Guest Post »
Entre a suástica e a palmatória no interior paulista

Entre a suástica e a palmatória no interior paulista

A suástica e a palmatória

Nos anos 1930 e 1940, uma fazenda do interior paulista adotou símbolos nazistas como emblema. A propriedade vizinha, pertencente à mesma família, colocou em prática teorias racistas e eugênicas: recrutou 50 crianças órfãs, a maioria negras, para trabalhar em suas terras. A história só veio à tona em 1990, quando um fazendeiro descobriu a primeira pista do caso.

Temos muito ainda que descobrir sobre esse nosso  País “abençoado por Deus”, e sobre quem somos. É prematuro afirmar que “não somos racistas”.

Direção: Philippe Noguchi

Reportagem: Alice Melo

www.rhbn.com.br

Related posts