Estudante de medicina acusado de estupro na USP é absolvido pela Justiça, diz site

Ele é denunciado por outros seis casos de violência sexual e já foi julgado por matar um homem.

Por Ana Beatriz Rosa, do HuffPost Brasil

Daniel Tarciso da Silva Cardoso, estudante de medicina da Universidade de São Paulo (USP), foi absolvido na última terça-feira (7) pelo juiz Klaus Marouelli Arroyo, da 23ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de acordo com reportagem da Ponte.

Ele é acusado de estuprar uma estudante de enfermagem da mesma universidade. A vítima denuncia que a violência ocorreu durante a Med Pholia, uma festa tradicional promovida por estudantes de medicina, em 2012.

De acordo com a sentença, à qual a Ponte Jornalismo teve acesso, o juiz justificou sua decisão com base na “inconsistência das declarações da ofendida” e por ter “prova em sentido diverso, a sustentar a versão do acusado, quer de cunho testemunhal (…) como também documental (…)”.

A vítima conta que, depois de tomar um drinque oferecido por Cardoso, perdeu os sentidos e foi levada por ele até a Casa do Estudante, um alojamento onde ficam os alunos onde foi estuprada. Em depoimento, a estudante disse que acordou com Cardoso em cima dela, que gritou muito e tentou escapar, mas não conseguiu, porque ele aplicou golpes de judô.

Além destas acusações, o estudante de medicina já matou a tiros um homem durante o Carnaval em 2004. Cardoso foi policial militar entre 2004 e 2006. Ele foi condenado a um ano de reclusão. Houve recurso e o Tribunal de Justiça decidiu extinguir a pena, em agosto de 2012. Em 2008, ele pediu exoneração da PM.

Em novembro de 2016, o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) afirmou que Cardoso não teria acesso ao registro profissional (CRM).

A decisão permanece até que o Conselho tenha acesso integral aos processos.

+ sobre o tema

Mídia: Caso Eloá deve ser tratado como violência contra a mulher

Acontece desde o início da manhã desta segunda-feira (13),...

O tráfico de mulheres por meio de agências de modelos

PRDC move ação para que agências indenizem modelos vítimas...

Lei de combate à violência contra a mulher não impede crime

Apenas uma semana depois de ser solto, Jeffer Sandre...

para lembrar

Violência contra a Mulher: Aluna hostilizada por usar roupa curta na Uniban

'Eles estavam possuídos, fiquei com muito medo', afirmou estudante. Tumulto...

A lei “acariciou a onipotência” do goleiro Bruno

Por: FÁTIMA OLIVEIRA A personalidades delinquentes só a lei é...

Como resguardar as meninas da violência sexual dentro de casa?

Familiares que deveriam cuidar da integridade física e moral...
spot_imgspot_img

Aos ‘parças’, tudo

Daniel Alves da Silva, 40 anos, 126 partidas pela Seleção Brasileira, 42 títulos, duas vezes campeão da Copa América e da Copa das Confederações,...

Condenação de Daniel Alves é medida exemplar contra o machismo, diz vice-presidente da Espanha

A segunda vice-presidente da Espanha, Yolanda Días, afirmou que a condenação do ex-jogador brasileiro Daniel Alves a quatro anos e seis meses de prisão pelo estupro de uma...

Avaliação de mérito acadêmico, ações afirmativas e os 90 anos da USP

Alguns consideram que a fonte para a implementação de ações afirmativas nas universidades estadunidenses tenha sido a teoria da justiça de John Rawls. Eu...
-+=