Escritores e cartunistas negros participam de Encontro Afro-literário em Florianópolis

A organização do1° Encontro Afro-literário:150 anos de Cruz e Sousa confirmou a presença no evento do escritor carioca e do Presidente do Conselho Editorial da Revista Raça Brasil, Maurício Pestana. O evento irá ocorrer de 16 a 26 de novembro, numa promoção do Instituto Énrea, voltado para questões de gênero, raça, etnia e livre orientação sexual e religiosa.

A ideia do encontro é proporcionar uma maior comunicação e troca de experiências entre estudiosos da temática afro-brasileira e negra. Conforme o Presidente do Énrea, Fábio Garcia, o evento divulgará também a produção literária de intelectuais, poetas e músicos negros do final do século XIX e início do XX.

CONVIDADOS

Nei Lopes é pesquisador das culturas africanas desde os anos 1980. É autor de “O Samba, na Realidade: a utopia da ascensão social do sambista”, “Islamismo e Negritude: da África ao Brasil, da idade média aos nossos dias”, “Partido Alto, Samba de Bambas” e “Kitábu: O livro do saber e do espírito negro-africanos”.

O Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais é compositor profissional desde 1972 e vem trabalhando em favor do rompimento das fronteiras discriminatórias que separam o samba da chamada MPB. Lançou “Nei Lopes – De Letra & Música” e “Partido ao Cubo”. Em teatro, encenou “Oh, Que Delícia de Negras!”, “Clementina” e “O Rancho da Sereia”.

A Revista Raça Brasil, surgida em 1996, é um dos principais veículos da população negra carente de um espaço de circulação nacional. O Presidente do Conselho Editorial, jornalista e publicitário Maurício Pestana, é considerado como o primeiro e mais conhecido cartunista negro do Brasil.

Iniciou sua trajetória no movimento pela igualdade racial já na adolescência, escolhendo a piada gráfica para protesto e conscientização. Natural de Santo André (SP), fez seus estudos artísticos na escola de Poliarte de São Paulo, nos final dos anos 1970.

Com reconhecimento internacional, tem publicado 42 cartilhas e 15 livros sobre a negritude. É autor da cartilha “O Negro no Mercado de Trabalho”, que por meio de desenhos humorados retrata a discriminação no país. Este ano publicou “Pestana 30 anos de Arte pela Igualdade”, uma coletânea de 3 volumes com os seus melhores trabalhos.

Fonte: Nação Z

+ sobre o tema

5 autores negros brasileiros e contemporâneos que você precisa conhecer

por Amanda Melaré Desde que o Brasil é Brasil nós temos...

Seminário: Racismo no Brasil – cai a máscara: cinismo, intolerância ou ódio?

Venha debater com palestrantes renomados(as), estudiosos(as), militantes, candidatos(as) e...

para lembrar

Entrevista com Alexandre Rodrigues, o Buscapé de Cidade de Deus

Alexandre Rodrigues, que surgiu como o protagonista de ”Cidade...

Sul-africanos recordam Samora Machel aos 30 anos de sua trágica morte

Do Prensa Latina Pretória, 17 out (Prensa Latina) Os sul-africanos...

Karol Conka indica o lugar que todos os negros devem conhecer

A resposta é internacional: Château D’Eau, um bairro em...

The lack of black faces in the crowds shows Brazil is no true rainbow nation

The World Cup was supposed to show Brazil's cultural...
spot_imgspot_img

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...

Sambista ligada ao rap, Leci Brandão rebate críticas de Ed Motta: ‘Elitista’

Leci Brandão, 79, rebateu com estilo as recentes declarações de Ed Motta, que chamou de "burros" os fãs de hip hop, "sem exceção". Sem citar...

Grávida, Iza conta que pretende ter filha via parto normal: ‘Vai acontecer na hora dela’

Iza tem experienciado e aproveitado todas as emoções como mamãe de primeira viagem. No segundo trimestre da gestação de Nala, fruto da relação com Yuri Lima, a...
-+=