Com Mandela de presente, África do Sul se despede da Copa do Mundo

Ex-presidente compareceu ao Soccer City e deu ainda mais brilho à bela cerimônia de encerramento do torneio

 

Em 21 idiomas, incluindo o português, a África do Sul agradeceu ao mundo pela oportunidade de sediar a Copa. Mas logo depois, proporcionou um dos grandes momentos do torneio. Em um carrinho de golfe, surgiu Nelson Mandela. O maior herói da história sul-africana entrou em campo para saudar a torcida e ver de perto mais um passo de sua grande obra. Risonho, de gorro e casaco pesado, sorria e acenava para milhares de súditos na arquibancada.

Foi o grande momento da cerimônia de encerramento do Mundial. O adeus começou na escuridão. As vuvuzelas silenciaram para a despedida, a pedido da organização. Com o gigantesco Soccer City praticamente todo apagado, canhões de luz miravam o céu e a contagem regressiva começava. A partir do dez, o público contou junto os momentos finais da primeira Copa do Mundo da África. Fogos se encontraram no céu e lá embaixo, no gramado, um sol apareceu. Era o primeiro sinal do show de tecnologia que viria a seguir.

Do sol passou-se aos planetas, até que se chegasse ao planeta futebol.

No gramado, centenas de pessoas se uniram para formar uma vuvuzela gigante e anunciar a primeira atração da noite. Em um palco montado na lateral do campo oposta à da entrada dos jogadores, a cantora colombiana Shakira surgiu. Ao lado da banda sul-africana Freshlyground, cantou ‘Waka Waka’, o tema oficial do Mundial.

No fim da apresentação, dançarinos formaram as palavras “For África”, “para a África”, em português, saudando a primeira Copa do continente. Voltou o show de animação, para mostrar, em vídeo no centro do gramado, lances da Copa do Mundo de 2010. Depois, vieram as bandeiras dos 32 países participantes, que, juntas, formaram o desenho do continente africano.

Em seguida, 13 elefantes brancos entraram no gramado. Eram, na verdade, dançarinos que comandavam enormes bonecos. Eles caminharam até o centro do campo, onde uma animação mostrava um lago. Beberam água e foram embora, enquanto no reflexo da água via-se novamente outros lances da Copa.

Duas atrações musicais depois, a animação final. Dois blocos de pessoas formaram as bandeiras dos finalistas. Holanda de um lado, Espanha do outro e a taça da Copa do Mundo no centro. Fogos saudaram as duas seleções e lembraram que a grande festa, de exatos 31 dias e 64 jogos, termina com elas, na grande decisão. Com a bênção de Mandela.

fotos-da-copa-fim-2

fotos-da-copa-fim-3

Fonte: Globo Esporte

+ sobre o tema

Oscar refletiu as transformações da sociedade americana, por Joel Zito Araujo

Premiação consagrou não só a diversidade de raça, mas...

Boko Haram: Os talibãs negros

Boko Haram: duas palavras que têm o mérito de...

O que Africanos acham do Brasil? – Angola e Cabo Verde

Do Facebook de Julia Jolie Entrevista que Julia Jolie fez com os...

para lembrar

spot_imgspot_img

Aos ‘parças’, tudo

Daniel Alves da Silva, 40 anos, 126 partidas pela Seleção Brasileira, 42 títulos, duas vezes campeão da Copa América e da Copa das Confederações,...

Mbappé comunica ao PSG que vai sair do clube ao fim do contrato

Mbappé comunicou à diretoria do Paris Saint-Germain que vai deixar o clube ao fim do contrato, o qual se encerra em junho. A informação foi dada...

Costa do Marfim venceu o CAN 2024

Já é conhecido o vencedor da 34ª edição do Campeonato Africano das Nações de futebol: a Costa do Marfim. Primeira parte: vantagem Nigéria A selecção nigeriana, que tinha...
-+=