Tag: julho das pretas

    Tereza de Benguela (Foto: Wikimedia Commons)

    Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha: tempos de luta, de luto, e de resistência à violência contra as mulheres negras

    Nesse momento de grandes sobressaltos e de tantas incertezas, venho oferecer meu afetuoso abraço a todas aquelas que fazem deste mundo um lugar de acolhimento, compreensão e de concórdia. Pois, são inúmeras as atribulações, a correria que mal temos tempo de olhar para nós mesmas e de nos reconhecermos como aquelas que também precisam de cuidados, de atenção e de escuta. Afeto é doação, é compartilhar o que se tem, independente de quantidade, mas sim, o valor legítimo dessa afetuosidade em forma de empatia. Mulheres negras se levantam todos os dias do ano para enfrentar o racismo o sexismo, mas no 25 de julho Dia da Mulher Afro Latino e Caribenha e Dia Nacional de Tereza de Benguela, são mais altivas para que outras mulheres negras não precisem passar pelas mesmas situações vexatórias, as quais muitas já vivenciaram. É necessário rememorar que as principais conquistas neste campo foram auferidas por ...

    Leia mais
    Rosane Borges (Reprodução/Twitter)

    O racismo e as mulheres negras

    Num contexto em que as reações antirracistas sacodem a boa consciência da comunidade planetária, deslocando episódios brutais do lugar monótono da trivialidade cotidiana para o campo do intolerável, pesquisa recente da consultoria IDados, divulgada nas últimas semanas, reafirma que o fosso social no Brasil tem um fundamento de exclusão invariável: o racismo. Mas, note-se: mesmo com os dados desfilando persistente e constrangedoramente à nossa frente, relutamos em juntar os pontos, procuramos atalhos para justificar a magnitude da desigualdade como forma de evitar o confronto com o racismo tal como ele é: profundo, estrutural, que perdura no tempo, se efetua a revelia das boas intenções, sobrevive com obstinação, o que demonstra como as camadas espessas da colonização e da escravidão até hoje cobrem o nosso tecido social, sobrevivendo com tenaz resistência aos humores dos tempos. Certamente, a pesquisa da IDados não traz nada de novo, mas serve de alerta, em contexto ...

    Leia mais
    (Foto: RAWPIXEL.COM- Nappy)

    Encontro discute trajetória das mulheres negras nas universidades

    Com o tema Política Institucional das Universidades e a Trajetória das Mulheres Negras, o Escritório USP Mulheres realizará o primeiro Encontro USP Mulheres Negras, Latino-Americanas e Caribenhas, nos dias 23 e 24 de julho, com a presença de profissionais, especialistas e pesquisadoras para analisar quatro grandes questões sobre o assunto. Equalizar as oportunidades na carreira docente; apoiar a trajetória acadêmica de mulheres; discutir gênero e política institucional; e inovar propondo medidas antidiscriminatórias são as linhas de debate nos dois dias do encontro. A abertura contará com a participação do reitor da USP, Vahan Agopyan, e com a coordenadora do Escritório USP Mulheres, a professora Maria Arminda do Nascimento Arrudada, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP. O encerramento terá a leitura de um documento elaborado a partir das apresentações realizadas. O evento terá transmissão on-line pelo Youtube neste link e para participar não é necessário fazer ...

    Leia mais
    Reprodução/Facebook

    Marcha das Mulheres Negras de SP acontece com programação online neste sábado

    Será realizada neste sábado (25) a Marcha das Mulheres Negras de São Paulo, a partir das 14h. O evento, que ocorre pelo quinto ano seguido, será organizado de maneira digital devido à pandemia do coronavírus, mas também contará com manifestações presenciais. Além de reivindicar seus direitos, as mulheres se manifestarão contra o projeto genocida em todas as esferas de governo. A Marcha busca conectar pessoas por meio do mote “Nem cárcere, nem tiro, nem Covid: corpos negros vivos! Mulheres negras e indígenas! Por nós, por todas nós, pelo bem viver!”. A manifestação vai apresentar uma programação online e intervenções de rua que serão transmitidas ao vivo no sábado, Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha e Dia Nacional de Teresa de Benguela. A programação começará a ser transmitida às 14h e contará com encontros e discussões sobre ancestralidade, apresentação musical, sarau literário e programação infantil, além de questionamentos sobre ...

    Leia mais
    (Foto: Adobe)

    O Julho é das Pretas; o racismo é todo seu

    O Julho é das Pretas. Em julho, honramos o Dia de Tereza de Benguela, para a discussão das desigualdades de gênero e raça. Para a mulher negra, nunca houve um dia de festa, flores, cuidado e aconchego. Vivemos num mundo que não enxerga a mulher negra pela pessoa que é, mas pelos recursos que fornece, pelas ferramentas que oferece. A mulher negra ainda é a carne mais barata do mercado, o gadget mais útil da loja. Mas o Julho… É delas. Por ela, o mês é todo delas. A nós, a cidadania é sistematicamente negada. E por isso, é necessário que tenhamos um Julho das Pretas. É necessário refletir sobre tudo que somos, sobre os passos que demos - eles vêm de muito longe - e que ainda vamos dar. Precisamos falar de Tereza de Benguela para entender isso. Precisamos falar desta mulher negra, quilombola, estadista, empreendedora, líder. esposa, filha, ...

    Leia mais
    Tereza de Benguela

    Caruaru celebra ‘Semana da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha’

    Inicia nesta quarta-feira (22), a programação alusiva à Semana da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha. O evento está sendo realizado pela Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM), junto com o Conselho Municipal da Mulher de Caruaru (CMM), no Agreste de Pernambuco. O encontro virtual vai debater temas como o impacto da pandemia do novo coronavírus sobre a vida das mulheres negras. A programação contará com palestras e orientações, com foco na autonomia financeira, saúde mental, enfrentamento à violência e combate ao racismo. Para participar basta acessar o site e se inscrever, conforme as orientações. Confira a programação: Quarta-feira (22): Cidadania: Mulher Negra e empreendedorismo, incentivo a autonomia econômica. Facilitadoras: Marília Brandão e Julia Lira Mediadora: Tamyres Cardoso 19h Quinta-feira (23): Beleza: Transição Capilar em Tempos de Pandemia (Salão Afro Hair) 19h Sexta-feira (24): Enfrentamento a violência e saúde mental da mulher negra em tempos de pandemia : uma importante ...

    Leia mais
    Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

    Debates virtuais sobre direitos e lutas marcam programação alusiva ao Dia da Mulher Negra

    Iniciou nesta segunda-feira (20) e segue até o dia 26 o evento online promovido pelo Núcleo de Pesquisa e Documentação das Expressões Afro-Religiosas do Oeste do Pará e Caribe (NPDAFRO), vinculado à Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), com o tema "Mulheres Negras: Rompendo o silêncio". A programação celebra o Dia Internacional da Mulher Afro-Latina, Americana e Caribenha e o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra, comemorados no dia 25 de julho. O evento discute questões como a luta por direitos, religiosidade e experiências da mulher negra na pesquisa antropológica. As lives com pesquisadores e ativistas são transmitidas pelo Instagram (@npdafro_ufopa). Na abertura da programação o tema discutido foi: "Mulheres de Axé na vanguarda da Luta do Povo Negro”, com a participação de Mãe Dora de Oyá (Yalorisá do Ilê Axé Tojú Labá/Brasília) e mediação de Beatriz Moura, antropóloga e professora da Ufopa. Programação: 21/07 ...

    Leia mais
    Reprodução/Facebook

    ‘Festival Latinidades’ tem programação linda sobre representatividade

    Bora valorizar a cultura e as narrativas das mulheres negras latino-americanas? Esta é justamente a proposta do Festival Latinidades, que chega a sua 13ª edição com uma edição totalmente online, com mais de 60 atrações, entre bate-papos, shows, danças, recitais de poesia, espaço infantil, vivências e oficinas. A mostra é gratuita e acontece entre os dias 22 e 27 de julho, com atividades transmitidas no Instagram @afrolatinas, no Facebook @Festivallatinidades e no YouTube. Confira a programação completa aqui. Com o tema “Utopias Negras”, a 13ª edição do Festival Latinidades homenageia três grandes mulheres: Mãe Dalva Damiana, da Irmandade da Boa Morte, na Bahia; a cantora carioca Elza Soares; e a atriz e escritora Elisa Lucinda, fundadora do projeto Casa Poema. A programação reúne convidadas de todas as regiões brasileiras e dos seguintes países Colômbia, Guiné Bissau, Nigéria, Barbados, Haiti, Costa Rica, Cuba, Jamaica e Etiópia. A proposta do festival é ser uma plataforma de formação, cultura, inovação, ...

    Leia mais
    Primeira Marcha das Mulheres Negras em 2015, em Brasília (Foto: Thaís Mallon/Divulgação)

    Prefeitura do Rio celebra Semana da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha

    A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, realiza uma série de ações online pelo Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, comemorado neste sábado (25). Lives, bate-papos e publicações que trazem vozes de referências na Cultura e na luta das mulheres negras em todo país. Começando pelo #FalaPreta, a Secretaria traz em suas redes sociais diariamente vídeos com depoimentos de mulheres negras sobre o dia 25 de julho, que também é Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra, instituído pela Lei nº 12.987/2014. Nomes como Zezé Motta, Helena Theodoro, Sandra de Sá e Flávia Oliveira, falarão sobre a importância da luta das mulheres negras em seus diferentes territórios e ocupações. Pensando nisso, o Museu da História e da Cultura Afro-brasileira (MUHCAB), realiza a 1ª Semana Tereza de Benguela, com publicações diárias, live sobre “O racismo no sistema judiciário” e Live poética com ...

    Leia mais
    Flávia Oliveira (Foto: Arquivo/ O Globo)

    Julho das Pretas

    Um mês depois de a multidão indignada arrancar do pedestal — e lançar num rio de Bristol, no Reino Unido — a estátua do comerciante de escravizados Edward Colston, uma mulher negra foi içada a monumento na mesma praça, no mesmo ponto, como alvorecer de uma necessária era antirracista. O escultor britânico Marc Quinn, famoso pelas obras provocativas, eternizou — por um dia, posto que o poder público removeu a ousadia — em resina e aço o gesto da jovem Jen Reid: braço direito erguido, punho cerrado. Nos Estados Unidos, a onda de manifestações em reação ao assassinato por asfixia do americano George Floyd, homem negro, por um policial branco também resultou num reconhecimento simbólico ao ativismo feminino numa capa da revista “Rolling Stone”. O artista visual Kadir Nelson batizou de “American Uprising” (revolta americana em tradução livre) a obra com uma moça e um menino negros à frente dos ...

    Leia mais
    Divulgação

    Live terá como tema a Campanha Julho das Pretas – “A vida de meninas e mulheres negras importam”

    A Subsecretaria de Políticas Públicas para Promoção da Igualdade Racial, lança na próxima quarta-feira (01.7) a Campanha Julho das Pretas - “A vida de meninas e mulheres negras importam”. O evento será realizado por meio de transmissão ao vivo, a partir das 15h, simultaneamente nas páginas oficiais do Governo do Estado no Facebook e Instagram. A campanha tem como objetivo colocar em evidência o debate sobre as políticas públicas de enfrentamento ao racismo, aos preconceitos e a todas as formas de violação de direitos, reafirmando o protagonismo e a participação das mulheres negras nos espaços políticos. Esse é o segundo ano que o Governo do Estado realiza uma campanha dedicada especialmente às mulheres negras, em alusão ao dia 25 de julho, Dia Internacional da Mulher Negra Afro Latina-Americana e Caribenha, e o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra. Em Mato Grosso do Sul, a lei nº ...

    Leia mais
    blank

    Negra Soy: Conheça cinco mulheres artistas negras e latino-americanas

    Black power, raízes latinas e o poder feminino são temas constantes nas letras dessas cantoras que começam a ganhar o mundo com seus hits. No mês em que se celebra a mulher afro-latino-americana selecionamos cinco vozes da cena musical que não vão sair dos seus ouvidos Por Silvana Martins| Luciana Paulino, Da Marie Claire Cantoras - Koffee (Foto: Ilustração Silvana Martins) Nome: Mikayla “Koffee” Simpson, 19 anos Estilo: Reggae e Dancehall Discografia: EP Rapture (2019) Trajetória: A relação de Koffee com a música começou cedo, quando, ainda criança, começou a cantar no coral da igreja. A carreira profissional teve início depois de vencer um show de talentos em sua escola – que era, na verdade, uma audição que a levou a estudos mais profundos de teoria musical e técnica vocal. Koffee estourou globalmente quando lançou “Burning”, uma música em homenagem ao atleta Usain Bolt, que o ...

    Leia mais
    (Foto: NACHO DOCE / REUTERS)

    25 de julho: A visibilidade da mulher negra e a luta para romper o silêncio

    Mesmo pertencendo a maior parcela da população, uma vez que vivemos em um país no qual temos uma maioria de negros e mulheres, as mulheres negras permanecem sendo as mais exploradas e negligenciadas socialmente. Realidade que pode ser constatada nos dados que tratam do mercado de trabalho, no mapa da violência ou na representatividade política. A frente e por trás disso, o racismo e preconceito, cada vez mais arraigados. O dia 25 de julho, Dia Internacional da Mulher Afro-Latina, Americana e Caribenha e também Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra, é uma boa oportunidade para a reflexão sobre essa situação. No país, elas são 55,6 milhões, chefiam 41,1% das famílias negras e recebem, em média, 58,2% da renda das mulheres brancas. Os dados foram extraídos do Retrato das Desigualdades de Gênero e Raça, de 2015, feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Já no Estado ...

    Leia mais
    blank

    Mulheres negras marcham pela democracia e pelo futuro

    No Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-americana e Caribenha – 25 de julho – nesta quinta-feira, as mulheres negras, cerca de 25% da população brasileira, tomam as ruas para denunciar a violência a que são submetidas diariamente no país e na América Latina. Por Marcos Aurélio Ruy, Do Vermelho (Foto: Imagem retirada do site Vermelho) Levantamento feito pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) aponta as dificuldades enfrentadas pelas mulheres no Brasil. Somente em 2018, foram registrados 4.254 assassinatos de mulheres no Brasil, 1.173 dos quais como feminicídio, assassinato motivado por ódio pela condição de ser mulher. Para Mônica Custódio, secretária da Consciência Negra da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) “ser mulher, ainda hoje, é saber e ter a consciência da luta pelo respeito e dignidade como uma pílula diária. Ser mulher negra, é um tanto mais intenso, porque a dose desse remédio ...

    Leia mais
    blank

    Confira atividades que celebram o Dia da Mulher Negra

    Entre os destaques estão duas apresentações da cantora Nãnan Matos Por Devana Babu, Do Correio Braziliense  Nãnan Matos se apresenta hoje, na Casa Akotirene, em Ceilândia e amanhã, na Caixa Cultural (foto: Bruno Pinheiro) Hoje é o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra. A data é comemorada desde 1992, a partir do I Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-caribenhas, na República Dominicana, e foi instituída por lei, no Brasil, em 2 de junho de 2014. Tereza de Benguela foi uma líder quilombola do século 18, cuja história de resistência e conquistas é lembrada na data. O Diversão & Arte selecionou algumas atividades da semana que continuam esse legado. Nãnan canta África A cantora Nanãn Matos, artista de destaque no DF, encerra amanhã, na Caixa Cultural, a temporada do espetáculo Nãnan canta África. Calcado na trajetória e na produção autoral da cantora, o ...

    Leia mais
    blank

    Pesquisadoras da UFBA e ativistas participam de debate sobre Feminismo Negro

    Evento acontece na quarta-feira (24), no Museu de Arte da Bahia, e faz parte do projeto Reflexões de Feminismos Negros Combativos, promovido pelo coletivo Coletivo Criôla Criô Do G1 BA Museu de Arte da Bahia MAB Bahia (Foto: Imagem retirada do site G1 BA) Com objetivo reunir pesquisadoras da Universidade Federal da Bahia (Ufba) e ativistas do feminismo negro, para refletir estratégias para enfrentamento do racismo na sociedade brasileira, o Coletivo Criôla Criô promove o projeto Feminismo Negro Combativo. A mesa, 'Reflexões Feminismos Negros' será realizada no Museu de Arte da Bahia (MAB), nesta quarta-feira (24). A proposta é discutir temáticas como: Saúde Mental da Mulher Negra, Encarceramento Feminino, Violência Obstétrica, Violência Doméstica e Assédios. O projeto, que celebra o Dia da Mulher Negra Latina e Caribenha – o 25 de Julho - continuará no Mês da Consciência Negra (novembro), com formações em escolas, comunidades, centros ...

    Leia mais
    blank

    Na véspera do Dia Internacional da Mulher Negra, mulheres da Baixada narram histórias de luta

    Na contramão das estatísticas do país, onde mulheres negras são 50% mais suscetíveis ao desemprego do que as mulheres e homens brancos e com renda média menor do que a metade da renda média dos homens brancos e 35% do que a de mulheres brancas — segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) de 2018 —, três mulheres negras da Baixada Fluminense celebram suas histórias de vida. Na véspera do Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, Dani Macedo, Vera Lúcia Santana e King ressaltam a importância de reverter as estatísticas. Por Cíntia Cruz, Do Extra Vera Lúcia: da seção de limpeza para o plenário Foto: Cléber Júnior / Agência O Globo — As mulheres negras são maioria em tudo que é depreciativo. Somos obrigadas a provar que nosso corpo não é só para rebolar, mas que temos cabeça pensante — ressalta Vera ...

    Leia mais
    blank

    Mulheres negras se engajam no combate à intolerância religiosa

    Debate reuniu representantes de diversas crenças Por  Camila Maciel, Da Agência Brasil (Foto: Reprodução/ Facebook) Mulheres negras evangélicas, católicas e candomblecistas apresentaram hoje (23) durante a 12ª edição do Latinidades – Festival da Mulher Afro Latino Americana e Caribenha – suas experiências de resistência ao racismo a partir da prática religiosa. Ao participar de debate que discutiu as “Ancestralidades como pertencimento”, as mulheres reafirmaram a necessidade de combater a intolerância religiosa que, no Brasil, se expressa, sobretudo, no ódio às crenças de matriz africana. A advogada Juliana Maia, da Comunidade Batista de São Gonçalo e pesquisadora do movimento pentecostal no Brasil, destacou, a partir da historiografia mundial, exemplos de levantes e atos de resistência negra que partiram da espiritualidade. Entre eles, ela citou o vudu no Haiti, no contexto de independência e libertação dos escravos; o islamismo na Revolta dos Malês, na Bahia, no século 19; ...

    Leia mais
    Reunião da Marcha de Mulheres Negras, no Festival Latinidades (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

    Em SP, Festival Latinidades reivindica saberes de mulheres negras

    Pela primeira vez fora de Brasilia, evento chega à 12ª edição Por Camila Maciel, da Agência Brasil Começa nesta terça-feira (23), no Centro Cultural São Paulo, a 12ª edição do Latinidades – Festival da Mulher Afro Latino Americana e Caribenha. O evento ocorre pela primeira vez fora de Brasília. A programação – entre show, feiras e debates – tem como objetivo fortalecer a identidade, a formação política e técnica, o empreendedorismo e estimular a produção artística, cultural e intelectual de mulheres negras. O festival ocorre até o dia 27, na semana em que se celebra, em 25 de julho, o Dia da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha desde 1992. Reunião da Marcha de Mulheres Negras, no Festival Latinidades (Marcello Casal Jr/Agência Brasil) A coordenadora-geral do evento, Jaqueline Fernandes, destaca que, após mais de uma década de festival, ele se firma como “uma plataforma para produção de conhecimento científico, artístico, intelectual ...

    Leia mais
    blank

    8 projetos de meninas que estão combatendo o racismo na escola

    Meninas negras de várias regiões do país mostram como fortaleceram a identidade negras em suas escolas e comunidades Do Criativos da Escola  Criativos da Escola/Divulgação Embora seja a maioria no país (54%), como mostra o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),  a população negra ainda luta para eliminar desigualdades e discriminações até hoje. No próximo dia 25 de julho, quinta-feira, é celebrado o Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. A data foi criada em 1992, durante o 1º Encontro de Mulheres Afro-latino-americanas e Afro-caribenhas e é considerada um marco na luta das mulheres negras em todo o mundo. No Brasil, o dia foi oficialmente reconhecido em 2014, por meio da Lei nº 12.987/2014 e, desde então, o país celebra o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra. Tereza foi líder do Quilombo de Quariterê, no Mato Grosso, no século 18. Diante da importância da data, o programa Criativos da ...

    Leia mais
    Página 1 de 2 1 2

    Últimas Postagens

    blank
    blank

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist