terça-feira, janeiro 31, 2023
InícioQuestões de GêneroMulher NegraEstudantes baianas recebem menção honrosa na maior feira de ciências do mundo

Estudantes baianas recebem menção honrosa na maior feira de ciências do mundo

As estudantes Beatriz de Santana Pereira e Thayná dos Santos Almeida
receberam menção honrosa na Intel ISEF

A dupla desenvolveu um projeto de fortalecimento da identidade negra e quilombola na cidade de Antônio Cardoso, no interior da Bahia

enviada por email por Jaqueline Bispo, do Correio 24h

As estudantes baianas Beatriz de Santana Pereira e Thayná dos Santos Almeida receberam uma menção honrosa na maior feira pré-universitária de ciências do mundo, a International Science and Engineering Fair (Intel ISEF), em Pittsburgh, estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos.

O trabalho premiado foi um projeto de fortalecimento da identidade negra dos sete quilombos que existem na cidade de Antônio Cardoso, no interior da Bahia. A honraria foi entregue pela Organização dos Estados Americanos (OEA). As jovens integraram a comitiva de finalistas que representou o Brasil na Intel ISEF.

“Hoje, o povo da minha comunidade sente orgulho em se reconhecer quilombola. Todo esse processo de pesquisa ajuda a conscientizar sobre o que é ser negro”, disse Thayná, que é moradora do quilombo de Paus Altos, ao Correio24horas, antes de embarcar.

Reportagem do CORREIO inspirou projeto em escola
O projeto das adolescentes nasceu a partir da reportagem Cidade Negra, publicada na edição de 20 de novembro de 2012. A matéria mostrou que Antônio Cardoso — cidade de 11,5 mil habitantes, no Centro-Norte  — é o único município do país onde mais da metade da população (50,65% precisamente) se declarou “preta” no Censo de 2010, segundo dados do IBGE.

Constantemente citada como a cidade mais negra do país, Salvador ocupa a 37ª posição do ranking. Embora seja a líder em números absolutos, os 743.718 soteropolitanos que se declararam pretos representam apenas 27,8% da população. Considerando a soma de pretos e pardos, chega a 79,47%.

E nesse ranking (pretos + pardos) Salvador não está nem entre as 200 primeiras. A líder é Serrano do Maranhão (MA), com 94,76% da população tendo se declarado preta ou parda. Antonio Cardoso fica em 8º, com  91,67%.

Feira de ciências
No total, os estudantes brasileiros conquistaram 12 prêmios, sendo quatro da feira e oito prêmios especiais, incluindo as menções honrosas. “A cada ano, temos visto mais reconhecimento dos projetos brasileiros na Intel ISEF e isso é resultado da crescente qualidade da ciência eles produzem”, comenta Fernanda Sato, gerente de Educação da Intel Brasil.

A Organização destacou 50 finalistas que desenvolveram projetos cujo objetivo é contribuir com o desenvolvimento regional dos respectivos locais de origem dos estudantes. A Feira Internacional de Ciências e Engenharia da Intel 2015 é financiada em conjunto por Intel e Intel Foundation, com prêmios e suporte adicionais de dezenas de outras organizações corporativas, acadêmicas, governamentais e focadas em ciências. Este ano, aproximadamente US$ 4 milhões foram distribuídos como prêmios.

* Com colaboração de Taylla de Paula, estudante da 8ª turma do Correio de Futuro

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench