Guest Post »

Cabelos Crespos: identidade cultural, aceitação e empoderamento foi um dos subtemas da Feira de Ciências do CEPES 2019

Durante a Feira de Ciências 2019 do Colégio Estadual Professor Edgard Santos – CEPES, localizado na cidade de Governador Mangabeira (BA), a turma do 1º AM do Ensino Médio, escolheu como seu subtema – Cabelos Crespos: identidade cultural, aceitação e empoderamento, sendo a coordenação do professor de História – Luís Carlos Borges da Silva.

Por Luís Carlos Borges da Silva, no Blog do Professor Borges

nappy.co

A Feira foi realizada no dia 20 de setembro, com a temática: Criar, Inovar e Empreender: ações que otimizam nosso cotidiano, contando coordenação das áreas de Ciências da Natureza e Matemática. O evento foi visitado por diversas escolas do município, além de pessoas da comunidade mangabeirense. A seguir consta a forma como a turma do 1º AM estruturou sua apresentação acerca do subtema Cabelos Crespos.

1. INTRODUÇÃO

Cabelo não é só moda, é aceitação e identidade. Desde os anos 70, que o movimento negro no Brasil, luta pela valorização e respeito as pessoas que exibem seu black power (cabelos crespos) para a sociedade, sem medo de críticas e transcendendo o campo da beleza, servindo como ferramenta de aceitação e identidade cultural.

Na África os penteados sempre foram carregados de simbologia. Podiam indicar o status da pessoa, estado civil, identidade étnica, região geográfica e etc. A origem dos cabelos crespos no Brasil, está relacionada com a escravização de negros e negras a partir do século XVI.

2. OBJETIVO

Refletir acerca das características históricas e culturais dos cabelos crespos, bem como a sua aceitação e o empoderamento.

3. METODOLOGIA

A turma foi dividida em 5 grupos. O 1º ficou com a história e cultura. O 2º com vídeos e assuntos da internet, já o 3º, 4ª e 5º grupos aplicaram um questionário com alunas, alunos do CEPES e pessoas de comunidades do nosso município, que assumiram o cabelo crespo.

O questionário foi composto de 17 questões, a maioria objetivas, o qual foi respondido por 33 alunas e 28 alunos do CEPES, além de 39 pessoas de algumas comunidades do município de Governador Mangabeira.

4. RESULTADOS

A pesquisa proporcionou resultados diversos como:

a) cabelos crespos como identidade cultural;
b) o crescimento da divulgação na mídia sobre assuntos relacionados aos cabelos crespos;
c) a existência de várias maneiras de tratar os cabelos crespos, inclusive com receitas naturais;
d) os dados contidos no questionário revelaram que a maioria das pessoas assume o cabelo crespo por atitude própria, que contribui para elevar a autoestima.

Abaixo, constam algumas tabelas com resultados obtidos a partir da aplicação do questionário.

1. A sua opção por assumir os cabelos crespos está relacionada a qual aspecto?

2. A sua opção por assumir os cabelos crespos foi motivada por (pode escolher até 2 opções):

3. Ao assumir seu cabelo crespo, o que você considera que mudou em sua vida (pode escolher até 2 opções)?

4. Você já sofreu discriminação ou preconceito por assumir os cabelos crespos?

5. Você considera importante trabalhar com a temática cabelo crespo em sala de aula?

6. Você faz o tratamento ou a manutenção do seu cabelo crespo com produtos naturais, a base de frutas, óleo, azeite, ovos e outros?

Também, durante a apresentação a turma trouxe sugestões de receitas naturais de hidratação e gel que podem ser usados no cabelo crespo, além do acessório do laço.

Hidratação de tapioca

Ingredientes: 1 copo de água e 2 colheres de sopa de tapioca (hidratação se preferir).
Preparo: dissolva a tapioca na água ainda no copo, depois leve ao fogo até ficar homogêneo. Espere esfriar.
Aplicação – aplique no cabelo, após 30 minutos enxague os cabelos como de costume.
Benéficos: permite brilho e maciez aos fios, diminuindo o volume.

Hidratação do Pepino

Ingredientes: meio pepino e 50 ml de água.
Preparo – bata no liquidificador os ingredientes até formar uma mistura homogênea, em seguida coe a mistura e coloque em um recipiente.
Como usar: lave os cabelos com shampoo, retire os excessos com uma tolha e aplique a hidratação, deixe agir por 20 minutos, por fim enxágue os cabelos sem deixar resíduos e aplique um condicionador.

Gel de Linhaça

Ingredientes: 1 colher de sopa de semente de linhaça e 1 xícara de água mineral.
Preparo: Coloque uma xícara de água na panela, em seguida, adicione a colher de semente de linhaça. Deixar ferver por aproximadamente 10 minutinhos. Por fim, coe a mistura antes de esfriar. Prontinho!
Aplicação: com os cabelos molhados e limpos desembarace-os, depois, pegue um pouco do gel e aplique mecha por mecha – dando leves apertadinhas para formar os cachos.

Os Laços

São acessórios que nos últimos anos está sendo bastante usado por pessoas que assumem o cabelo crespo, também como forma de empoderamento e aceitação. Veja como produzir um laço:
Materiais: fita, pérolas, presilhas e cola de silicone.
Como fazer? Corta-se as fitas em tamanho padrão (50 a 70 cm), em seguida forma-se o laço, após o laço formado, cola-se as pérola e insere as presilhas.

Por fim, o 1º AM ofereceu como brinde as pessoas que visitavam o seu stand uma Bonecas Abayomi, a qual era feita na barra da saia das negras escravizadas dentro dos navio negreiros para dar de presente as suas filhas. A palavra Abayomi, é de origem ioruba e significa “encontro precioso”.

5. REFERÊNCIAS/FONTES

BARBOSA, Kátia Maria dos Santos. CABELO RUIM, QUAL O MAL QUE ELE TE FEZ? O Empoderamento da Beleza Negra no Ensino Fundamental II. Cachoeira: UFRB, 2017.

BLUM, Isis Gabrielly Slomp, et al. Cabelo Afro e a Estética: a valorização dos traços étnicos. Disponível em: https://tcconline.utp.br/?p=36614. Acesso em 13/09/2019.

QUESTIONÁRIOS 1º AM. Cabelos Crespos. Governador Mangabeira: CEPES, 2019.

Leia também

Ensino de história e cultura afro-brasileira e africana: Atividades desenvolvidas no Colégio Estadual Professor Edgard Santos – CEPES (2014-2018)

Related posts