Coletivo Kukuru Itan realiza oficina gratuita de teatro de Nanã para idosos durante o mês de junho

Atividades acontecem no CEU Alvarenga, no Centro Cultural Grajaú, no CEU São Mateus e no Centro Cultural Penha

Com a missão de valorizar a identificação de idosos racializados, sobretudo negros, o Coletivo Kukuru Itan criou a oficina de teatro de Nanã, que acontece durante o mês de junho em vários centros culturais e CEUs da cidade de São Paulo. As atividades são gratuitas e serão ministradas por Ingrid Alecrim e Miguel Estevão.  

As oficinas acontecem nos dias 18 de junho, das 13h às 16h30, no CEU Alvarenga; 22 de junho, das 13h às 16h30, no Centro Cultural Grajaú; 25 de junho, das 9h às 12h30, no CEU São Mateus; e 29 de junho, das 10h às 13h30, no Centro Cultural Penha. 

Os encontros são destinados ao público a partir de 60 anos, com ou sem experiência na linguagem do teatro. Cada oficina recebe até 20 alunos e as inscrições são feitas por este link aqui: https://forms.gle/BxFhPcCZMcHwK7EA8 – basta selecionar o local da sua preferência e preencher o formulário respectivo. Para quem tiver dificuldade, os próprios espaços culturais auxiliam na inscrição online. É só ir presencialmente e tirar as dúvidas. 

Como a ideia do Coletivo Kukuru Itan é dialogar com as heranças culturais afrodiaspóricas, a oficina tem como tema um conto iorubano da orixá Nanã sobre a criação do ser humano. O grupo vai trabalhar a consciência corporal pessoal, a manipulação de bonecos e o jogo cênico.  

Conteúdo da oficina Nanã

Durante 3h30, os alunos aprendem sobre a importância dos orixás para o povo iorubá, a contribuição dos iorubás para a cultura brasileira e as relações entre religião e cultura, além de discutirem intolerância religiosa e racismo. 

Além disso, os participantes fazem uma boneca abayomi, elaborada com panos coloridos cortados e feita somente com amarrações, assistem a uma contação de história e participam de um exercício corporal inspirado nos elementos da natureza presentes na narrativa apresentada (água, terra, fogo, vento, madeira e pedra). 

Depois de entender todas as potencialidades do corpo, o público inicia uma fase de experimentação livre para a manipulação das bonecas, descobrindo maneiras de unir tudo o que foi aprendido. Neste momento, os oficineiros compartilharão suas experiências e darão dicas.

Por fim, as pessoas se juntam em grupos para construir uma cena de até 3 minutos que será apresentada para todo mundo. Para inspirar as criações, serão distribuídos contos iorubanos impressos. 

Ingrid Alecrim e Miguel Estevão – Crédito Duda Viana

Este projeto foi contemplado pelo Programa para Valorização das Iniciativas Culturais no Estado de São Paulo – VAI. 

Sobre o Coletivo Kukuru Itan

Formado por artistas-educadores pretos das periferias sul e leste da cidade de São Paulo, o Coletivo Kukuru Itan nasce em novembro de 2022 a partir de uma conversa sobre a importância de transmitir a cultura afrodiaspórica para as novas gerações e as distintas maneiras de realizar essa transmissão. O resultado foi a escolha pelo trabalho com contação de itans (lendas iorubanas) e realização de oficinas teatrais prioritariamente para o público infantil.   

O grupo acredita que é necessário estabelecer caminhos que reconfigurem saberes, sujeitos e histórias para além do que é ensinado nas escolas. Para os artistas, é primordial para as camadas da infância e da juventude entrar em contato com a história afro-brasileira, uma vez que esse conhecimento lhes é negado.  

SERVIÇO
Oficina de teatro para idosos de Nanã
Público-alvo: pessoas a partir de 60 anos
Link de inscrição: https://forms.gle/BxFhPcCZMcHwK7EA8

 CEU ALVARENGA
Data:  18 de junho, das 13h às 16h30
Endereço: Estr. do Alvarenga, 3752 – Balneário São Francisco

CENTRO CULTURAL GRAJAÚ
Data: 22 de junho, das 13h às 16h30
Endereço: R. Prof. Oscar Barreto Filho, 252 – Parque America

CEU SÃO MATEUS
Data: 25 de junho, das 9h às 12h30
Endereço: R. Curumatim, 201 – Parque Boa Esperança

CENTRO CULTURAL PENHA
Data: 29 de junho, das 10h às 13h30
Endereço: Largo do Rosário, 20 – Penha de França

+ sobre o tema

Abolicionista negro será reconhecido pela OAB

Luiz Gonzaga Pinto da Gama, abolicionista negro que libertou...

A marcha do FSM e a vivíssima Primavera Árabe

Aproximadamente 40 mil pessoas marcharam ontem da Praça 14...

Primeiro trailer de Aladdin mostra Will Smith azul no papel do Gênio

Versão live-action da animação de 1992 estreia em 23...

para lembrar

Aleijadinho

Cristo carregando a cruz, Santuário de Congonhas do Campo Antônio...

Corpo-imagem: ecos e reflexos da negritude

Exposição multimídia projeta imagens que reverberam nuances e crenças...
spot_imgspot_img

Da fofoca às janelas do Brasil, exposição evidencia africanidade que vive em nós

Depois da fofoca e de um cafuné no meu caçula, tentei tirar um cochilo, mas terminei xingando uma cambada de moleques que cantavam "Tindolelê" na rua. A frase ficou meio maluca, mas essa loucura tem seu método...

SP: mostra de cinema Léa Garcia – 90 Anos celebra obra da artista

A mostra inédita Léa Garcia - 90 anos, que começa neste sábado (25), celebra a obra da renomada artista do cinema nacional, que morreu em...

Brasileiro dirige único teatro negro da Alemanha

"Ainda tenho um milhão de coisas para fazer", diz Wagner Carvalho, diretor artístico do teatro Ballhaus Naunynstrasse em Berlim, poucas horas antes da estreia da noite. Wagner não...
-+=