, e vamos trabalhar para que os processos de titulação tenham andamento”.

Em Rondônia existem nove comunidades quilombolas, das quais sete já foram certificadas pela Fundação Palmares, instituição com autoridade legal para declarar a veracidade das comunidades quilombolas existentes.

As comunidades são Rolim de Moura do Guaporé e Tarumá (Alta Floresta); Forte Príncipe da Beira e Santa Fé (Costa Marques); Pimenteiras do Oeste e Laranjeiras (Pimenteiras do Oeste); Pedras Negras e Santo Antônio (São Francisco do Guaporé) e Jesus (São Miguel do Guaporé).

Para a Mesa Redonda, o deputado está propondo a presença de representantes das seguintes instituições: Fundação Palmares; Incra; Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) e Governo de Rondônia, além de autoridades locais.

“Queremos reunir o conjunto de agentes públicos encarregados de efetivar o direito das populações quilombolas, para identificar pontos de estrangulamento e construir ações que possam encaminhar para a solução da ausência de demarcação destas áreas”, diz o deputado Padre Ton.

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias irá votar o requerimento e definir uma data para o evento em Rondônia.

 

 

 

 

Fonte: Rondo Noticias

+ sobre o tema

Reflexões sobre uma identidade afro-descendente

Fonte: Espaço Acadêmico Por ROSÂNGELA ROSA PRAXEDES ...

Fala o Movimento negro: Reginaldo Bispo do MNU responde a Magnoli

Fonte: Maria Frô - Procaz, a intelectualidade branca, sua...

Santa Isabel: Celebraçao 20 de Novembro

Santa Isabel, 10 de Novembro de 2009.   ...

VÍDEO: Combate ao Racismo Institucional

Combate ao Racismo Institucional - Inserção 1...

para lembrar

Quilombolas em risco

Em contagem inédita, o censo deste ano apontou que os...

Quem tem medo dos editais para as iniciativas culturais afro-brasileiras? por Vilma Reis

Vilma Reis No contexto das forças políticas os Movimentos Negros...

Lavador de carros passou no exame da OAB antes de se formar

Flávio Dias, 36 anos. Por muito tempo, lavar carros...
spot_imgspot_img

Quilombolas de Marambaia lutam por melhorias nos serviços públicos

Mesmo após a titulação, a comunidade quilombola da Ilha da Marambaia, em Mangaratiba, no Rio de Janeiro, visitada pelo presidente Luiz Inácio Lula da...

Morre o escritor Nêgo Bispo, referência da luta quilombola

A Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Quilombolas, Conaq, confirmou a morte, neste domingo, 03, do escritor e ativista Antônio Bispo dos Santos, conhecido...

Quilombolas vão à COP28 cobrar justiça climática

Comunidades tradicionais do Brasil estão presentes na COP28, conferência do clima da ONU que começou na quinta-feira (30), em Dubai, nos Emirados Árabes. Apesar disso,...
-+=