Desobediência civil já

E aos pobres e miseráveis restará (NAO a terra ou o trabalho, NÃO a cultura e a decencia, NAO o direito e a cidadania, NAO a justiça, a dignidade, ou a felicidade, nem o poder)….restará a bíblia e MORTE!-RBispo.

Por Reginaldo Bispo, no Facebook

13245332_1022540857834789_3153015901351298948_n

A violência doma fisicamente o homem, pode tirar-lhe a vida, mas introduz e amplifica a revolta.

A sociedade e o estado racista identifica e trata todos como negro, preto e inimigo da sociedade, nos FAZENDO UMA GUERRA GENOCIDA NÃO DECLARADA!

É hora de uma Grande Campanha de Desobediência Civil! A camera de seu celular, será a arma de cada negro! Juntar vizinhos, parentes e amigos e reagir ao racismo, em auto defesa, pelo modo e pelos meios necessários! Não comprar onde não empregam negros! Boicotar não comprar produtos dos anunciantes da GLOBO! Não permitir prisões e violência arbitraria contra os nossos!

13237758_1022540617834813_7320704696475477337_n

A bíblia por seu turno, não mata a fome biológica, nem do saber

Diante de crimes contra nosso povo, ocupar as avenidas, estradas, praças, e repartições publicas!
Ocupar estabelecimentos que tenham praticas racistas! Exigir a configuração do racismo, na denuncia desses crimes! Fazer B.O.´s coletivos nas delegacias, com a presença de advogados! Constituir Associações de defesa coletiva, com cotização para contratar advogados e financiar a luta! Um pouco de cada pode ser muito no coletivo.

Construir Comitês Contra o Racismo e o genocídio do povo negro,nas cidades, nos bairros, para sensibilizar e organizar a população pra luta! Realizar milhares de dossiês, dos crimes de violência e racismo da policia, do estado e da sociedade branca, nos últimos 10 anos, para compor um grande e amplo relatório a ser enviado ás instituições internacionais de direitos humanos, como provas de denuncia do Racismo estatal e dos agentes públicos criminosos brasileiros!

13254106_1022592844496257_1326264900649241655_n

A Bíblia, como a violência, mata o homem na essência, roubando a dignidade e a esperança com a imposição de valores que não são os seus

Organizar e viabilizar a resistência,
para não pagar impostos ou taxas em 2016,
até que o estado brasileiro, se reconheça racista
e mudem suas praticas.
É hora de se organizar e lutar
Por Reparação Históricas e
Por Um Projeto Politico o Povo Negro para o Brasil!

+ sobre o tema

ONU declara 18 de julho como Dia Internacional de Nelson Mandela

Os 192 Estados-membros da Assembleia Geral da ONU (Organização...

Rihanna fala sobre o seu estilo

Além de posar para um editorial bastante colorido para...

Rio conclui revitalização de circuito da herança africana na zona portuária

A prefeitura do Rio de Janeiro inaugurou hoje (30)...

para lembrar

Projeto faz imersão nos bailes black dos anos 60 e ­70 em SP

Osvaldo é considerado o primeiro discotecário do Brasil --em...

O homem azul do deserto

Crônica de Cidinha da Silva conta a história de...

Dia Internacional de las Mujeres 8 de marzo Saludamos a todas las mujeres en este dia!

Nos complace comunicar en este dia cargado de simbolismo,...

Brasileiros fazem a diferença: Marcos Romão deixa um legado dos dois lados do Atlântico

Dias conturbados, acontecimentos trágicos que fazem difícil cair no...
spot_imgspot_img

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...
-+=