quinta-feira, julho 7, 2022
InícioÁfrica e sua diásporaPatrimônio CulturalA dançarina e performer Luanda Carneiro Jacoel participará do Simpósio Internacional na...

A dançarina e performer Luanda Carneiro Jacoel participará do Simpósio Internacional na Suécia

A dançarina e performer Luanda Carneiro Jacoel participará do Simpósio Internacional: “Archival Re-enactments Symposium” de 22 à 23 março na Universidade, Inter Arts Centre – Malmö, Suécia.

Enviado para o Portal Geledés 

E no festival de performance “FLAM -Forum of Live Art Amsterdam” 26 de março.

Luanda apresentará a performance “Kalunga” inspirada na simbologia da palavra “Kalunga” presente no cosmograma Bakongo.

Kalunga, Luanda Jacoel & Åsmund Kaupang4

“Kalunga” é uma palavra presente nas línguas de etnia Bantu – grupo étnico linguístico localizado em sua maioria na região da África sub- sariana. Kalunga significa o mar e o lugar de enterro. O cosmograma bakongo é uma representação do ciclo da vida, entre o mundo humano e espiritual, como o ciclo do sol.

“Kalunga”. arquivo da água. arquivo da terra. sistemas de comunicação. lugares de transição. devires.

Kalunga, Luanda Jacoel & Åsmund Kaupang2

Em paralelo, geometrias e texturas de sons se aventuram a criar espaços e momentos para estes encontros. Com a parceria do músico noruêgues Åsmund Kaupang que trabalha com a integração de som, movimento e representações visuais, através da composição instantânea, utilizando voz e guitarra, combinados com efeito de pedais.

Kalunga, Luanda Jacoel & Åsmund Kaupang

Luanda Carneiro Jacoel é dançarina e performer formada pela PUC-SP e é educadora somática pelo Somatic Movement Institute – SMI ( Holanda). Sua pesquisa artística é direcionada para questões de memória corporal, identidade e cultura. Seu trabalho investiga um diálogo entre fisicalidade, metáforas e símbolos, onde o corpo se torna um veículo de comunicação, um lugar de eventos e imagens geradas pela interação entre o artista e o espectador em tempo real. Procurando um corpo híbrido, cruza linguagens artísticas entre improvisação, corpo-instalação, arte performática e danças tradicionais afro-brasileiras. Ela é co-fundadora da plataforma artística ACTS – laboratory for performance practices (Oslo) que visa fomentar o desenvolvimento entre artistas transnacionais através da organização de laboratórios, práticas de estúdio aberto e apresentações de trabalhos em processo com fóruns de discussão, articulando teoria e prática.

Links:

Archival Re-enactments Symposium

http://livingarchives.mah.se/2016/03/archival-reenactments-symposium-march-2016/

FLAM -Forum of Live Art Amsterdam

http://www.basisforliveart.com/artist.php?id=172

Artigos Relacionados
-+=