quinta-feira, setembro 29, 2022
InícioEducaçãoDialogos Sesc em Circuito

Dialogos Sesc em Circuito

Propõe-se reunir pesquisadores, artistas e agentes culturais que atuam em vários segmentos da cultura afro-brasileira.

 

No SescSP

Imagem retirada do site: www.sescsp.org.br

Palestras: Educação para as relações étnico-raciais

Duas instituições, que atuam na promoção da cultura afro-brasileira e que desenvolvem ações de educação para as relações étnico-raciais, apresentam algumas experiências e projetos desenvolvidos a partir da Lei 10.639/03 – que instituiu a obrigatoriedade do ensino da história e cultura africana e afro-brasileira no currículo escolar.

 

Com: Suelaine Carneiro, mestranda em Educação pela UFSCar e coordenadora do Programa de Educação do Geledés: Instituto da Mulher Negra.

 

Com: Jaqueline Lima Santos, Assessora do Programa Propõe-se reunir pesquisadores, artistas e agentes culturais que atuam em vários segmentos da cultura afro-brasileira.

 

Dia 12/11, quarta-feira, das 19h30 ás 22h00.                                                                                             Universidade Metodista de São Paulo – Campus Rudge Ramos | Auditório CAPA.

 

Rua Alfeu Tavares, 149 Rudge Ramos, São Bernardo do Campo.

 

Oralidade e corporeidade

 

Abordagem sobre a relação oralidade e corporeidade na cultura afro-brasileira, a partir da experiência da voz e do corpo nas manifestações da cultura popular e na tradição do candomblé angola. Através da voz e da música o corpo ganha movimento, e traduz valores e tradições da cultura popular e do sagrado, propiciando o fortalecimento de uma memória afrodescendente.

 

Com: Kanzelumuka, bacharel em dança pela Unicamp. Bailarina, pesquisadora e professora. Integrante e cofundadora da Nave Gris Cia. Cênica. Pesquisa representações performáticas de origem Banto no Brasil.

Com: Paulo Dias, pianista, percussionista e etnomusicólogo. Fundador e diretor da Associação Cultural Cachuêra.

 

Dia 26/11, quarta-feira, das 19h30 ás 22h00.

 

No Sesc Santo André – Sala de Múltiplo Uso.

 

Rua Tamarutaca, 302, Vila Guiomar, Santo André.

 

Reflexões sobre uma estética negra

Persiste no cenário das artes brasileiras a controvérsia acerca da existência ou não de uma estética negra na produção cultural nacional. Esse encontro busca refletir sobre alguns aspectos que permeiam a questão a partir das experiências de artistas negros que dialogam em suas produções com elementos da cultura afro-brasileira.

 

Com: Débora Marçal, cofundadora, intérprete e pesquisadora da Capulanas Cia de Arte Negra. Cursou Comunicação das Artes do Corpo na PUC-SP.

 

Com: Joel Zito Araújo, cineasta e doutor em Comunicação pela USP. Concebeu e dirigiu o “A negação do Brasil”, “Filhas do vento”. É autor dos livros “A Negação do Brasil – o negro na telenovela brasileira” (2001), e “O negro na TV pública” (2010).

 

Dia 27/11, quinta-feira, das 19h30 ás 22h00.

No Sesc Santo André – Sala de Múltiplo Uso.

Rua Tamarutaca, 302, Vila Guiomar, Santo André.


Inscrições na Central de Atendimento a partir de 04/11.

 

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench