Executivo é demitido após publicar comentário misógino no Twitter

Milton Vavassori disse sentir ‘saudade do tempo que mulher dava a b* e não opinião’

POR LOUISE QUEIROGA no O Globo

Executivo foi demitido após publicação misógina no Twitter – Twitter/Reprodução

Um executivo foi demitido na última sexta-feira após publicar em seu perfil do Twitter que sente “saudade do tempo que mulher dava a b* e não opinião”. A ação foi tomada após a filial da empresa Promarc Technology Corporation no Brasil receber reclamações por e-mail de uma seguidora de Milton Vavassori Junior na rede social. Um print com a informação da demissão, confirmada ao GLOBO nesta segunda-feira, vem movimentando as redes sociais.

De acordo com Marco Aurelio Modelli, executivo que representa a Promarc em São Paulo, a demissão de Vavassori ocorreu assim que ele tomou ciência do conteúdo publicado. A vaga na base da empresa na Flórida, nos Estados Unidos, já foi preenchida por outra pessoa, informou Modelli.

A autora do post que viralizou no Twitter, com mais de 2,4 mil curtidas, explicou que o executivo respondeu uma publicação sua com a mensagem ofensiva. A postagem era sobre feminismo: “Quando os homens imaginam uma revolta feminina, eles imaginam um mundo em que as mulheres governam homens como homens governam as mulheres. Não é de se admirar que eles tenham medo”. Após fazer o comentário, o executivo fechou o seu perfil na rede social.

Segundo o representante da companhia no Brasil, a publicação do funcionário pegou a todos de surpresa. Ele afirmou que não havia registro algum de reclamação contra Vavassori.

PUBLICIDADE

— Uma seguidora dele mandou e-mail para mim e tomamos a atitude de demiti-lo na mesma hora, na sexta-feira. Não compactuamos com isso. Ele era o único lá (na Flórida) e já colocamos outra pessoa no lugar. Foi uma surpresa para nós. Nunca recebemos nenhuma reclamação sobre ele, por isso estranhamos muito. Estamos estranhando até hoje — disse Modelli.

No momento em que foi chamado pela empresa, Vavassori teria dito que foi algo que fez “sem pensar” e que considerou sua forma de expressar-se como uma atitude “infantil”.

— Ele pediu desculpas e tudo, mas foi meio tarde — completou Modelli.

+ sobre o tema

‘Sexo frágil’ – será?

Para início de conversa esse rótulo está ultrapassado. Em...

BA empossa 1ª transexual no serviço público do Estado

O transexual Paulo César dos Santos, de 25 anos,...

Índias levam bandeiras feministas às aldeias e assumem dianteira do movimento

Nascidas em aldeias indígenas no Acre, Letícia Yawanawá, 49...

para lembrar

Sexo e gênero e a boçalidade eleita

"ANTES DA TRANSFORMAÇÃO DE UM HOMEM OU DE UMA...

Como o 8 de Março mudou a ciência

Eva Alterman Blay é Professora Emérita da USP e...

Especialistas pedem mais compromisso com saúde de presidiárias

Se a realidade psicológica e social da mulher encarcerada...
spot_imgspot_img

Misoginia e racismo na renúncia em Harvard

Muitos têm sido os desdobramentos da guerra em Gaza, cujos efeitos se estendem para além da catastrófica situação da população palestina. Os EUA têm sido especialmente tensionados pela...

Homens ganhavam, em 2021, 16,3% a mais que mulheres, diz pesquisa

Os homens eram maioria entre os empregados por empresas e também tinham uma média salarial 16,3% maior que as mulheres em 2021, indica a...

Escolhas desiguais e o papel dos modelos sociais

Modelos femininos em áreas dominadas por homens afetam as escolhas das mulheres? Um estudo realizado em uma universidade americana procurou fornecer suporte empírico para...
-+=