Atriz negra e pioneira, Ruth de Souza volta à televisão aos 96 anos

Aos 96 anos, Ruth de Souza voltou à dramaturgia da Globo após 8 anos afastada. A atriz veterana, pioneira na televisão brasileira, foi vista no primeiro episódio da nova temporada de “Mister Brau”, nesta terça-feira (1).

no UOL

No Twitter, Lázaro Ramos comemorou o retorno da atriz, e postou um vídeo com os bastidores de uma gravação. “E no episódio de “Mister Brau” de hoje conseguimos realizar um sonho: ter Ruth de Souza nele! O episódio está muito muito muito emocionante!”, escreveu o ator.

Ruth de Souza é considerada pioneira na televisão brasileira, foi uma das primeiras atrizes negra a ganhar papel de destaque em uma novela ainda nos anos 1960. O seu último trabalho havia sido feito na série “Na Forma da Lei”, em 2010, interpretando a Velha Oxalá.

Em entrevista ao UOL, em 2016, Ruth Souza lamentou o fato de o racismo ainda ser uma questão em pleno século 21. “Tudo é uma questão de educação”, garantiu.

Ainda na entrevista, UOL lembra que Ruth começou no cinema nos anos 1940 como empregada e, 50 anos depois, viveu pianista e juíza na TV.

“É que eu sempre briguei e cobrei muito de todo o mundo para ter espaço. Mas foi a Janete Clair e o Dias Gomes que deram a mim e ao Milton Gonçalves a oportunidade de fazer todo o tipo de trabalho. Antes deles, era só a negra gorda alegre, feito a empregada do “…E o Vento Levou” (…) os negros eram mostrados de forma ridicularizada”, ressaltou.

+ sobre o tema

Mulheres estão em apenas 37% dos cargos de chefia nas empresas

No setor público, elas são apenas 21,7% POR CÁSSIA ALMEIDA,...

Jean Wyllys sugere punição a líderes religiosos por homofobia

O deputado acha que padres e pastores devem ser...

Conheça a vereadora que desbancou políticos tradicionais e bateu recorde de votação em BH

Pela primeira vez na história de Belo Horizonte, uma...

Ativistas negras da América Latina alertam para avanço do racismo no mundo

Em Salvador para o Fórum Permanente de Mulheres Negras,...

para lembrar

“A mulher negra não é vista como um sujeito para ser amado”

Para a ativista do Feminismo Negro, Stephanie Ribeiro, 52,52%...

Até quando agressões contra mulheres serão perdoadas em novelas globais?

O jornalista Maurício Stycer, do UOL, apresentou uma perspectiva...

EUA: Negras de cabelo natural têm menos chance no mercado de trabalho 

Mulheres negras com cabelo natural — crespo ou cacheado...
spot_imgspot_img

IBGE: mulheres assalariadas recebem 17% menos que os homens

Dados divulgados nesta quinta-feira (20/06) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que a disparidade salarial entre os gêneros no Brasil se mantém em...

Casa Sueli Carneiro abre as portas ao público e apresenta o III Festival Casa Sueli Carneiro, pela primeira vez em formato presencial

RETIRE SEU INGRESSO A Casa Sueli Carneiro, fundada em dezembro de 2020 e atuando em formato on-line desde abril de 2021, é uma entidade criada...

Aborto legal: falhas na rede de apoio penalizam meninas e mulheres

As desigualdades sociais no Brasil podem explicar a razão para que meninas e mulheres busquem apoio para o aborto legal também após 22 semanas...
-+=