Guest Post »

Atrizes da TV Globo fazem campanha contra assédio sexual

Manifestações aconteceram após José Mayer ser acusado por figurinista; emissora diz que caso será apurado, ‘para que a verdade aflore’

por O Globo

Na manhã desta terça-feira, figurinistas, diretoras, atrizes e outras funcionárias da TV Globo se reuniram da emissora no antigo Projac, em Jacarepaguá, num ato de apoio à figurinista Su Tonani, que acusa o ator José Mayer de assédio sexual. A manifestação começou às 10h, simultaneamente ao uso das hashtags “mexeu com uma, mexeu com todas” e “Chega de assédio” em redes sociais. Sem mencionar o nome de José Mayer, várias atrizes, entre elas Sophie Charlotte, Drica Moraes, Alice Wegman e Tainá Müller postaram fotos em suas redes sociais vestindo camisetas com a frase “mexeu com uma, mexeu com todas”. Gloria Pires, Grazi Massafera, Bruna Marquezine, Camila Pitanga e Taís Araujo compartilharam a frase.

Em comunicado, a Globo informou que “decidiu não escalar José Mayer para a próxima novela das nove de Aguinaldo Silva, prevista para ir ao ar em 2018. Essa é uma atitude isenta e responsável da Globo de não dar visibilidade a uma das partes envolvidas numa questão que é visceralmente contra tudo em que a Globo acredita. E não é uma atitude isolada. A atitude da Globo será sempre essa. A de defender que casos como esse devem ser apurados, ouvindo e oferecendo todo apoio às duas partes, dando possibilidade para que a verdade aflore e criando condições para que não se repitam. Foi isso que fizemos. E é isso que sempre faremos”.

O assunto foi discutido na segunda-feira, em uma reunião na casa da atriz Taís Araújo. O encontro contou com a participação de um representante da Globo, que explicou as providências que estão sendo tomadas.

Após o ato de funcionárias nos estúdios da emissora na manhã desta terça, a comunicação da Globo soltou o seguinte comunicado:

“Temos conhecimento dessa iniciativa e ela é bem recebida, pois está absolutamente alinhada com as crenças e os valores da empresa. Nós, assim como nossos funcionários, defendemos a transparência, a liberdade de expressão e a mobilização para as causas nas quais acreditamos. Nossos funcionários e funcionárias que vierem vestidos com a camiseta terão como companhia nossos executivos e diretores. Com ou sem camiseta, o respeito é uma causa comum a todos. Não tem como ser diferente.”

Related posts