Movimento de Mulheres Negras da Bahia realizará marcha por Reparação e Bem Viver em Salvador no dia 25 de Julho

Evento integra a agenda coletiva da 11ª edição do Julho das Pretas - Mulheres Negras em Marcha por Reparação e Bem Viver

No próximo dia 25 de Julho, o Movimento de Mulheres Negras da Bahia se reúne no centro de Salvador para a Marcha das Mulheres Negras por Reparação e Bem Viver. O ato terá concentração na Praça da Piedade a partir das 14h, com saída em direção à Praça Terreiro de Jesus.

A marcha compõe a programação da 11ª edição do Julho das Pretas – Mulheres Negras em Marcha por Reparação e Bem Viver, marca o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha e o Dia Nacional de Tereza de Benguela, celebrados em 25 de Julho.

Durante a concentração, será realizada uma ocupação poética com microfone aberto para mulheres negras que queiram recitar poesias ou realizar performances artísticas. A partir das 15h, o grupo seguirá pela Avenida Sete de Setembro com suas vozes, faixas e cartazes, reivindicando as pautas que são urgentes para o movimento. 

A Marcha das Mulheres Negras da Bahia no 25 de Julho acontece anualmente desde 2014, articulada por organizações e coletivos de mulheres negras de diversas regiões do estado. Por conta da pandemia, não pôde ser realizada nos anos de 2020 e 2021, mas retornou em 2022 com força total e milhares de pessoas na rua.

Para saber mais, acompanhe o perfil @julho_das_pretas no Instagram.

Sobre o Julho das Pretas

Criado em 2013, pelo Odara – Instituto da Mulher Negra, o Julho das Pretas é uma ação de incidência política e agenda conjunta e propositiva com organizações e movimentos de mulheres negras do Brasil, voltada para o fortalecimento da ação política coletiva e autônoma das mulheres negras nas diversas esferas da sociedade brasileira.

A agenda celebra o 25 de Julho, Dia Internacional da Mulher Negra Afro LatinoAmericana e Caribenha. Desde o início, o Julho foi aderido e potencializado pela Rede de Mulheres Negras do Nordeste, ganhando em poucos anos toda a região e logo depois o Brasil.

Todos os anos, diversos movimentos de mulheres negras se reúnem para decidir um tema para o Julho das Pretas que dialogue com a conjuntura política.

+ sobre o tema

Como resguardar as meninas da violência sexual dentro de casa?

Familiares que deveriam cuidar da integridade física e moral...

Luiza Bairros lança programas de combate ao racismo na Bahia

O Hino Nacional cantado na voz negra, marcante, de...

Barbados se despede de rainha Elizabeth e dá a Rihanna título de heroína

Rihanna foi nomeada heroína nacional de Barbados durante uma...

para lembrar

Dia da Mulher Negra, Latina e Caribenha: uma data para reflexões

Neste sábado comemorou-se o Dia da Mulher Negra, Latina...

25 de julho: A visibilidade da mulher negra e a luta para romper o silêncio

Mesmo pertencendo a maior parcela da população, uma vez...

A voz das mulheres negras toma conta do Festival Latinidades

No próximo dia 25 celebra-se o Dia Internacional da...
spot_imgspot_img

II Encontro de Mulheres Negras e Mercado de Trabalho

Muito aconteceu desde o nosso último encontro em 2022. Nesta segunda edição do Encontro de Mulheres Negras e Mercado de Trabalho que encerra com...

Festival Latinidades traz shows e debates para Salvador 

Após o sucesso das edições em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, o 16º Festival Latinidades chega a Salvador neste sábado e domingo,...

Julho das pretas: conheça a trajetória da caririense Neusa Lourenço

O dia 25 de julho é uma data para ser celebrada. Isso porque internacionalmente desde 1992 em Santo Domingo, na República Dominicana, quando um...
-+=