sexta-feira, maio 27, 2022
InícioQuestão RacialCasos de RacismoCasal que usou máscara nazista em Walmart dos EUA ficará proibido de...

Casal que usou máscara nazista em Walmart dos EUA ficará proibido de entrar no mercado por um ano

A CNN estadunidense repercutiu, ao longo desta última semana, o caso de um casal que circulou por um supermercado Walmart, na cidade de Marshall, em Minnesota, utilizando máscaras faciais com suásticas, no último dia 25.

Apesar da legislação dos EUA proibir apologia ao nazismo, o casal não foi autuado pela polícia, mas foi confrontado por uma mulher que presenciou a cena e que é bisneta de um combatente alemão que lutou na resistência contra o nazismo nas décadas de 1930 e 1940.

“Eu disse a mim mesma que se eu não dissesse nada agora, o que a minha bisavó fez ao arriscar a vida dela todos aqueles anos lutando contra a primeira onda de nazistas?”, relatou Raphaela Mueller à CNN. “Você não pode usar essa máscara. Não pode. Nós tivemos literalmente uma guerra a respeito disso”, teria dito a mulher ao casal.

O homem e a mulher com a suástica, então, teriam respondido que não são nazistas, e que apenas queriam alertar para o risco que os EUA sofreriam com uma possível vitória de Joe Biden, candidato do Partido Democrata, na próxima eleição presidencial.

“Eu não sou nazista. Eu estou tentando mostrar o que vai acontecer nos Estados Unidos. Se você votar em Biden, você estará na Alemanha Nazista. Vai ser assim que vai ser”, teria dito o casal, adicionando ainda que os EUA estão vivendo o “socialismo” – discurso parecido com os defensores do presidente Jair Bolsonaro e críticos da esquerda.

Em entrevista, o prefeito de Marshall, Bob Byrnes, afirmou que a cena observada não representa sua cidade. “O incidente que aconteceu no sábado foi apenas um pequeno recorte e não reflete a realidade de toda a cidade de Marshall. Nós estamos surpresos que isso foi revelado em algum lugar de Minnesota. É infeliz que isso tenha acontecido na nossa comunidade”, declarou.

À mídia local, a polícia informou que não autuou o casal, mas que avisaram que eles serão presos caso repitam o gesto.

Uma porta-voz do Walmart, Delia Garcia, por sua vez, disse em nota que o episódio foi “lamentável” e que o casal será proibido de entrar nos supermercados da rede por um ano.

Artigos Relacionados
-+=