Tag: cultura afro-brasileira

    O desenvolvimento da consciência negra em Salvador foi retratado pelas lentes de Lázaro (Foto: Lázaro Roberto)

    Com 30 mil imagens da cultura afro-baiana, fotógrafo vê acervo ameaçado

    Filho de uma lavadeira de roupas e um estivador. Nascido e criado na periferia de Salvador. Lázaro Roberto sempre se interessou pelos movimentos e festas populares da capital da Bahia. Por Kauê Vieira, do Hypeness  O desenvolvimento da consciência negra em Salvador foi retratado pelas lentes de Lázaro (Foto: Lázaro Roberto)   Há 30 anos, sua vida se transformou e ele conseguiu, finalmente, realizar o sonho de documentar o que seus olhos tanto se interessavam. Com a fotografia, o artista iniciou a construção de um dos maiores acervos da cultura afro-baiana que se tem notícia. “Eu sou uma pessoa que nasci em Salvador. Salvador é minha casa. Nasci e cresci vendo essa realidade. Quando eu consegui uma máquina fotográfica para ir à rua, já estava ambientado”, conta em conversa com a reportagem do Hypeness. Com a humildade e determinação de quem sabe como funcionam as estruturas sócio-raciaissoteropolitanas e brasileiras, Lázaro Roberto luta para manter ...

    Leia mais
    @PAULBONAFIDEEFERIANOR/Nappy.co

    A importância de promover um ensino contra o racismo

    Experiências raciais atravessam todo o processo de ensino e aprendizagem. Não dar visibilidade a essas questões dificulta a construção de uma educação de qualidade POR Tatiane Rodrigues e Ivanilda Cardoso, do Nova Escola  A diversidade étnico-racial se apresenta cotidianamente nas relações interpessoais, no pertencimento étnico-racial da comunidade escolar, nas brincadeiras (Foto: @PAULBONAFIDEEFERIANOR/Nappy.co) A diversidade étnico-racial se apresenta cotidianamente nas relações interpessoais, no pertencimento étnico-racial da comunidade escolar, nas brincadeiras, nas diferentes formas de linguagens corporais e artísticas, nas práticas docentes, na arquitetura e localização da escola. A escola não é uma instituição isolada da sociedade, portanto produz e/ou reproduz contradições históricas, sociais, raciais e econômicas. Com a extinção da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) e esvaziamento das questões de gênero e relações raciais, exige-se ainda mais do professor um compromisso com seu processo de formação para uma educação antirracista. Novos desafios são postos ...

    Leia mais
    Imagem retirada do site Clique Diário

    Em Macaé, começam nesta terça-feira (06) inscrições para curso de cultura afro-brasileira

    Inscrições seguem até o dia 23 de novembro para o curso “Ubuntu-história e cultura afro-brasileira. Do Clique Diário Imagem retirada do site Clique Diário Serão abertas nesta terça-feira (06), em Macaé, as inscrições para o curso de cultura afro-brasileira. As inscrições seguem até o dia 23 de novembro para o curso “Ubuntu-história e cultura afro-brasileira”. A programação terá início dia 26, no mês da Consciência Negra, e é direcionada aos profissionais da educação da rede pública e privada. Ao todo estão sendo oferecidas 100 vagas. Os interessados devem se inscrever no endereço eletrônicowww.ntmmacae.com. O curso é gratuito e totalmente on line. As aulas seguirão até o dia 1º de abril, data em que haverá entrega de certificados. A programação acontecerá em quatro módulos e tem como objetivo de  oferecer conhecimentos quanto a abordagem da africanidade nas salas de aula, contribuindo com os educadores para trabalhar dentro do ...

    Leia mais
    blank

    Kits sobre história e cultura afro-brasileira serão levados para 42 escolas no Amapá

    Fundação Palmares vai distribuir 3 mil kits para alunos no ensino fundamental. Iniciativa enfatiza influência africana para a formação da cultura no Brasil. Por Jéssica Alves, G1 Kit com livro e revista pedagógica será distribuído para 3 mil estudantes no Amapá (Foto: Jéssica Alves/G1) Alunos do ensino fundamental de 42 escolas do Amapá serão contemplados com kits educativos sobre a história e cultura afro-brasileira do projeto ‘Conhecendo Nossa História: da África ao Brasil’, promovido pela Fundação Cultural Palmares, em parceria com o Ministério da Educação. A iniciativa busca disseminar o conhecimento sobre a cultura e história do continente africano e da sua influência para a formação da cultura no Brasil. Segundo a instituição, cerca de 3 mil kits, que contém o livro “O que você sabe sobre a África? Uma viagem pela história do continente e dos afro-brasileiros” e uma revista temática customizada pedagógica, serão levados para estudantes que cursam ...

    Leia mais
    blank

    Primavera Afro aumenta consciência negra e discute Olimpíadas no Rio

    O dia 10 de setembro marcou o início da Primavera Afro e a 6ª edição da Feira Crespa, cujo objetivo é reconhecer o valor da cultura e beleza negra no Rio de Janeiro. O evento ocorreu no Campo de Santana, no Centro do Rio, onde cerca de 150 pessoas se reuniram ao longo do dia. Durante o evento, foram realizados debates sobre racismo institucional e identidade negra, exibição de trabalhos criados por designers negros, prática de capoeira, dança de hip-hop e música brasileira. A programação teve apoio de empresários negros e artistas locais. Por Mariah Barber Do Racismo Ambiental O nome do evento “Feira Crespa” reflete o movimento das mulheres negras em todo o Brasil e tem como objetivo aceitar o cabelo crespo natural abraçando os estilos, como tranças e dreads ao invés de alisamento. Em um ato de rejeição aos padrões de beleza da cultura dominante, o objetivo é promover a ...

    Leia mais
    blank

    Programa de imersão em cultura afro-brasileira tem inscrições abertas até 6 de outubro

    Projeto AfroTranscedence será realizado de 26 a 29 de outubro no Red Bull Station e propõe o encontro entre pesquisadores e entusiastas da cultura negra Do Sopa Cultural  Estão abertas as inscrições para a segunda edição do AfroTranscendence, programa de imersão na cultura afro-brasileira contemporânea. De 26 a 29 de outubro, o Red Bull Station, na região central de São Paulo, recebe o projeto que selecionará 20 pessoas por meio do site http://nobrasil.co/afrotranscendence. A programação imersiva de quatro dias contará com palestras, laboratórios, workshops e vivências artísticas, tudo dividido em três eixos centrais: “Descender para Transcender: descolonizando o conhecimento”; “A memória da Criação: panorama para práticas de inversão no contemporâneo”; e “Estéticas Negra: pesquisa e processos sincréticos”. Neste ano, a imersão terá ainda o Laboratório de Criação AfroTrans, espaço cuja proposta é que os selecionados criem, coletivamente, uma experiência que abordará todas as linguagens artísticas da cultura afro, tendo como pilares ...

    Leia mais
    blank

    NoBrasil abre inscrições para o AfroTranscendence 2016: programa de imersão com foco na cultura afro-brasileira contemporânea

    Projeto AfroTranscendence será realizado de 26 a 29 de outubro no Red Bull Station e propõe encontro e novas conexões entre pesquisadores da cultura negra Enviado para o Portal Geledés  Estão abertas até 06 de outubro as inscrições gratuitas para a 2ª edição do AfroTranscendence, programa de imersão na cultura afro-brasileira contemporânea. De 26 a 29 de outubro, o Red Bull Station, na região central de São Paulo, recebe o projeto que selecionará 20 pessoas por meio do site http://nobrasil.co/afrotranscendence. O programa intensivo será conduzido por especialistas, artistas e pesquisadores da área - como a especialista em cultura bantu Makota Valdina e a pesquisadora, escritora e artista de São Tomé e Príncipe Grada Kilomba. Os interessados em se inscrever devem estar relacionados, de alguma forma, com pesquisas, práticas artísticas ou manifestações tradicionais da cultura afro-brasileira.   Serão quatro dias de palestras, laboratórios, workshops e vivências artísticas, divididos em três eixos centrais: "Descender para ...

    Leia mais
    blank

    Cultura afro-brasileira encanta mais de 50 crianças durante evento em Serra Talhada

    Uma princesa africana contou histórias e encantou cerca de 50 crianças e adolescentes do bairro Mutirão, em Serra Talhada. Na manhã desta sexta-feira (13) as crianças e adolescentes do Mutirão tiveram um momento de encantamento e representação racial. O Coletivo FUÁH, em parceria com o Cras Mutirão, esteve no Serviço de Convivência e a atração principal foi a militante Daniele Cardoso, que representou a ‘Princesa Dani’. Por Manu Silva, do Farol de Noticias Em conversa com o FAROL, uma das psicopedagogas do Cras Mutirão, Sirleide Pereira, relatou que a atividade foi positiva. “A personagem da princesa negra foi muito bom, as crianças ficaram encantadas, prendeu muito a atenção delas. Também participaram da atividade Mayara Silva, a coordenadora do Centro de Convivência; Edvânia Nunes, da Academia da Saúde; José Neto, psicólogo social do Cras, professores, educadores sociais. Para a militante, Kecya Freire o encontro com as crianças foi motivador e de esperança na luta. Daniele ...

    Leia mais
    blank

    Revolução Afro no Brasil : entrevista com Gabi Oliveira

    Gabi é uma bloguista afro-brasileira. O seu discurso brilhante sobre as condições sociais da mulher negra no Brasil nos leva a refletir sobre os desafios da diferença e da aceitação. Enviado por Fatou Ndiaye via Guest Post para o Portal Geledés  Quando e como você decidiu de ser uma bloguista ? Para você, é mais um passatempo ou uma maneira de transmitir suas ideias ? A ideia surgiu em julho do ano passado, em 2015. Eu entreguei minha monografia em janeiro deste ano e ela foi pautada no papel das redes sociais na aceitação da mulher negra. Alguns meses depois surgiu em mim a vontade de criar um blog e um canal para passar de forma simples o que eu só tinha tido acesso quando entrei na universidade. Porquê você escolheu o nome “DePretas” ? E importante reivindicar a sua identidade afro-brasileira no Brasil ? Porquê ? Escolhi “DePretas” por considerar ...

    Leia mais
    blank

    Produção de casamentos foca na cultura afrobrasileira

    A  quebra das padronizações são muitas vezes elementos importantes para inovar e trazer a tona discussões sobre as diferenças. Foi assim com a Igbeyawo Casamento Afro, uma startup focada na cultura afro-brasileira. Do Catraca Livre  "Criamos essa empresa a partir da experiência da organização do nosso próprio casamento, onde encontramos dificuldades de realizá-lo da forma como sonhávamos: com turbante ao invés de deixar os cabelos lisos, descalços, com um vestido que remetesse a nossa ancestralidade e uma conta de orixá na mão, ao invés de um terço¨, conta Thaisa Calixto dos Santos Barros, 31, educadora e criado da Igbeyawo. Foto: ifa9   "Escutei diversas vezes: já que foi assim, por que você não casou em um terreiro? Existe então um modelo de casamento? Existe uma religião dominante? Por que determinados símbolos culturais são aceitáveis nesse rito e outros não? Estou falando de cultura e não só de religião", diz Thaisa. ...

    Leia mais
    blank

    Casa da Cultura Afro-Brasileira oferece aulas de iorubá e capoeira

    Idade mínima para frequentar cursos é de 10 anos Do A Tribuna Pioneira no litoral paulista, a Casa da Cultura Afro-Brasileira - Memorial ao Escravizado em São Vicente abre inscrições para cursos gratuitos de capoeira e do idioma Iorubá. Enquanto a primeira formação terá turmas de terça e quinta-feira, das 14 às 16 horas, o de língua africana será na sexta- feira, das 15 às 16h30, e no sábado, das 10 às 11h30. A oficina de capoeira tem como objetivo difundir conhecimento sobre a cultura afro-brasileira, privilegiando a informação, o debate e a retomada de valores da ancestralidade com foco na expressão corporal. A idade mínima é 10 anos. Já o ioruba:- idioma da família Níger-Congo é muito falado no oeste africano, principalmente na Nigéria, Benin, Togo e Serra Leoa, alcançando 30 milhões de pessoas. A atividade será ministrada por um nigeriano, o artista plástico Augustine Kawoh, com o objetivo ...

    Leia mais
    blank

    Secretaria da Justiça vai criar uma Coordenadoria de Diversidade Religiosa

    Durante encontro com o Grupo de Diálogo Inter-religioso de Porto Alegre o Secretário da Justiça e dos Direitos Humanos, César Faccioli, anunciou que vai criar uma nova coordenadoria na SJDH. "A partir da idéia de uma cultura de paz vamos criar uma Coordenadoria de Diversidade Religiosa" informou. O Secretário disse, também, que pretende resgatar o Comitê Estadual de Diversidade Religiosa, criado na administração passada, atendendo ao pedido do grupo de religiosos. Do sjdh O Grupo de Diálogo Inter-religioso de Porto Alegre reúne 10 religiões na busca do entendimento mútuo de que é possível encontrar a paz por meio do respeito, do acolhimento das diferenças e do diálogo amoroso. Integram o grupo as seguintes religiões: Umbanda e os Cultos Afro-Brasileiros, Fé Bahái, Cristãs (católica, Anglicana e Luterana do Brasil) Islâmica, Judaica, Espírita, Budista Tibetana e Budista Zen. O Secretário César Faccioli pediu o apoio do grupo para construção desta pauta de trabalho ...

    Leia mais
    blank

    Maranhão – Novo curso de graduação, “Estudos Africanos e afro-brasileiros” será implantado na UFMA.

    Novo curso de graduação, "Estudos Africanos e afro-brasileiros" será implantado na UFMA. O curso, que é o primeiro do Brasil com essa temática, será presencial e terá 40 vagas. Do Maranauta Foto Novo curso de graduação, "Estudos Africanos e afro-brasileiros"será implantado na UFMA. (Imagem retirada do site: maranauta.blogspot.com) SÃO LUÍS - A Universidade Federal do Maranhão vai oferecer, a partir do próximo semestre, no Campus de São Luís o curso de graduação Licenciatura Interdisciplinar em Estudos Africanos e Afro-brasileiros, o primeiro a ser criado no país. Já neste semestre fará seletivo especial para o preenchimento de 40 vagas no turno noturno. A partir do próximo semestre será mais uma das opções de graduações a serem ofertadas por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Segundo o professor Carlos Benedito Rodrigues da Silva, a proposta do curso resulta de uma discussão da obrigatoriedade do ensino de história e ...

    Leia mais
    Ilustração: Claudius

    Dicas de livros infantis para celebrar a cultura afro-brasileira

    Uma das qualidades da boa literatura é a sua capacidade de nos fazer entrar em contato com diferentes culturas a partir das suas histórias, conhecendo alguns elementos que compõem a identidade de um povo. Além de nos aproximar de hábitos, valores e costumes, alguns livros nos permitem adentrar o diverso, o estranho, aquilo que não compreendemos e que precisamos acessar, se quisermos ampliar o nosso olhar e vermos o mundo como um espaço de liberdade e convivência entre os diferentes. Por Denise Guilherme no Leitura em Rede Ilustração: Claudius Esse é o mote dessa seleção organizada pela nossa equipe. Nela, escolhemos obras especiais: coletâneas de narrativas provenientes da tradição oral de diferentes povos africanos, biografias de importantes líderes e pequenos contos que abordam a questão da identidade da criança afro-brasileira de maneira sensível e inteligente. Eles estão à venda em nossa livraria e, se clicar aqui, você será redirecionado para nossa loja e poderá ler as resenhas que ...

    Leia mais
    Pixabay

    África e cultura negra aparecem com restrições nos livros didáticos

    O ensino da história da África e da cultura afro-brasileira foi garantido por leis que existem há mais de dez anos. Porém, muitos livros didáticos usados nas escolas públicas ignoram, restringem, estereotipam ou mesmo diminuem a participação dos negros e da África na formação do Brasil. no R7 Pixabay O R7 analisou resenhas das obras de português, história, geografia e artes plásticas, selecionadas pelo governo federal nos últimos dois anos e descobriu que estas falhas de abordagem foram detectadas pela própria Secretaria de Educação Básica do MEC (Ministério da Educação) nos guias de livros didáticos inscritos no PNLD (Programa Nacional do Livro Didático). Português e artes Com relação ao material das disciplinas de português e artes usado no ensino médio, os documentos do MEC sinalizam que ainda são poucas as obras que consideram as produções africanas para o ensino de literatura, além das europeias (principalmente portuguesa) ...

    Leia mais
    blank

    Dia da Consciência Negra: conheça roteiro afro em São Paulo

    Assim como os negros invisíveis que, por séculos, ajudaram a construir a cultura brasileira, os endereços deste roteiro são muitas vezes desconhecidos da população apressada de São Paulo.   Por: Eduardo Vessoni, no, Viagem em Pauta    Espaços dedicados à capoeira, ao candomblé e até a igreja a celebrar a primeira missa com brancos e negros em um mesmo ambiente são os destaques deste roteiro negro pela cidade. Este é uma das 9 rotas temáticas autoguiadas criadas pela São Paulo Turismo, site oficial de turismo da cidade, em parceria com a CONE (Coordenadoria dos Assuntos da População Negra). ⇒ MUSEU AFRO BRASILEIRO Este museu localizado em um espaço de 11 mil m², no Parque Ibirapuera, abriga um acervo com mais de 6 mil obras como pinturas, esculturas, gravuras, fotografias, documentos e peças etnológicas relacionadas aos universos culturais africanos e afro-brasileiros, produzidas desde o século 18. As obras em exposição abrangem temas ...

    Leia mais
    blank

    Dialogos Sesc em Circuito

    Propõe-se reunir pesquisadores, artistas e agentes culturais que atuam em vários segmentos da cultura afro-brasileira.   No SescSP Imagem retirada do site: www.sescsp.org.br Palestras: Educação para as relações étnico-raciais Duas instituições, que atuam na promoção da cultura afro-brasileira e que desenvolvem ações de educação para as relações étnico-raciais, apresentam algumas experiências e projetos desenvolvidos a partir da Lei 10.639/03 – que instituiu a obrigatoriedade do ensino da história e cultura africana e afro-brasileira no currículo escolar.   Com: Suelaine Carneiro, mestranda em Educação pela UFSCar e coordenadora do Programa de Educação do Geledés: Instituto da Mulher Negra.   Com: Jaqueline Lima Santos, Assessora do Programa Propõe-se reunir pesquisadores, artistas e agentes culturais que atuam em vários segmentos da cultura afro-brasileira.   Dia 12/11, quarta-feira, das 19h30 ás 22h00.                                       ...

    Leia mais
    blank

    Oficina Cultural Lélia Abramo promove o Encontro Regional de Hip Hop

    A programação gratuita conta com uma Oficina de B Boys, Live Painting com o grafiteiro Jota Aracê e show do MC Marechal A Oficina Cultural Lélia Abramo – unidade da Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo, gerenciado pela POIESIS Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura – promove o Encontro Regional de Hip Hop no dia 30 de novembro, cm Oficina de B Boys, Live Painting nos muros do Teatro Wallace e show do MC Marechal. A programação é gratuita. O Encontro Regional de Hip Hop pretende fortalecer a cultura urbana e incentivar o intercâmbio entre grupos de linguagens diferentes dentro do Hip Hop, oferecendo conhecimento e entretenimento de qualidade aos participantes. O evento é promovido pela Oficina Cultural em parceria com a Prefeitura Municipal, e a Secretaria de Cultura de Araraquara. As 15h tem início a Oficina de B Boys, coordenada pelo ...

    Leia mais
    Fundação-Cultural-Palmares

    Prêmio para atividades culturais afro-brasileiras será lançado

    Objetivo é reconhecer e apoiar iniciativas realizadas por comunidades quilombolas, religiosas de matriz africana e coletivos negros Na próxima terça-feira (7), a Fundação Cultural Palmares (FCP/MinC) lança, em Goiânia (GO), o Prêmio de Culturas Afro-brasileiras. O objetivo do edital inédito é reconhecer e apoiar iniciativas culturais realizadas por comunidades quilombolas, religiosas de matriz africana e coletivos negros. As inscrições para o Prêmio de Culturas Afro-brasileiras estão abertas até 6 de novembro, via Correios ou internet (SalicWeb). O valor total é de R$2,5 milhões oriundos da SCDC/MinC, que serão distribuídos entre os 60 projetos selecionados. O concurso vai premiar atividades nas áreas de literatura, música, artes plásticas e cênicas. A proposta é investir nas expressões culturais desenvolvidas por essas comunidades e garantir seu acesso aos mecanismos de fomento à cultura. Configura-se, ainda, uma forma de cumprir as diretrizes formuladas pelo Plano Plurianual do Governo Federal e pelo Plano Nacional de Cultura – Meta ...

    Leia mais
    blank

    ‘Projeto Afro’ discute a identidade do negro no Brasil todas as terças-feiras de outubro

    Encontros gratuitos acontecem todas as terças-feiras de outubro na biblioteca do CCJ, na zona norte Um espaço para discutir práticas, saberes ancestrais e as representações da mídia sobre o negro no Brasil. É o que vale rolar no projeto “Terça Afro”, durante todo o mês de outubro. O primeiro encontro acontece no dia 7, às 19h, na biblioteca do CCJ (Centro Cultural da Juventude). A entrada é Catraca Livre. O evento busca promover, além do conhecimento teórico das temáticas, a troca de experiências entre os participantes. Os encontros são abertos para todos os públicos e não é necessário retirar ingresso antecipadamente. Acompanhe o que acontece em cada terça:   Dia 7 O convidado é o presidente do Instituto Mwana Zambe de Educação e Cultura Afro, Maurício Luandê, media a temática “Religiosidades de matriz africana: ressignificações e manutenção de tradições ancestrais”. Entre as questões discutidas estão as contribuições das tradições afro religiosas para a formação social e cultural do país. ...

    Leia mais
    Página 1 de 2 1 2

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist