Tag: atriz negra

Naruna Costa tem 15 anos de carreira como atriz de teatro, cinema e televisão (Bob Wolfenson/Netflix)

Naruna Costa: “Para me proteger, evitei papéis que sexualizam mulher negra” 

Naruna Costa tem pelo menos 15 anos de experiência na TV e no teatro, e um currículo com papéis como Elza Soares e Angela Davis — mas a personagem mais profunda de sua carreira, ela conta, é Cristina, de Irmandade, série brasileira da Netflix que acaba de ser renovada para a segunda temporada, ainda sem data de estreia. Na série, ela é uma advogada que trabalha no Ministério Público e descobre que seu irmão, desaparecido há anos, está preso e é o líder de uma facção criminosa em ascensão nos anos 1990. "Ela transita pela ideia de ser uma pessoa boa ou má, ética ou não ética. O que define a Cristina são os dilemas, isso é apaixonante, poucas personagens negras têm essa profundidade no Brasil." A Universa, Naruna fala sobre a ausência de mulheres negras no audiovisual, questiona quais são os papéis que cabem a atrizes como ela, e ...

Leia mais
Steve Granitz/WireImage

Regina King interpretará a primeira congressista negra dos Estados Unidos

Indicada ao Globo de Ouro na categoria Melhor direção, pelo longa Uma noite em Miami, disponível no Prime Vídeo, a atriz Regina King prepara uma cinebiografia sobre Shirley Chisholm, a primeira congressista negra dos Estados Unidos. Além de atuar, Regina fará a produção do material. O filme será escrito e dirigido pelo cineasta vencedor do Oscar por 12 anos de escravidão, John Ridley e deve começar a sair do papel ainda este ano. A trama vai acompanhar a campanha presidencial de Chisholm em 1972, um momento histórico descrito como “um retrato íntimo dos bastidores de uma das líderes políticas mais inovadoras do nosso tempo”. “A determinação destemida de Shirley Chisholm foi uma inspiração para muitos de nós e, com este filme, esperamos inspirar muitas gerações futuras”, disse Regina King em um comunicado. No ano passado, a atriz Uzo Aduba interpretou Shirley Chisholm para a série Mrs. America, que lhe rendeu ...

Leia mais
Monique Coleman interpretava a personagem Taylor McKessie em 'High School Musical' Imagem: IMDB

Atriz Monique Coleman usou tiaras em filme porque equipe não sabia fazer cabelo de negras

Se você assistiu à trilogia “High School Musical” provavelmente deve se lembrar das tiaras usadas pela personagem Taylor McKessie, interpretada por Monique Coleman. Apesar de ter se tornado uma marca da estudante nos filmes, o adereço não estava nos planos do departamento de figurino e só foi usado porque os cabeleireiros da equipe não sabiam como trabalhar com cabelos de pessoas negras. A revelação foi feita pela própria atriz. "Crescemos muito nesta indústria, crescemos muito em representação e muito em termos de compreensão das necessidades de uma atriz afro-americana", disse Coleman em entrevista recente ao site Insider, em comemoração o 15º aniversário do filme. "Mas a verdade é que eles mexeram no meu cabelo, e mexeram muito mal na parte da frente", completou. Segundo Coleman, os profissionais da equipe tiveram pouco tempo para arrumar o seu cabelo antes do início das filmagens. Para tentar solucionar o problema, ela sugeriu que ...

Leia mais
(Photo by Chris Pizzello/Invision/AP, File)

Morre Cicely Tyson, atriz vencedora pioneira do Emmy e Tony

A atriz Cicely Tyson, que se especializou em retratar mulheres negras fortes enredadas pelas dificuldades da vida durante uma carreira de 60 anos que lhe rendeu três prêmios Emmy e um Tony, morreu aos 96 anos, anunciou seu empresário em um comunicado. A causa da morte não foi informada. Tyson havia finalizado há pouco tempo um livro de memórias, "Just As I Am", que foi lançado justamente nesta semana. As atuações mais louvadas de Tyson aconteceram em produções de época, como o filme "Lágrimas de Esperança", de 1972, no qual interpretou a esposa de um meeiro do Estado norte-americano da Louisiana. Ela recebeu sua única indicação ao Oscar por este papel, mas foi agraciada com um Oscar honorário em novembro de 2018. Ela também ganhou dois Emmys pelo mesmo filme para televisão, "The Autobiography of Miss Jane Pittman", um de melhor atriz em minissérie ou filme e outro de atriz ...

Leia mais
Tatiana Tibúrcio levou o prêmio APCA de Melhor Atriz por sua interpretação da doméstica Mirtes Souza, no especial 'Falas Negras' — Foto: TV Globo/Victor Pollak

Tatiana Tibúrcio ganha o prêmio APCA de Melhor Atriz por atuação em ‘Falas Negras’

A interpretação sofrida de Mirtes Souza no especial Falas Negras, exibido pela Globo em homenagem ao Dia da Consciência Negra, rendeu à atriz Tatiana Tibúrcio o prêmio de Melhor Atriz pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). Tatiana comoveu a crítica e o público ao viver a doméstica, cujo filho, Miguel, de 5 anos, morreu ao cair de um prédio de luxo, em junho de 2020, em Recife. A atriz dividiu o prêmio com Camila Morgado pela atuação em Bom Dia, Verônica, da Netflix. Eduardo Moscovis levou o troféu de Melhor Ator também por Bom Dia, Verônica. A série da Netflix foi vencedora na categoria Dramaturgia. Na categoria Programa de TV, o vencedor foi Conversa com Bial, e na categoria Humor o ganhador foi Marcelo Adnet, por Sinta-se em Casa, do Globoplay.   Fonte: GShow

Leia mais
Laura Harrier é Camille em 'Hollywood' Imagem: Divulgação/Netflix

Laura Harrier, a atriz que virou primeira protagonista negra em ‘Hollywood’

Em "Hollywood", a minissérie de Ryan Murphy que conta outra versão da história do cinema, cabe à atriz Camille Washington a missão de quebrar barreiras, se tornando a primeira protagonista negra de um blockbuster, bem na Era de Ouro do cinema americano. Camille é uma personagem fictícia, mas a atriz que a interpreta, Laura Harrier, teve uma inspiração bem real —e achou poderosa a experiência de poder quebrar tantas barreiras na história. Em uma conversa exclusiva com o UOL, Harrier (que pôde ser vista recentemente em "Infiltrado na Klan", de Spike Lee) falou sobre seus exemplos e inspirações, o poder da representatividade e como foi unir verdade e ficção na minissérie de Murphy, que coloca personagens como Camille ao lado de figuras bem reais como Rock Hudson. Inspiração Dorothy Dandridge no filme 'Carmen Jones' (1954) Imagem: 20th Century-Fox/Getty Images A maior inspiração de Laura para Camille ...

Leia mais
Atriz Erika Januza Foto: reprodução/vídeo / Fernando Lemos

Erika Januza fala de racismo em relacionamentos: ‘Ficar escondido, pode; assumir são outros 500’

Há quem questione o uso da palavra empoderamento, mas ela ainda é a que melhor dá conta de explicar a história que você está prestes a ler. É sobre uma mulher de 34 anos que temia cortar o cabelo e perder, com ele, a proteção que criara contra racismo, pressão estética, rejeição e tantas outras memórias infelizes que lhe foram impostas ao longo da vida. Até que, um dia, descobriu sua beleza em meio aos padrões e se apaixonou pelo que viu. Em relato ao EXTRA, a atriz Erika Januza conta como o processo de decisão de cortar o cabelo curtinho a ajudou a lidar com diversas questões. Por Carla Nascimento, do Extra Atriz Erika Januza fala de racismo (Foto: Reprodução/vídeo / Fernando Lemos) Ao adotar o corte 'Mariazinha', a mineira enfrentou uma série de fantasmas antiaceitação e, de quebra, encontrou a imagem perfeita para viver ...

Leia mais

Jodie Turner-Smith: a atriz que promete ser a nova sensação de Hollywood

Saiba mais sobre essa atriz revelação que vai estrear como protagonista em filme roteirizado por Lena Waithe! Por Fernando Gomes, Da M de Mulher (Tibrina Hobson/WireImage/Getty Images - Arte: Thais Fernandes/MdeMulher) Guarde bem este nome: Jodie Turner-Smith tem tudo para virar queridinha de Hollywood em 2020. A atriz e modelo, que vem realizando alguns trabalhos na TV, agora vai estrear como protagonista no filme ‘Queen & Slim‘, que chega aos cinemas em janeiro e está recheado de estrelas no elenco e na produção. Em uma época em que surgem várias revelações no meio cinematográfico, Jodie pode ser uma daquelas que vale a pena ficar de olho. O filme em questão conta a história de um casal que é parado pela polícia numa rodovia. Os dois estavam voltando de seu primeiro encontro. A situação sai do controle e ganha proporções enormes – transformando ambos em fugitivos da ...

Leia mais
Viola Davis chega à cerimônia do Oscar 2015 (Foto: Jordan Strauss/Invision/AP)

Viola Davis vai interpretar Michelle Obama em ‘First ladies’, série sobre primeiras-damas

Produção do Showtime também vai contar histórias de Eleanor Roosevelt e Betty Ford. Do G1  Viola Davis na cerimônia do Oscar 2015 (Foto: Jordan Strauss/Invision/AP) Viola Davis vai interpretar Michelle Obama em "First Ladies", série da Showtime sobre três primeiras damas da história dos Estados Unidos. Além da mulher de Barack Obama, a primeira temporada vai focar também nas vidas de Eleanor Roosevelt (1884-1962), mulher de Franklin Delano Roosevelt (1882-1945), e de Betty Ford (1918-2011), mulher de Gerald Ford (1913-2006). "Estou orgulhosa de trazer aos holofotes essas mulheres corajosas e extraordinárias!", escreveu Davis em sua conta no Twitter. Atualmente, ela estrela a série "How to get away with murder", cuja sexta temporada estreia em setembro nos Estados Unidos. Ela também está produzindo adaptações da peça "O beijo no asfalto", do escritor brasileiro Nelson Rodrigues, para a Broadway e outras mídias americanas. Michelle ...

Leia mais
Velório do corpo da atriz Ruth de Souza no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Emoção marca despedida de Ruth de Souza, no Rio

Velório começou pela manhã, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro Por  Akemi Nitahara, da Agência Brasil Velório do corpo da atriz Ruth de Souza no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil) Com muita emoção e homenagens, foi velado na manhã de hoje (29) o corpo da atriz Ruth de Souza, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, que fica na Cinelândia, centro da cidade. Chamada de primeira dama negra do teatro brasileiro, Ruth morreu ontem, aos 98 anos, no Hospital Copa D’Or, em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, onde estava internada no Centro de Tratamento Intensivo desde a última segunda-feira (22) para tratar de uma pneumonia. A irmã de Ruth, Maria Pinto de Souza, de 94 anos, não conteve as lágrimas ao conversar com a imprensa. “Não tenho nem palavras. Perdi uma amiga, perdia uma irmã, perdi a metade ...

Leia mais
Richard Shotwell / Invision / Associated Press

Cicely Tyson é a primeira mulher negra a receber um Oscar honorário

Aos 93 anos, a atriz será homenageada durante o Governors Awards deste ano. Da  MARIE CLAIRE Foto: Richard Shotwell / Invision / Associated Press A entrega de prêmios do Oscar acontece há mais de 80 anos, mas ainda têm um longo caminho a percorrer quando o assunto é representatividade. Tanto que a lendária atriz Cicely Tyson será a primeira mulher negra a receber o prêmio honorário da Academia de Cinema. A People anunciou esta semana que a atriz irá receber, aos 93 anos, o Oscar honorário no dia 18 de novembro deste ano, durante o Governors Awards. Ela será a única atriz a receber a honraria na premiação em 2018. A carreira de Cicely no cinema tem mais de cinco décadas de dedicação. Ela começou no ramo como modelo e atriz de de teatro, mas fez o seu debut nas telonas em 1968, no filme "Por que tem que ser assim?", ...

Leia mais
(Frazer Harrison/Getty Images)

Viola Davis faz desabafo tocante sobre a falta de aceitação do cabelo afro

A atriz não precisou usar peruca em seu último filme e conta que isso foi libertador. Por Júlia Warken, do MdeMulher  Viola Davis (Frazer Harrison/Getty Images) Na estante de casa, Viola Davis tem ~apenas~ um Oscar, um Globo de Ouro, um Emmy e dois Tonys – o que faz dela uma das atrizes mais consagradas de sua geração. Mesmo com tanto prestígio, ela ainda se depara com uma dificuldade enfrentada por todas as mulheres negras: a de ter seu cabelo natural aceito. E Viola deixou isso muito claro em uma recém publicada entrevista à revista Variety. A atriz comemora o fato de que pode exibir seus cachos no mais novo filme que protagoniza: “As Viúvas”. Segundo ela, a experiência foi libertadora.”Como pessoas negras nós somos sempre ensinadas que não devemos gostar do nosso cabelo. Quanto mais crespo, mais feio ele é”. Viola Davis está belíssima na capa ...

Leia mais

Jéssica Ellen repete parceria com autora e estreará no horário nobre da Globo como grande aposta

Afastada da TV desde a sua participação na série Filhos da Pátria, no ano passado, Jéssica Ellen já tem um novo trabalho em vista na Globo. A atriz de 26 anos foi escalada para o elenco de Troia, novela que está na fila para a faixa das 21h da emissora. Por Renan Santos, do tvfoco Foto: Marcos Serra Lima/ EGO Na trama, Jéssica vai repetir a parceria com a autora Manuela Dias, com quem trabalhou na minissérie Justiça (2016), que foi sucesso na Globo. De acordo com o colunista Fernando Oliveira, a atriz é considerada a grande aposta da autora. As duas farão sua estreia no horário nobre da emissora. Jéssica estreou na TV na temporada 2012/2013 de Malhação. E desde o seu lançamento, ela vem emendando uma boa sequência de trabalhos na emissora, onde também já fez Geração Brasil (2014) e Totalmente Demais (2015/2016). Manuela, por sua vez, também vem ...

Leia mais

Isabél Zuaa. “Ser mulher, ser preta e ser artista é como se estivesse no final da cadeia alimentar”

A atriz portuguesa tem feito grande parte da carreira no Brasil e sonha em criar uma casa da cultura na periferia de Lisboa Por António Rodrigues, do Sol Foto: Mafalda Gomes Acabou de receber um prémio de atriz revelação no Brasil por causa do seu papel em “Joaquim”, de Marcelo Gomes, filme que passou pelo Festival de Berlim do ano passado, mas ainda não se estreou em Portugal. O que se estreou foi “As Boas Maneiras”, de Marco Dutra e Juliana Rojas - passou no IndieLisboa deste ano, teve estreia comercial fugaz e, entretanto, já se pode ver em DVD e nas plataformas de VOD. Pretexto para esta conversa com Isabél Zuaa ou, simplesmente, Isabel Martins. Numa entrevista ao “Estado de São Paulo”, aparece a dizer que para o filme “Joaquim” precisavam de alguém que falasse alguma língua africana e que...  Ele não anotou nem gravou a entrevista e trocou algumas ...

Leia mais
Ruth de Souza, primeira negra a atuar no teatro no Brasil Imagem: Gianne Carvalho/Folha Imagem

Atriz negra e pioneira, Ruth de Souza volta à televisão aos 96 anos

Aos 96 anos, Ruth de Souza voltou à dramaturgia da Globo após 8 anos afastada. A atriz veterana, pioneira na televisão brasileira, foi vista no primeiro episódio da nova temporada de "Mister Brau", nesta terça-feira (1). no UOL No Twitter, Lázaro Ramos comemorou o retorno da atriz, e postou um vídeo com os bastidores de uma gravação. "E no episódio de "Mister Brau" de hoje conseguimos realizar um sonho: ter Ruth de Souza nele! O episódio está muito muito muito emocionante!", escreveu o ator. Ruth de Souza é considerada pioneira na televisão brasileira, foi uma das primeiras atrizes negra a ganhar papel de destaque em uma novela ainda nos anos 1960. O seu último trabalho havia sido feito na série "Na Forma da Lei", em 2010, interpretando a Velha Oxalá. Em entrevista ao UOL, em 2016, Ruth Souza lamentou o fato de o racismo ainda ser uma questão em pleno século ...

Leia mais
Marvel Studios' BLACK PANTHER..L to R: Okoye (Danai Gurira), Nakia (Lupita Nyong'o) and Ayo (Florence Kasumba)..Photo: Matt Kennedy..©Marvel Studios 2018

Lupita Nyong’o e Danai Gurira podem adaptar Americanah ,de Chimamanda, como série de TV

O livro de Chimamanda Ngozi Adichie pode se tornar minissérie. Por Laysa Zanetti, do Adoro Cinema  Photo: Matt Kennedy..©Marvel Studios 2018 Há quatro anos, foi anunciado que Lupita Nyong'o adquiriu os direitos de adaptação de Americanah, livro da autora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie. Além de uma escalação de David Oyelowo, nada mais foi dito do projeto. Antigamente planejado para os cinemas, a novidade agora é que ele poderá ser uma minissérie, com Nyong'o e Danai Gurira na frente e por trás das câmeras. Segundo o site Konbini (via ScreenCrush), Nyong'o vai interpretar a protagonista Ifemelu, com Gurira responsável pelo roteiro. Ainda não se sabe se Danai também terá um papel no elenco. Americanah é ambientado na Nigéria durante a guerra, e acompanha o casal Ifemelu e Obinze, que decide abandonar o país rumo a uma vida melhor. Ela consegue ir para os Estados Unidos, forçada a lidar com o preconceito racial, e ele acaba precisando ir para ...

Leia mais
foto: Maurício Fidalgo/Glob

Nova temporada de Mister Brau abordará racismo, refugiados e Lava-Jato

Para Taís Araújo, comédia é útil para debater temas pesados. Série também vai abordar questões sobre feminismo e conflito familiar Do UAI foto: Maurício Fidalgo/Globo Uma cantora famosa internacionalmente é o destino de Michele, personagem de Taís Araújo, na quarta temporada de Mister Brau, com previsão de estreia em abril, na Globo. Com essa nova fase, Brau (LázaroRamos) e a própria estrutura familiar ficarão abalados. Para a atriz, abordar o empoderamento feminino na série era necessário, mas isso não significa que a história terá mais foco nela nos próximos episódios. “O Brau não perde o protagonismo! A gente está contando a trajetória desse cantor que fica sem a identidade artística de repente. Aí, quando ele fracassa, para ter um conflito, a sua mulher, que estava sempre na infraestrutura da carreira do marido, acontece. Ela bomba para que a gente possa discutir essa demanda toda da sociedade e também para se criar um confronto real dentro da casa”, adianta Taís. À medida ...

Leia mais

OUTROS DIAS DA MULHER: Ruth de Souza foi a primeira atriz negra a atuar no Municipal do Rio

“ Riam de mim quando eu dizia que queria ser atriz.” Estas foram as palavras usadas por Ruth de Souza, a primeira atriz negra a encenar no Theatro Municipal do Rio, ao contar sua história de enfrentamento ao racismo durante a infância, na série “Damas da TV”, exibida pelo canal pago Globonews, em 2014. Por Luiz Carlos Ferreira Do Folha de São Paulo No programa, a atriz, hoje com 96 anos e cerca de uma centena de atuações no teatro, TV e cinema, contou que no primeiro ano de escola foi às lagrimas ao ver em seu livro escolar um capítulo sugerindo que o formato da cabeça do negro fazia com que ele fosse intelectualmente inferior aos demais seres humanos. Primogênita de dois irmãos, Ruth Pinto de Souza nasceu no Engenho de Dentro (Rio), em 12 de maio de 1921. Mudou-se ainda pequena com a família para um sítio no município de Porto ...

Leia mais
Foto: Sergio Zalis/Globo

Taís Araújo sobre entrada no “Saia Justa”: “Deu medinho”

Nova integrante do "Saia Justa", a atriz Taís Araújo falou ao site oficial do programa sobre a expectativa da estreia, em março, ao lado de Astrid Fontenelle e Mônica Martelli, além da quarta apresentadora do quarteto que será escolhida em breve. "Estou um pouco apreensiva, dá um medinho. Mas é gostoso também, é um programa que eu gosto, que tem temas que me interessam. Vai ser uma experiência interessante", afirma a atriz de 38 anos, que já comandou o "Superbonita", no mesmo canal, em 2006. Atualmente em cartaz com a peça "O Topo da Montanha", ao lado do marido Lázaro Ramos, no Rio, Taís revela alguns temas que gostaria de discutir no programa: educação, saúde, maternidade, questões de gênero. "Todos já foram debatidos no 'Saia', porque ele já tem muitos anos , mas sempre que eu via sentia falta de uma pergunta, de um ponto de vista diferente. Sentia vontade de estar ali. Tem ...

Leia mais
A apresentadora e "guru" de lifestyle saudável Bela Gil: "Opiniões vêm dos haters das redes sociais e não me assustam" (Foto: Daryan Dorneles)

Bela Gil fala sobre bullying e diz como é ter crescido tímida em família de artistas: “Queria ser a Preta”

Aos 27 anos, um programa inovador de culinária e um livro bestseller de receitas, Bela Gil diz não temer as críticas e conta como venceu o fardo de ser a "garota certinha" numa família fora dos padrões Com apenas 27 anos, um programa inovador de culinária natural e um livro de receitas, Bela Gil se tornou guru do estilo de vida saudável e virou bestseller. Também sofreu bullying por dar dicas improváveis, como churrasco de melancia e pó de cúrcuma para substituir a pasta de dente. Sétima filha de Gilberto Gil, diz que, se o ativismo do pai é na música, o dela é na comida – e é assim que pretende “mudar o mundo”. Determinada como a mãe, a empresária Flora Gil, venceu a timidez e o fardo de ter sido a “garota certinha” em uma família fora dos padrões. "Por ter pessoas com personalidades poderosas próximas a mim, ...

Leia mais
Página 1 de 2 1 2

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist