#Geledés30anos – Negros e Mulheres no Processo Constituinte

Artigo produzido por Redação de Geledés

Resgate do momento político que permitiu a emergência de organizações da sociedade civil como Geledés Instituto da Mulher Negra e outras iniciativas dos movimentos de mulheres e negros no Brasil. Análise ancorada no processo que resultou na Constituição Federal de 1988, consagrando os novos direitos para negros e mulheres. Diálogo com as novas gerações de militantes sobre o legado de lutas e conquistas dos movimentos das mulheres e negros nas últimas três décadas.


 

Palestrantes:

Edson Cardoso 

Coordenador do ÌROHÍN – Centro de Documentação, Comunicação e Memória Afro-brasileira; doutor em educação pela USP; jornalista e mestre em Comunicação pela Universidade de Brasilia.

Helena Theodoro

Doutora em filosofia (UFG), Mestre em Educação (UFRJ), Pós-Graduação em Tecnologia Educacional – Fundação Konrad Adenauer (Alemanha); Especialista em Cultura Negra e Carnaval; foi Vice-presidente do Conselho Estadual dos Direitos do Negro – CEDINE.

Hélio Santos 

Mestre em Finanças e doutor em Administração pela FEA-USP. Presidente do Conselho do Fundo Baobá para a Equidade Racial; presidente do Instituto Brasileiro de Diversidade (IBD) e diretor do Aceleradora Vale do Dendê.

Maria Betânia Ávila

Doutora em Sociologia pela Universidade Federal de Pernambuco; Co-Fundadora e pesquisadora do SOS Corpo – Instituto Feminista para a Democracia. 

Rafael Pinto 

Coordenador Estadual do Centro Nacional de Africanidade e Resistência Afro-Brasileira-Cenarab/Conen; Ogan Pejigan do Ilê Axé Iansan/Araras.

Debatedores: 

Douglas Belchior 

Historiador; membro do Conselho Geral do Movimento UNEAFRO-Brasil; editor do Blog Negro Belchior.

Viviane Ferreira  

Cineasta e advogada com atuação voltada para direitos autorais, direito cultural e direito público. Preside a Associação Mulheres de Odun; sócia-fundadora da empresa Odun Formação & Produção.

Mediação: 

Sueli Carneiro – Coordenadora Executiva – Geledés Instituto da Mulher Negra.

 

Acompanhe como foi a segunda mesa

 Mulheres em luta – ontem e sempre

 

+ sobre o tema

O samba que virou cesta básica

A reportagem abaixo faz parte da série Geledés- Retratos...

O desastre não é natural, é político

O cenário é devastador. Relatos absurdamente trágicos e tristes...

A escola brasileira como projeto de país

Pelos 8,5 milhões de quilômetros quadrados do Brasil cabem...

para lembrar

STF declara Imprescritibilidade do Crime de Injúria Racial, equiparando ao crime de racismo.

Em decisão da 1ª Turma do STF entende que os crimes de Injúria por conotação racial (art. 140º, parágrafo 3º do Código Penal), se...

“O racismo estrutural opera dentro da USP”

A Universidade de São Paulo (USP), a maior universidade pública da América Latina, é racista e elitista, segundo a Pesquisa Interações na USP, realizada...

“O que quero dizer a Lula é que ele foi o maior presidente do Brasil, queiram ou não seus opositores”, diz a deputada Leci...

Em 2010, a carioca Leci Brandão se filiou ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB), para colocar em prática na política sua longa trajetória de...
-+=