Caxias premia vencedores do X Concurso de Poesias

 

A Secretaria de Cultura e Turismo e a Academia Duquecaxiense de Letras e Artes (ADLA) realizaram, na noite de terça-feira (22/11), a solenidade de premiação dos vencedores do X Concurso de Poesias de Duque de Caxias, no Teatro Municipal Raul Cortez. O concurso teve como tema “O Negro e a Sociedade Brasileira”, acompanhando a orientação da ONU, que definiu 2011 como o Ano Internacional do Afro Descendente”. O homenageado foi o poeta e ativista negro Solano Trindade, que residiu durante muitos anos no município. O projeto contou com o apoio da Feira do Livro-RJ e da agência de intercâmbio WorldStudy. A Secretaria e a ADLA vão organizar uma publicação com os melhores trabalhos inscritos.

A cerimônia, aberta pelo secretário de Cultura e Turismo Gutemberg Cardoso, teve apresentação do cantor e compositor Chiquinho Maciel e do percussionista Carlos Lima, além de intervenções teatrais sobre a obra de Solano Trindade, com alunos do curso de artes cênicas da Casa Brasil de Imbariê, e leituras dramáticas das obras vencedoras.

Godina solano Trindade, filha do homenageado, recebeu uma placa dos organizadores do concurso, acompanhada do professor Newton Menezes, um dos amigos que Solano fez em Duque de Caxias nos anos em que morou na cidade. Outro momento de destaque foi a exibição de trechos do documentário “O Vento Forte do Levante”, que aborda a vida do poeta.

A Comissão Julgadora (categoria Adulto) foi formada por Penha Santiago (poetisa e artista plástica), Rodrigo Dutra (historiador e documentarista), Rosemary Gonçalo Afonso (mestre em Letras Vernáculas / especialista em Literatura Portuguesa e Africana), Hellenice de Souza Ferreira (especialista em Arteterapia/Bacharel em Filosofia) e Eduardo Ribeiro (poeta, jornalista e ativista cultural). A categoria Infantil foi integrada por Marcia Oliveira Ferreira (pedagoga/licenciada em Artes Visuais), Bárbara Regina dos Anjos David (especialista em Língua Portuguesa / licenciada em Português–Italiano) e Cintia Barreto (mestre em Literatura Brasileira / licenciada em Letras).

Lista dos vencedores

Categoria (até 15 anos): 1º lugar (R$ 500), Thayná do Valle Alcântara (poema “O sofrimento do negro”), 2º Lugar (R$ 400), Flávio Anthony Andrade de Jesus (“Coisas de negros”), 3º Lugar (R$ 300). Felipe Benett Vilela de Andrade (“Negro que te quero negro”) e Prêmio Originalidade (R$ 300), Lavínia Guedes Vilela de Andrade (“Liberdade”). As Menções Honrosas foram para Clara de Lima Santos da Silva Ribeiro (“Negritude brasileira”), Vitória Cardoso (“Poesia do negro”) e Elisa Telles Silva dos Santos (“Sou um negro brasileiro”).

Categoria (16 anos em diante): 1ª Lugar (R$ 800), Leandro Rosetti de Almeida (poema “Nego batuque”), 2º Lugar (R$ 600), Luiz Gustavo Silva de Oliveira (“Senzala favela”), 3º Lugar (R$ 400), Andre Telucazu Kondo (“A cor dessa nação”) e Prêmio Originalidade (R$ 400), Raife Jeferson Santos de Lima (“Meu amigo melancia”). Menções Honrosas: José Francisco da Costa (“Um menino negro”), Valéria Correia Lourenço (“Indio afro branco descendente”) e Carine Caetano de Oliveira (“Camaleão”).

 

 

Fonte: BaixadaFacil

+ sobre o tema

para lembrar

Para barrar haitianos, Brasil tenta acordos com serviços secretos

Agência Brasileira de Inteligência e Polícia Federal acionam parceiros...

Bolsas para graduação no Brasil

Estudantes de 24 países africanos podem tentar uma vaga...

Black Eyed Peas faz em Fortaleza o show que levará para a Apoteose

A esperada turnê do grupo americano The Black Eyed...

Conheça histórias de luta contra o racismo no Brasil

No  Brasil, racismo é crime. Mas foi necessária muita...
spot_imgspot_img

Spcine marca presença no Festival de Cinema de Cannes 2024 com ações especiais

A Spcine participa Marché du Film, evento de mercado do Festival de Cinema de Cannes  2024 e um dos mais renomados e influentes da...

Carnaval 2025: nove das 12 escolas do Grupo Especial vão levar enredos afro para a Avenida

Em 2025, a Marquês de Sapucaí, com suas luzes e cores, será palco de um verdadeiro aquilombamento, termo que hoje define o movimento de...

iAMO lança seu programa de residência artística audiovisual durante Festival de Cannes

O Instituto Audiovisual Mulheres de Odun (iAMO), presidido pela cineasta Viviane Ferreira, anuncia na sexta-feira, 17 de maio, o lançamento do seu Programa de...
-+=