Com presença de Maria da Penha, Galo lança campanha de combate à violência contra a mulher

Campanha ‘Não se Cale’ é promovida pouco antes do Dia Internacional da Mulher

Do Superesportes

Maria da Penha faz parte da campanha de combate à violência contra a mulher (Reprodução/Superesportes)

O Atlético lançou, na tarde desta sexta-feira, a campanha ‘Não se Cale’, de combate à violência contra a mulher. O projeto conta com apoio do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e do Instituto Maria da Penha, principal símbolo da luta pela punição a esse tipo de crime no Brasil.

O clube escolheu esta sexta-feira para lançar a campanha por conta da proximidade do Dia Internacional da Mulher, que é celebrado em 8 de março. A ação do Atlético envolve, inclusive, a presença de Maria da Penha no Independência neste domingo, quando o time alvinegro enfrentará o Cruzeiro. A partida vale pela nona rodada do Campeonato Mineiro.

Segundo o clube, a ideia da campanha é “promover conscientização em torno do problema, ressaltando a importância de denunciar casos de agressão e procurar ajuda nos órgãos especializados”. Para denunciar casos de violência contra a mulher, basta discar 180.

Maria da Penha

Em 1983, Maria da Penha Maia Fernandes dormia quando foi baleada pelo marido, Marco Antônio Heredia Viveiros. O ocorrido a deixou paraplégica. Outras tentativas de assassinato foram colocadas em prática antes de ela decidir procurar a Justiça.

Maria da Penha procurou a Justiça e deixou a casa, com as três filhas. Dezenove anos depois, seu agressor foi condenado a oito anos de prisão. Por meio de recursos jurídicos, ficou preso apenas dois anos e foi solto em 2002.

O episódio chegou à Comissão Interamericana dos Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) e foi considerado, pela primeira vez na história, um crime de violência doméstica.

Em 2006, foi sancionada a Lei 11.340, que leva seu nome, Lei Maria da Penha, e cria mecanismos para coibir e prevenir a violência doméstica e familiar contra a mulher.

Maria da Penha também é fundadora do Instituto Maria da Penha, uma ONG sem fins lucrativos de combate à violência doméstica e à violência contra a mulher.

Problemas

Recentemente, o Atlético se envolveu em polêmicas de gênero. Em 2016, o clube foi amplamente criticado por promover, ao lado da DryWorld, um desfile machista para apresentar o novo uniforme. Na ocasião, homens desfilaram com roupas tradicionais, associadas ao futebol; as mulheres, por sua vez, vestiram roupas que tornaram o ambiente sexista.

Em 2017, um grupo de torcedoras cobrou um posicionamento do clube sobre o episódio que envolveu Robinho. A Justiça italiana condenou o atacante por estupro de uma jovem albanesa, em decisão que cabe recurso. O Atlético se calou no episódio.

A campanha ‘Não se Cale’ também é uma tentativa da nova diretoria, comandada pelo presidente Sérgio Sette Câmara, de se reposicionar diante das polêmicas recentes – que ocorreram sob o comando do ex-mandatário Daniel Nepomuceno.

 

+ sobre o tema

Casos de feminicídio aumentaram mais de 40% em Sergipe no ano de 2021

Os casos de feminicídio aumentaram mais de 42% em...

Cultura e representatividade das mulheres

Sambista e deputada estadual pelo PCdoB de São Paulo,...

Brasil não avançou no enfrentamento concreto ao racismo, diz ativista

Os números não deixam espaço para dúvidas: entre as...

para lembrar

SPM divulga campanha institucional em comemoração ao Dia Internacional da Mulher

Com o slogan: "Quando as mulheres transformam a sua...

29 coisas que nós mulheres evitamos fazer porque tememos por nossa segurança

Estas são algumas das maneiras comuns das mulheres alterarem...

Mulheres estão sendo convocadas para agir em defesa de seus direitos na ONU!

Na semana seguinte ao Dia Internacional da Mulher, em...

10 artistas feministas que devemos celebrar

A escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie se preocupa com...
spot_imgspot_img

Maria da Conceição Tavares: quem foi a economista e professora que morreu aos 94 anos

Uma das mais importantes economistas do Brasil, Maria da Conceição Tavares morreu aos 94 anos, neste sábado (8), em Nova Friburgo, na região serrana do Rio...

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Novas pesquisas mostram que meninas nos EUA estão tendo sua primeira menstruação mais cedo. A exposição ao ar tóxico é parcialmente responsável. Há várias décadas, cientistas ao redor do...

Leci Brandão recebe justa homenagem

A deputada estadual pelo PC do B, cantora e compositora Leci Brandão recebe nesta quarta (5) o Colar de Honra ao Mérito Legislativo do...
-+=