Guest Post »

Confira atividades que celebram o Dia da Mulher Negra

Entre os destaques estão duas apresentações da cantora Nãnan Matos

Por Devana Babu, Do Correio Braziliense 

Nãnan Matos, mulher negra, caracterizada para a sua apresentação
Nãnan Matos se apresenta hoje, na Casa Akotirene, em Ceilândia e amanhã, na Caixa Cultural (foto: Bruno Pinheiro)

Hoje é o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra. A data é comemorada desde 1992, a partir do I Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-caribenhas, na República Dominicana, e foi instituída por lei, no Brasil, em 2 de junho de 2014. Tereza de Benguela foi uma líder quilombola do século 18, cuja história de resistência e conquistas é lembrada na data. O Diversão & Arte selecionou algumas atividades da semana que continuam esse legado.

Nãnan canta África

A cantora Nanãn Matos, artista de destaque no DF, encerra amanhã, na Caixa Cultural, a temporada do espetáculo Nãnan canta África. Calcado na trajetória e na produção autoral da cantora, o show reverencia a cultura tradicional africana e afrodiaspórica, tecendo um diálogo musical entre as raízes e a contemporaneidade. “O show foi pensado para acontecer neste mês, que comemora a mulher afrolatina e caribenha, a presença da nossa expressão cultural”, diz a cantora.

No show, será lançado o single Oriki Ti Iemonja, um cântico religioso em iorubá, primeiro single do álbum que está por vir. Haverá ainda participações especiais de Realleza e Preto Cosmos, dois jovens artistas negros em ascensão. “O show tem uma pegada mais afrofuturista e mais groovy”, antecipa. “A data é importante para conseguir ocupar os espaços de direito, concedendo atividades que resgatem a contribuição da áfrica no Brasil, da qual nos somos a continuidade.”

A cantora reconhece que há muito o que fazer, mas também há o que comemorar. “A gente ainda está numa fase de abrir os caminhos, um momento bem inicial, mas há que se considerar que existem alguns espaços nas quais a nossa presença tem sido protagonista. Estamos acessando mais informação, e já realizamos nossos próprios projetos, sem contar com pessoas que não fazem parte da nossa história”, considera. “É um triunfo, e temos que agradecer aos nossos antepassados”.

Julho das Pretas

Nãnan Matos cantará também, hoje, na Casa Akotirene (QNN 23 conjunto J, casa 35, Ceilândia Norte), no segundo dia de atividades do Julho das Pretas. Desde ontem, e até sábado, a casa de cultura ocupada e gerida por pessoas negras oferecerá uma série de apresentações culturais e rodas de conversas que valorizam o protagonismo da raça, com entrada franca. “Resolvemos fazer uma programação prolongada discutindo nossas demandas que não cabem no dia da mulher”, afirma Joice Marques, uma das integrantes.

Black is Beautiful

Desde 18 de julho, a Ocupação Contém vem realizando um cineclube temático, todas as quintas-feiras, na Piscina com Ondas desativada do Parque da Cidade. Na edição de hoje, com o tema Black is Beautiful, serão exibidos dois filmes produzidos por diretores negros: o curta-metragem documental Das raízes às pontas, da cineasta brasiliense Flora Egécia, e o longa Infiltrado na Klan, de Spike Lee, votado pelo público. A sessão começa às 19h, com entrada franca.

Carlos e Tereza

Já a banda carioca El Efecto lança hoje o clipe da música Carlos e Tereza, do disco Memórias do fogo (2018). Com os versos “Mas tu tem que lembrar – com orgulho! 25 do mês de julho!” e “Mas tu tem que lembrar – eu me lembro! Do dia 4 de novembro!”, o clipe faz referência à homenageada de hoje, à data do assassinato de Carlos Marighela e estabelece uma relação com o assassinato de Marielle Franco, que ocorreu, coincidentemente, 12 dias após o lançamento do álbum.

Related posts