Casa das Rosas recebe 1ª edição do ‘Xirê – Cultura, memória e identidade negra’

Neste sábado, dia 5, a Casa das Rosas recebe a 1ª edição do Xirê – Cultura, memória e identidade negra, evento que reúne encontros que abordam a produção cultural das mulheres negras, a partir de suas ações, intervenções e performances. O evento tem entradaCatraca Livre e acontece a partir das 14h.

Do Catraca Livre

A partir da produção cultural, a mulher negra constrói pontes entre experiências de autoras de diferentes idiomas e nacionalidades, como a crença na compreensão por meio da palavra e em sua capacidade de intervenção. Também serão criadas para estabelecer o elo entre cultura, memória e identidade negra.

Confira a programação:

14h às 14h30: Abertura do Xirê

14h45 às 15h15
Mesa temática: Mulher negra, mantenedora da mémoria, identidade e tradição cultural africana no Brasil
Palestrante: Raquel Trindade
Mediadora: Doné Kika de Gbessen – Oriashé

15h45
Sarafro
Abertura: MC Soffia
Com: Celinha Reis, Debora Garcia, Esmeralda Ribeiro, Emilia Alves, Irenita Lopes, Luana Hansen, Miriam Alves, Raquel Garcia, Rachel de Almeida, Sharalayne, Tula Pilar e Vanessa Soares

17h30
Encerramento
Com as expositoras: Ana Cristina, Irenita Lopes men, Inaia, Lucia Makena e Quilombhoje

Serviço

O QUE
Xirê – Cultura, memória e identidade negra
QUANTO
Catraca Livre
ONDE
Casa das Rosas
http://casadasrosas.org.br/

Avenida Paulista, 37
Bela Vista – Centro
São Paulo
(11) 3285-6986 | (11) 3288-9447

Estação Brigadeiro (Metrô – Linha 2 Verde)
Ver no mapa

  • Sáb 05/09 às 14:00

+ sobre o tema

Coletivo Luiza Bairros: conheça grupo que atua no combate ao racismo institucional na UFBA

A principal estratégia utilizada é na exigência do cumprimento...

Após reivindicação do movimento negro, sítio arqueológico no centro do Rio será preservado

Diferente das ossadas humanas descobertas durante escavações próximas à...

Agenda única de eventos em novembro celebra a consciência negra na UFMG

Iniciativa, que une comunidade e gestão, integra formação, informação...

A roupa que habito: Vestimentas e adereços reforçam identidade de pessoas negras a partir da estética africana

Indumentárias são usadas como símbolos políticos de resistência. Por Itana Alencar,...

para lembrar

Sociedade civil realiza reuniões para formação de Comitês Gestores de distribuição de alimentos

Comitês Gestores Estaduais vão dar maior efetividade e transparência...

Conjuração Baiana foi a primeira revolta social do Brasil

  A Conjuração Baiana, também conhecida como Revolta dos Búzios...

Zumbi é homenageado em cavalgada pela liberdade

Doze horas a cavalo pelas serras da Barriga...

ONU aprova Década do Afrodescendente a partir de 2013

Luciano Nascimento Repórter da Agência Brasil Brasília - O ano de...
spot_imgspot_img

Por que Bob Marley é um ícone dos direitos humanos

Ao se apresentar em junho de 1980 na cidade alemã de Colônia, Bob Marley já estava abatido pela doença. Ainda assim, seu carisma fascinou...

‘Ah, se não Fosse o Ilê Aiyê’: bloco afro mais antigo do país celebra 50 anos de resistência e pioneirismo

Se o bloco afro mais antigo do país enfrentou resistência ao desfilar pelo circuito de Carnaval de Salvador (BA) pela primeira vez, em 1975,...

Camisa Verde e Branco abre hoje desfile do grupo especial em SP

A escola de Samba Camisa Verde e Branco abre hoje (9), às 23h15, a primeira noite de desfiles das escolas de samba do Grupo Especial...
-+=